Notícias

07/11/2005 | 11h59m - Publicado por: Vera Jardim | Foto: Divulgação/TV Globo

Belíssima estréia com a difícil missão de repetir o sucesso de América

Belíssima estréia com a difícil missão de repetir o sucesso de América - Divulgação/TV Globo

Após o estrondoso sucesso de América, a novela Belíssima, que estréia nesta segunda-feira, dia 7, tem a difícil tarefa de repetir o feito de sua antecessora, na Globo. Vale lembrar que a trama de Glória Perez chegou à média de 66 e pico 70 no último capítulo, exibido na noite de sexta-feira, dia 4.

Escrita por Silvio de Abreu e com direção de núcleo de Denise Sarraceni, Belíssima formou seu elenco com medalhões da teledramaturgia, como Lima Duarte, Fernanda Montenegro, Glória Pires, Irene Ravache, Tony Ramos, entre outros. Esse, por sinal, já é um grande trunfo do autor para, senão superar, pelo menos igualar os índíces da antecessora.

A Grécia, país escolhido para as primeiras tomadas da novela da Globo, também promete ser o diferencial da trama, que irá explorar deslumbrantes paisagens e a curiosa cultura local.

A espinha dorsal do discurso de Belíssima é a busca eterna do belo, que data desde a Grécia antiga, berço da civilização ocidental. Dentre os muitos ensinamentos deixados às artes em geral, a busca pela perfeição estética é legado dos gregos. O ideal de beleza pode ter mudado com o passar dos séculos, mas o crescimento da indústria da moda é apenas um dos exemplos de como a perseguição ao belo ainda dita as regras da interação social.

Belíssima, que tem direção geral de Carlos Araújo e Luiz Henrique Rios e direção de Flávia Lacerda e Gustavo Fernandes, trata justamente da luta dos homens pela harmonia em uma sociedade caótica e regida pelas aparências. Como definir um padrão estético numa megalópole como São Paulo, cheia de imigrantes provenientes do mundo inteiro e desigualdades sociais? A resposta virá através de uma família marcada por sucesso, beleza, cobiça e tragédia. A novela levanta questões sobre o universo da beleza e da obrigação de colocar a aparência à frente de tudo.

A história

A trama conta a história da família de Júlia Assumpção (Glória Pires), a dona da luxuosa marca de lingeries Belíssima, em São Paulo. Com as atenções voltadas para o sucesso profissional, Júlia enfrenta obstáculos para encontrar o seu lugar nesse dissimulado e glamuroso teatro de máscaras. Enquanto tenta se libertar da sombra da deslumbrante mãe Stella, a discreta empresária vai precisar de muita ajuda para lutar contra seus medos e viver um grande amor. “É uma história que vai ter todos os elementos possíveis para encantar o público. Uma heroína pressionada pelo mito da beleza de sua mãe (Júlia), uma vilã pérfida (Bia Falcão), um galã envolvente (André), um núcleo de comédia divertido (o da vila), muita intriga, muito amor e algum mistério, porque não abro mão de colocar um thriller, meu gênero predileto de entretenimento, no meio de tudo isso”, completa Silvio de Abreu.

A grife foi criada por Stella Assumpção, famosa modelo internacionalmente conhecida nos anos 60, que, com sua beleza mítica e o apoio do marido, transformou a fábrica paulista em referência mundial no setor de roupas íntimas. Por uma fatalidade, o futuro do casal foi interrompido. Eles morreram prematuramente em um acidente de avião, deixando os filhos Pedro (Henri Castelli) e Júlia (Glória Pires), ainda crianças, com a avó materna Bia Falcão (Fernanda Montenegro). A tragédia deixou muitas feridas abertas na família. Bia, que sempre foi autoritária e egoísta, ficou ainda mais amarga com a perda da sua estimada e idolatrada filha. Júlia, que fazia aniversário no dia da morte dos pais e estava no avião, ainda é assombrada por pesadelos com imagens do acidente. Pedro sequer conheceu os pais, pois sobreviveu ao acidente ainda na barriga da mãe. Bia criou os dois netos com o máximo de carinho e amor, desejando o melhor para eles. Ela nunca soube dosar, porém, a vontade de controlar Júlia e Pedro. Isso acabou causando o afastamento do jovem e os constantes conflitos com a neta.

Superando todas as dificuldades, Júlia permanece ao lado da avó, com quem divide a casa e o comando do grupo Assumpção que, além de Belíssima, inclui a moderna academia de ginástica Physical. Mesmo se destacando no meio profissional, Júlia é atormentada pela cobrança de não ser uma mulher charmosa, astuta e desejada como sua mãe. A avó Bia é sua principal opressora, porque não se conforma de ter perdido a bela filha e herdado a neta, que em nada lembra a elegância e o carisma da mãe.

Júlia tem uma filha, que é tudo o que Bia queria que ela fosse: Érica (Letícia Birkheuer) lembra o estilo e a beleza de Stella, o que intensifica ainda mais as cobranças. Em casa, Júlia conta apenas com seu fiel protetor e confidente tio Gigi (Pedro Paulo Rangel), que sempre fica a seu lado nas brigas com Bia. Para piorar o relacionamento das duas, Júlia se apaixona por André (Marcello Anthony), um simples operário da fábrica que, apesar da condição humilde, tem a beleza que tanto lhe faz falta. Este será o principal romance da história e causará grandes incômodos à Bia, que fará tudo para que o relacionamento não se concretize. Ela é contra a união, por causa da diferença social que existe entre os dois. Através do amor de André, Júlia vai recuperar a autoconfiança e a auto-estima, encontrando dentro de si uma bela mulher.

Na Grécia

Pedro, irmão de Júlia, sempre foi um envolvente e belo jovem, mas nunca se interessou pelos negócios da família. O rapaz encontrou o amor de sua vida em Vitória (Cláudia Abreu), uma menina que sobrevivia vendendo balas nos sinais de trânsito do centro de São Paulo. Bia não se importa em saber que a jovem é honesta e de bom caráter. Para ela, Vitória nunca será digna da companhia do neto, devido à diferença social entre eles. Pedro verá o preconceito de sua avó se transformar em ódio e, para evitar que isso atrapalhe a união, decide mudar-se para uma ilha na Grécia, com a mulher e o cunhado Tadeu (Thiago Martins). Na ilha, o casal tem a linda Sabina (Marina Ruy Barbosa) e compra um restaurante, onde Pedro é o chefe de cozinha. Seus pratos são famosos, por misturarem culinária grega a temperos brasileiros.

Grande aliado na adaptação do casal à nova terra, o grego Nikos Petrakis (Tony Ramos) é o típico boêmio, freqüentador das noites animadas da ilha e um parceiro para todas as horas. O grego aproveitou a amizade com a família de brasileiros, para aprender um pouco mais da língua portuguesa e conhecer seus costumes. O desejo de Nikos de se familiarizar com a cultura brasileira é antigo pois, no passado, sua mulher Katina (Irene Ravache) fugiu para o Brasil com o turco Murat (Lima Duarte), esperando um filho seu. O grego só descobriu o paradeiro do garoto com a ajuda da irmã de Katina que, antes de morrer, lhe escreveu de São Paulo, onde seu filho Cemil (Leopoldo Pacheco) mora com a família. Mesmo sem mais informações, Nikos nunca desistiu do sonho de conhecer o filho e revelar que é seu verdadeiro pai. 

A ingênua Taís (Maria Flor) também vive na ilha. No Brasil, ela aceitou a oferta de trabalhar como bailarina na Grécia e acabou vítima do tráfico internacional de mulheres. Depois que chega ao país, os agenciadores confiscam o passaporte da jovem e a transformam em escrava e prisioneira. Seu único amigo na ilha é Nikos, que não vê saída para seu problema.

Em São Paulo

Numa típica rua paulistana, no bairro de Campos Elíseos, mora a família da grega Katina e do turco Murat. O casal deixou sua terra natal para morar no Brasil, onde teve três filhos: Cemil, Safira (Cláudia Raia) e Narciso (Vladmir Brichta). O casarão é uma “torre de babel” pois, além da dupla etnia que herdou, Safira casou-se quatro vezes, com homens de diferentes nacionalidades, e teve um filho de cada casamento. Do italiano Alberto (Alexandre Borges), com quem se uniu duas vezes, ela teve a linda Giovana (Paola Oliveira); com um português, a tímida Maria João (Bianca Comparato), e de sua união com um judeu, nasceu Isaac (Vitor Morosini). Atualmente, Safira está em seu quinto casamento. Dessa vez, com o japonês Takai (Carlos Takeshi), dono da quitanda da rua, que tem dois filhos de uma antiga união, Suzi (Júliana  Kametani) e Ernesto (Eduardo Hashimoto).

O primogênito de Katina, Cemil, casou-se uma só vez e foi abandonado pela mulher, juntamente com seus dois filhos, Mateus (Cauã Reymond) e Soraya (Enrica Duncan). O caçula da família, Narciso (Vladimir Brichta), gosta de curtir a vida e as mulheres, pois prefere ser filho mimado a pai preocupado. O casarão antigo será palco de muitas confusões, romances, intrigas e, sobretudo, de muita comédia envolvendo seus moradores e vizinhos. “Quero que o público, ao acabar de assistir a uma cena, ria com os olhos cheios de água”, explica o autor, que promete fazer rir e chorar, misturando drama, suspense, romance e comédia.

Se não fosse pelo segredo de seu passado, Katina seria uma mulher em paz com a vida e realizada com sua família. Porém, a culpa por ter enganado o marido e o filho, e não ter coragem de revelar a verdade sobre a paternidade de Cemil, aumenta cada vez que ela recebe uma carta de Nikos (Tony Ramos). Sem saber que a irmã de Katina morreu, o grego lhe envia cartas que vão parar nas mãos da ex-mulher, por intermédio de Tosca (Jussara Freire), dona do açougue. Tosca é a única que sabe do segredo da amiga, pois morava com a irmã dela quando esta era viva. Apesar de incentivar Katina a contar a verdade para a família, Tosca nunca revelou nada a ninguém, nem a seu filho, o açougueiro Fladson (Marcelo Médici). No entanto, por mais que Katina tente evitar, está cada vez mais próximo o dia em que Nikos chegará ao Brasil em busca do filho Cemil. 

A disputa entre Nikos, Katina e Murat pelo carinho do filho Cemil irá remetê-los à antiga rivalidade das raças. “Através desse núcleo, vou mostrar essa mistura que forma o povo da cidade, tema que me interessa muito. Quero mostrar que São Paulo é uma cidade que agrega as mais diferentes culturas e os mais diversos povos, que acabam se integrando, mesmo quando opostos ou rivais”, revela Silvio de Abreu.

 Na mesma rua vive o rude, porém bonitão, Pascoal (Reynaldo Gianecchini), dono da oficina mecânica, e seu esquisito assistente Jamanta (Cacá Carvalho). O borracheiro causa sensação entre as mulheres da vila, de todas as faixas etárias. Pascoal, com seu jeito grosseiro, não desperta em nada a simpatia dos moradores da rua. Seu principal desafeto é Murat. Quando some o gato Mustafá, companheiro de anos do turco, todos na vila acusam Pascoal de tê-lo transformado em churrasquinho. O motivo da desconfiança é que, como o esconderijo predileto do gato era justamente a borracharia, Pascoal ameaçara muitas vezes dar sumiço no bichano, que fazia as suas necessidades entre pneus e ferramentas.

Perfil dos personagens


Núcleo dos Assumpção


Bia Falcão (Fernanda Montenegro)
– Matriarca da família Assumpção, criou os netos Júlia (Glória Pires) e Pedro (Henri Castelli), após a morte prematura de sua filha Stella, fundadora da grife Belíssima. Sua elegância e firmeza nos negócios permitiram que administrasse a empresa, até que Júlia estivesse pronta para assumir a presidência. Bia educou os netos para serem modelos de beleza e sucesso na sociedade, porém nunca soube dosar sua intolerância. Bia se opôs à união de Pedro com a menina de rua Vitória (Cláudia Abreu) e, por isso, viu o neto se afastar, indo morar na Grécia. Bia vai intervir diretamente no romance de Júlia (Glória Pires) e André (Marcello Anthony), também em função de diferenças sociais.

Júlia Assumpção (Glória Pires) – Neta de Bia Assumpção e irmã de Pedro. Júlia jamais conseguiu superar a beleza mítica de sua falecida mãe, Stella, e sofre ainda com a cobrança da avó para que tenha uma postura diferente em relação a sua aparência e atitudes. Introspectiva, séria e discreta, Júlia é a presidente e dona do Grupo Assumpção, que inclui a marca de lingeries Belíssima e a academia Physical. A empresária é mãe da linda Érica (Leticia Birkenheur), fruto de seu único e mal sucedido casamento.  Para o desgosto de Bia, Júlia vai encontrar o amor ao lado de André, um envolvente e belo operário de sua fábrica. Júlia terá que lutar por este amor, enfrentando a avó, e se libertar da opressão.

Pedro Assumpção (Henri Castelli) – Neto de Bia Falcão e irmão mais novo de Júlia. Pedro não conheceu a mãe Stella, mas nunca permitiu que Bia controlasse os rumos de sua vida.Como a avó foi contra seu relacionamento com Vitória (Cláudia Abreu), porque a jovem era pobre, Pedro mudou-se para a Grécia. Rebelde e aventureiro, trocou sua agitada vida, em São Paulo, pela calmaria da vida em família na ilha, onde administra um bar e pratica seu hobby favorito: a culinária.

Érica Assumpção (Letícia Birkheuer) – Filha de Júlia. Érica tem uma personalidade muito parecida com a da avó e da bisavó. Mora em Londres sozinha, enquanto investe na carreira de modelo. Bonita e elegante, se espelha na imagem mítica de sua avó Stella.

Argemiro Falcão ou “Tio Gigi” (Pedro Paulo Rangel) – Irmão de Bia. Adora os sobrinhos-netos Júlia e Pedro, sendo o grande aliado e confidente de Júlia. Está sempre a seu lado, quando Bia a enfrenta. Tem uma personalidade discreta, mas a principal característica deste sonhador é a admiração pelas histórias e mitos do cinema.

Ornella Sabatini (Vera Holtz) – Irmã mais velha de Alberto (Alexandre Borges) e melhor amiga de Bia Falcão. Típica socialite paulista, está sempre preocupada com os tratamentos de beleza mais avançados. Freqüenta assiduamente a Physical, onde cuida da forma e aproveita para conhecer rapazes. Como não gosta de se envolver emocionalmente, Ornella opta por relacionamentos superficiais com homens mais novos.

Fábrica Belíssima

Alberto Sabatini (Alexandre Borges) – Irmão de Ornela. Faz parte da diretoria de Belíssima, como diretor de promoções da empresa. Casou-se duas vezes com Safira (Cláudia Raia), com quem teve a bela Giovana (Paola Oliveira). Sua infidelidade nos casamentos com Safira resultou no duplo divórcio. Alberto também é pai de Toninho (Thomas Veloso), fruto de seu envolvimento extraconjugal com a empregada do casal, Valdete (Leona Cavalli). 

André Santana (Marcello Antony) – Operário da linha de produção da fábrica Belíssima. Trabalhador, sonha em ter uma vida estável e tranqüila, mas a sorte não o ajuda. Depois de tentar uma carreira no mercado financeiro do Rio de Janeiro, volta para São Paulo sem um tostão e começa do zero, novamente. Com o apoio de Cemil (Leopoldo Pacheco), consegue um emprego na fábrica. André se destaca entre os funcionários por ter mais cultura e finess, graças à formação universitária e à experiência em outros setores do mercado. André se apaixona por Júlia Assumpção (Glória Pires), sem saber que ela é a presidente da Belíssima.

Grécia

Vitória Rocha Assumpção (Cláudia Abreu) – Mulher de Pedro e mãe de Sabina (Marina Ruy Barbosa). É uma excelente e criativa administradora do restaurante da família, mas não possui o menor talento na cozinha. Sua única família, antes de conhecer Pedro, era o irmão caçula Tadeu (Thiago Martins), pois morava nas ruas, onde sobrevivia vendendo doces nos sinais de trânsito. Alegre, bonita e batalhadora, seu maior orgulho é a família que construiu na Grécia com o amor de sua vida, Pedro. Antes de conhecê-lo, Vitória teve um namorado que até hoje pensa nela, Pascoal (Reynaldo Gianecchini).

Tadeu Rocha Assumpção (Thiago Martins) – Irmão de Vitória. Foi criado por ela desde que os pais os abandonaram. Ainda pequeno, se mudou para a Grécia e ajuda servindo mesas no bar. Tímido e sensível, passa a maior parte do tempo lendo e não se mistura muito com os garotos da sua idade. Para estimular uma mudança em sua vida, Nikos (Tony Ramos) e Pedro decidem apresentá-lo a Taís (Maria Flor). Desse encontro nascerá uma forte ligação.

Sabina Rocha Assumpção (Marina Ruy Barbosa) - Filha de Pedro e Vitória. É esperta e espevitada. Seu maior divertimento é ser guia para turistas desorientados e conversar com o padrinho Nikos.

Nikos Petrakis (Tony Ramos) – Amigo de Pedro e Vitória. Foi o primeiro grego a se aproximar da família brasileira, na chegada à ilha. Ajuda com o trabalho do bar, mas seu comportamento boêmio impede que sua presença seja constante. Faz de tudo um pouco para sobreviver, não abandona o jeito de filósofo e está sempre em busca da beleza e do sentido do mundo. Nikos tem, porém,  uma grande mágoa. No passado, sua mulher Katina (Irene Ravache), ainda grávida, se apaixonou por um turco, Murat (Lima Duarte), com quem fugiu para o Brasil. Com a esperança de um dia encontrar o filho no Brasil, Nikos decidiu aprender português, o que facilitou sua aproximação com a família de Pedro.

Taís Junqueira (Maria Flor) – Brasileira, vítima do tráfico internacional de mulheres. Taís só descobriu que caiu numa cilada, quando chegou na Grécia e teve seu passaporte apreendido por homens que a aprisionam numa boate. Sonhava em ser bailarina e ter uma vida decente, quando aceitou a oferta de emprego anunciada num jornal. Conheceu Nikos, enquanto trabalhava na boate da ilha. Torna-se amiga de Tadeu e conquista a simpatia de sua família, que se sensibiliza com sua história.

Vila paulista

Katina Güney (Irene Ravache) – Grega de nascimento, fugiu para o Brasil para viver com o turco Murat. É uma dedicada dona-de-casa e matriarca de uma grande família. Porém, se ressente de nunca ter revelado seu único segredo: Murat não é o verdadeiro pai de seu primogênito, Cemil. Ao fugir da Grécia, Katina estava grávida de seu antigo namorado, Nikos. O maior medo de Katina é que Nikos descubra o paradeiro de seu filho, e revele a verdade a ele e sua família. Katina é mãe também de Safira (Cláudia Raia) e Narciso (Vladimir Brichta).

Murat Güney (Lima Duarte) – Turco. Marido de Katina, que conheceu quando seu navio atracou em território grego. Comerciante aposentado, Murat, sempre simpático e amigo, comanda uma família formada por filhos e netos que moram com ele em seu casarão. Seu xodó é o gato Mustafá, que vive se escondendo na borracharia de Pascoal, causando muita confusão entre a família e o borracheiro. O jogo e as apostas são seu ponto fraco, que ele sempre tenta esconder da mulher, muitas vezes, sem sucesso.  

Cemil Güney (Leopoldo Pacheco) – Filho de Katina e Nikos, ele acredita que seu pai é, na verdade, Murat. Foi abandonado pela mulher, que o deixou com um casal de filhos adolescentes, Mateus (Cauã Reymond) e Soraya (Enrica Duncan). Chefe dos operários da fábrica de Belíssima, esconde uma paixão por Júlia (Glória Pires), mas não se acha à altura dela. Quando conhecer Mônica (Camila Pitanga), vai se apaixonar por ela.

Safira Güney (Cláudia Raia) – Filha de Katina e Murat. Extrovertida, mandona e engraçada, está no quinto casamento: primeiro casou com um italiano, depois com um português, mais tarde com um judeu, logo após com o mesmo italiano e, atualmente, com um japonês. Cada um dos seus três filhos - Giovana (Paola de Oliveira), Maria João (Bianca Comparato) e Isaac (Vitor Morosini) - é de um pai diferente. Está casada com o japonês Takai (Carlos Takeshi), dono da quitanda da vila, que mora com seus dois filhos crescidos, Suzi (Juliana Kametani) e Ernesto (Eduardo Hashimoto). Vai fazer de tudo para expulsar o borracheiro Pascoal (Reynaldo Gianecchini) da vila. Apesar de se sentir atraída por ele, sustenta que sua presença pode ser um risco para a moral e bons costumes do local,  já que as filhas dos moradores se derretem por ele.

Narciso Güney (Vladimir Brichta) – Filho mais novo de Katina e Murat. Com jeito malandro e mulherengo, é mimado pela mãe que faz tudo pelo caçula. É professor de capoeira na academia de ginástica Physical. Vai conseguir fazer um trabalho de modelo, mas sua atenção está voltada para as belas mulheres do mundo da moda e não propriamente para a carreira.

Mateus Güney (Cauã Reymond) – Filho de Cemil. Vê no tio Narciso um exemplo a ser seguido e, por isso, vive rodeado de garotas. Para ganhar um dinheiro extra às escondidas do pai, vende sua beleza se relacionando com mulheres mais velhas - entre suas clientes freqüentes está Ornella. Apesar disso, não desiste de conquistar a prima Giovana.

Pascoal Silva (Reynaldo Gianecchini) – É dono da oficina mecânica da vila, onde trabalha como borracheiro. Pascoal é bonito e forte, mas não consegue esconder seu lado rude e fechado. Trabalhador, fala um português errado e cheio de gírias paulistanas. Vive ao lado do casarão e mantém um grande conflito com a família de Katina e Murat. Giovana e Maria João são loucas por ele, mas ele só tem olhos para Safira, a mãe delas. Teve um grande amor no passado, Vitória, de quem não teve mais notícias.

Jamanta (Cacá Carvalho) – Trabalha como ajudante na borracharia de Pascoal. Vivia antes em um ferro-velho, no Parí, e ninguém sabe como foi parar na vila do casarão. Conta histórias desencontradas e se mete na vida de todos os moradores. É apaixonado por Giovana que, evidentemente, não quer nada com ele.

Tosca Rodrigues (Jussara Freire) – Mãe de Fladson, trabalha com o filho no açougue. É a melhor amiga de Katina, de quem guarda todos os segredos. Dedicada ao filho, sonha em conseguir um casamento para Fladson.

Guida Guevara (Íris Bruzzi) – Grande amiga de Gigi. Ex-vedete, ex-cantora e ex-apresentadora de programa infantil, fazia parte da dupla Os Furacões de Cuba com Mary Montilla, que foi um enorme sucesso na extinta TV Tupi. Hoje, é sacoleira e mora em cima da padaria, sustentada por uma aposentadoria. Sonha em voltar aos refletores. Guida é detentora de um importante segredo da família Assumpção.

Peppe (Gianfrancesco Guarnieri) – Amigo antigo de Katina e Murat. É o dono de uma companhia de teatro que, a pedido de Katina, vai ensinar seus netos a arte da interpretação. Peppe foi apaixonado por Katina, mas ela nunca pensou em trair seu marido. Apesar de conhecer o segredo de Murat - o seu caso extraconjugal com Bia Falcão -, Peppe nunca usou isso a seu favor.  

Casa de Mary Montilla

Mary Montilla (Carmen Verônica) – Assim como Guida Guevara, é ex-vedete, ex-comediante, ex-apresentadora de programa infantil. Apesar de ser a outra parte da dupla Os Furacões de Cuba, detesta a ex-parceira. A rivalidade atingiu o ápice, quando Mary se casou com um rico industrial que as duas disputavam a tapas. Ao contrário de Guida, está bem de vida e não tem a mínima vontade de voltar aos refletores. Também sabe o grande segredo dos Assumpção.

Mônica Santana (Camila Pitanga) – Irmã mais nova de André. Trabalha como doméstica na casa de Mary Montilla. Mora no quarto dos fundos da casa da patroa com o afilhado Toninho, filho de Valdete. Bonita e de excelente caráter, toma conta do menino desde que ele nasceu. Será cortejada pelo pai de Toninho, Alberto Sabatini, e por Cemil.

Toninho (Thomas Veloso) – Filho de Alberto e Valdete, não recebe atenção, muito menos carinho, de nenhum deles. Esperto e encantador, foi entregue aos cuidados de Mônica, desde pequeno.

 Cortiço

Bento Pereira (Nelson Xavier) – Pai de Valdete e avô legítimo de Toninho. É trambiqueiro, malandro e perigoso. Faz qualquer coisa para conseguir dinheiro. Apesar da diferença de caráter, mora no mesmo cortiço que seu Quiqui.

Diva (Via Negromonte) – Moradora do cortiço. Divide as atenções dos amigos de Seu Quiqui e Bento.

Razzle-Dazzle Models

Rebeca Cavalcanti (Carolina Ferraz) – Dona da agência de modelos Razzle-Dazzle. É esperta, ágil e impaciente. Atualmente uma mulher de negócios, foi  top model internacional de muito sucesso. Trabalhadora, nunca tem tempo para se dedicar a romances. Quando o rude Pascoal cruza seu caminho, se apaixona irremediavelmente pelo borracheiro e faz dele seu novo desafio.

Karen (Mônica Torres) – Ex-top model, se ressente de nunca ter obtido o mesmo sucesso de Rebeca. É sócia minoritária da Razzle-Dazzle e adoraria aumentar seu poder. Apesar de se passar por grande amiga de Rebeca, nutre um profundo sentimento de inveja por ela.

Lourenço (Lui Mendes)Booker da Razzle-Dazzle, é bom profissional, simpático e bon-vivant. Vai descobrir o talento de Giovanna.

Instagram

Instagram

  • A @clau_music fez questão de divulgar seu mais recente videoclipe, feito para a música Pouca Pausa, para os seguidores de #OFuxico. Confira!
  • Ainda na noite da última quarta-feira (13), @danielsaboya agitou o YouTube Space, no Rio de Janeiro, comemorando, entre outras coisas, seus dez milhões de inscritos, no YouTube, sendo dono do maior canal de dança do mundo. Confira um pouco do que aconteceu, no evento!
  • Nossa deliciosa tarde de festinha junina... clima gostoso na redação.
  • @ararocha20 trouxe complemento gostoso para nosso  Almocinho festa junina na redação...
  • Almocinho festa junina na redação...
  • @joaoguilherme divulga música inédita e manda recado ao OFuxico!!!
  • A @gilancellotti curtiu bastante a viagem que fez ao México e mostrou que está em ótima forma. Veja! http://www.ofuxico.com.br/noticias-sobre-famosos/de-biquini-giovanna-lancelotti-mostra-boa-forma-no-mexico/2018/06/03-321805.html

OFuxico