Notícias

Paulinho da Viola comemora seus 70 anos com homenagem da Portela - Foto Rio News

O orgulho de ser portelense, bairro de Madureira, Rio de Janeiro, inflama os corações dos torcedores da Protela neste Carnaval. Apesar do atraso nos trabalhos, a história do bairro onde a escola nasceu e que é considerado o berço do samba, entra na avenida com maestria. O desfile começa com o último campeonato que a Portela ganhou sozinha, em 1970, e que conquistou de vez um dos melhores sambistas do Brasil, Paulinho da Viola.

O desfile celebra também os 70 anos de Paulinho, os 90 anos de fundação da Portela e os 400 anos de Madureira. O segundo setor do desfile conta a formação histórica do bairro, com suas fazendas e canaviais. Logo depois, entra a formação religiosa, que mistura festas católicas e do candomblé e traz elementos característicos como o jongo. O quarto setor retrata o desenvolvimento econômico e comercial do bairro.

O 5º carro mostra o lado cultural de Madureira, com gafieiras, os bailes embaixo do Viaduto Negrão de Lima, o movimento da black music e o basquete de rua. No 6º carro chegam os encantos do Carnaval de rua. No final do desfile, chega o homenageado, Paulinho da Viola, inspirado por Madureira, junto com a Velha Guarda da Portela.

Os artistas convidados da agremiação são orge Fernando, Zeca Pagodinho e Marisa Monte.

Paulinho da Viola comemora seus 70 anos com homenagem da PortelaFicha técnica:
Presidente: Nilo Figueiredo
Enredo: Madureira... Onde o Meu Coração Se Deixou Levar
Carnavalesco: Paulo Menezes
Componentes: 4 mil
Alas: 35
Alegorias: 7 carros e 4 tripés
Mestre de Bateria: Nilo Sérgio
Rainha de bateria: Patrícia Nery
Intérprete: Gilsinho
Mestre-sala e porta-bandeira: Robson Sensação e Ana Paula
Famosos: Jorge Fernando, Zeca Pagodinho Marisa Monte, Paulinho da Viola

Samba Enredo
Madureira... onde o meu coração se deixou levar
Compositores: Wanderley Monteiro, Luiz Carlos Máximo, Toninho Nascimento e André do Posto 7

E lá vou eu cantando com a minha viola
O amor tem seus mistérios
Por onde me deixo levar
Iaiá
Nossa história começa por lá
No engenho da fazenda
Dos cantos de "canaviá"

Bate o sino da capela
Oi ... que é dia de santo, sinhá
Tem mironga de jongueiro
O tambor me chamou pra dançar

Tempo rodou na roda do trem e veio
A inspiração do partideiro
Que versou no Mercadão
Foi nesse chão
Que a estrela brilhou no tablado
O "Madura" pisou no gramado
O malandro charmoso dançou
No pagode com outro gingado
Quando o bloco chegou
Agitou o suingue do black
E a nega baiana girou

Cai na folia, sem grilo, meu bem vem na fé
Na ilusão da fantasia
Vai como pode quem quer

Surgiu a Serrinha imperial
Em outros caminhos para o mesmo ritual
Portela, meu orgulho suburbano
Traz os poetas soberanos nesse trem para cantar
Que Madureira é muito mais do que um lugar
É a capital de um sonho que me faz sambar

Abre a roda, chegou Madureira
A poeira já vai levantar
O batuque ginga ioiô
Ginga iaiá

Instagram

Instagram

  • @projota fez questão de convidar os seguidores de #OFuxico para conferir sua mais nova música de trabalho, Sr. Presidente, que já conta até com videoclipe. Confira mais!
  • Confira suposta lista de participantes de #AFazenda! Quem você gostaria que estivesse na nova edição do programa?
📷: Divulgação/Record TV
  • @anamaria16 ensina aos repórteres e aos participantes do Superchef Celebridades a fazer a melhor coxinha do Brasil 📽 @flaviacirino
  • @robertoljustus e @ticipinheiro comemoraram os oito aninhos de #RafinhaJustus, neste sábado
Foto: Manuela Scarpa/Brazil News
  • Filha caçula de @eliana é pura fofura na festa do irmão mais velho, Arthur 
Foto: Manuela Scarpa/Brazil News
  • @oceara e @misantosoficial realizaram uma festança para @valentinamunizreal. Veja tudo no #OFuxico 
Foto: Leo Franco/AgNews
  • @marinaruybarbosa e @brumarquezine arrasam na Grécia! Confira as fotos no #OFuxico 
Fotos: Reprodução/Instagram

OFuxico