Notícias

28/09/2013 | 10h46m - Publicado por: Amanda Rolim/PopTV para O Fuxico | Foto: Luiza Dantas /Carta Z Notícias

Betty Lago: "Intelectual gosta de pobreza; pessoas, de glamour"

Atriz se sente cobrada a interpretar mulheres ricas na tevê

Betty Lago: \

O refinamento de Betty Lago contrasta profundamente com o jeito eloquente da atriz. Com gestos expansivos, fala alta e risadas em bom som, ela demonstra se sentir à vontade para falar e opinar sobre qualquer assunto. No ar em Pecado Mortal, primeira novela de Carlos Lombardi na Record, a atriz confessa que se sente cobrada a interpretar tipos mais sofisticados na televisão, como sua atual personagem, a elegante Stella Nolasco. Mas o estereótipo não a incomoda. Na verdade, Betty leva a situação de maneira bem-humorada.

"Quando interpretei personagens pobres, todo mundo falava que não era eu. Ninguém lembra do núcleo pobre. Como dizia Joãozinho Trinta, 'quem gosta de pobreza é intelectual, as pessoas gostam de 'glamour''", resume, aos risos.

Betty Lago: Com mais de 20 anos de carreira, Betty volta ao ar como protagonista após um ano afastada da tevê por problemas de saúde. Sua personagem será o fio condutor de Pecado Mortal. Na trama, Stella se envolve com o contraventor Michelle, de Luiz Guilherme. Do relacionamento, são gerados dois filhos gêmeos, que lhes são tomados por Donana, mulher do bicheiro vivida por Jussara Freire. Após uma passagem de tempo de 30 anos, Stella volta rica e determinada a encontrar seus filhos.

"A trama da minha personagem é bem novelesca. Ela é a típica heroína do Lombardi que foge do lugar-comum. Ela começa como a mãe que volta para resgatar seus filhos, mas tem humor, é cínica. E, mais para frente, vai até treinar meninas para virarem garotas de programa", adianta.

O Fuxico: Pecado Mortal se passa no final da década de 1970. Você teve alguma preparação especial sobre a época para o papel?

Betty Lago: Eu tenho bastante lembrança desse período. Na época, eu estava entrando na adolescência. Então, recordo muito bem de todas as referências. Claro que procurei assistir a filmes e ler livros para resgatar a atmosfera da década. E isso me ajudou muito porque sou muito "caqueira" e, às vezes, durante as gravações, poderia colocar termos que não caberiam em um diálogo dos anos 1970.

OF: Você tem um papel de destaque no folhetim. Acha que as atrizes mais maduras têm menos espaço na tevê?

BL: Sinto que as mulheres mais maduras estão começando a ganhar mais espaço na sociedade e, consequentemente, as atrizes que têm mais de 50 anos ganham mais destaque na televisão. Existe muita atriz na faixa dos 30 anos e poucas acima de 50. Porque só ficam as que são realmente boas e eu me incluo nessa lista, sem modéstia. Hoje, é nessa faixa mais madura que estão as mulheres com maior poder aquisitivo, são mulheres mais interessantes que se cuidam mais e têm de ser representadas.

OF: Pecado Mortal, que marca a estreia de Carlos Lombardi na Record, é a oitava produção de vocês dois juntos. Como é voltar a trabalhar com o autor?

BL: É incrível poder estar ao lado dele novamente. Foi o Lombardi que me deu a minha primeira protagonista, a Abigail de Quatro por Quatro. Eu já tinha feito Anos Dourados e Sex Appeal, mas foi na novela do Lombardi que eu despontei. Sinto que Quatro por Quatro elevou meu patamar dentro da Globo e como atriz. Foi também quando o público começou a prestar mais atenção em mim. Além disso tudo, ainda ganhei muito dinheiro na época com publicidade (risos).

OF: Além de atuar, você também já apresentou alguns programas e até dirigiu o GNT Fashion. Essa experiência mudou sua performance diante das câmaras?

BL: A visão por trás da câmaras me adicionou muito como atriz. Hoje, até fico um pouco chata quando estou sendo dirigida, mas tenho de respeitar porque é a visão de outra pessoa. E apresentar é bacana porque o público sempre me via na televisão sob a máscara dos meus personagens. Quando participei do Saia Justa, pude mostrar mais de mim, o que penso e quem eu sou. E acho que, como sou uma pessoa intensa, as reações dos telespectadores sempre foram extremas. Ou diziam que me amavam ou que me odiavam.

Lavínia Vlasak encontra Betty Lago e Rafael Calomeni em restaurante carioca
Betty Lago e Sônia Lima gravam nova trama na Lagoa
Betty Lago comemora aniversário e publica foto de bigode
 

Instagram

Instagram

  • Repost @estherrocha : Delícia de visita com direito a um@montão se brigadeiros deliciosos que adoçou a redação e o meu coração... Esses dois lindos são os idealizadores do @empoderadxsbr , um site lindo, bem feito e do bem que é o novo parceiro de @site_ofuxico . E eu só festejando os amigos que a vida@me dá🙏😘😍
  • A @clau_music fez questão de divulgar seu mais recente videoclipe, feito para a música Pouca Pausa, para os seguidores de #OFuxico. Confira!
  • Ainda na noite da última quarta-feira (13), @danielsaboya agitou o YouTube Space, no Rio de Janeiro, comemorando, entre outras coisas, seus dez milhões de inscritos, no YouTube, sendo dono do maior canal de dança do mundo. Confira um pouco do que aconteceu, no evento!
  • Nossa deliciosa tarde de festinha junina... clima gostoso na redação.
  • @ararocha20 trouxe complemento gostoso para nosso  Almocinho festa junina na redação...
  • Almocinho festa junina na redação...
  • @joaoguilherme divulga música inédita e manda recado ao OFuxico!!!

OFuxico