Notícias

04/11/2012 | 11h02m - Publicado por: Amanda Rolim/TV Press para O Fuxico | Foto: Jorge Rodrigues Jorge/CZN

Bruno Quixote estreia na TV em Malhação e sonha em virar diretor

Ele quer comprar equipamentos para produzir seus vídeos

Bruno Quixote estreia na TV em Malhação e sonha em virar diretor - Jorge Rodrigues Jorge/CZN

Bruno Quixote, que vive o Rasta em Malhação, da Globo, escolheu ter várias alternativas profissionais. Além de ser ator, ele também é jornalista. E foi na faculdade de Comunicação que se apaixonou pela fotografia. Em seguida, começou a trabalhar como assistente de câmara. A experiência levou Bruno a estudar para ser diretor. E, para isso, ele já planeja cursar Cinema em 2013. Isso, é claro, sem esquecer da atuação.

"A tevê é muito instável. O ator pode estar empregado por dois meses e depois ficar desempregado por três ou seis meses.", justifica.

Bruno teve seu primeiro contato com o teatro ainda quando estava na quarta série do ensino fundamental, em uma peça montada pela própria professora.

"Ali eu descobri que gostava daquilo, gostava de estar me apresentando para o público", admite.

Depois da experiência na escola, ele só voltou a ter contato com os palcos em 2001, quando já estava com 14 anos. Desde então, não parou mais de atuar. Fez peças, filmes e participações em novelas e seriados.

"Fazer participações pode ser um problema para o ator por causa do estereótipo. As imagem do menino da favela, do traficante, do ladrão, já estavam sendo muito exploradas em mim. E eu não queria mais isso porque eu estudei para fazer outras coisas também", defende. 

Atualmente, o ator vive Rasta em Malhação, seu primeiro papel fixo na tevê. O personagem é um jovem muito idealista, que vive criando teorias de conspiração e incentivando seu grupo de amigos a fazer mobilizações em prol da sociedade.

"Eu já tinha feito uns cinco testes para a Globo, mas dessa vez tinha uma frase de Gandhi no texto que dizia 'Seja a mudança que você deseja ver no mundo'. E essa citação serve muito para mim, então eu realmente me entreguei ao papel no teste e passei", acredita Bruno.

Nome: Bruno Gomes Luís. 

Nascimento: 10 de março de 1987, no Rio de Janeiro.

Primeiro trabalho na tevê: Uma participação na minissérie A Casa das Sete Mulheres. Eu fiz um menino de rua.

Atuação inesquecível: Foi na peça Menino No Meio da Rua. Foi meu primeiro trabalho e contava muito sobre a minha história.

Interpretação memorável: Gosto muito do Grande Otelo no filme Macunaíma. Eu tenho um gosto meio póstumo para atores.

Momento marcante na carreira: Quando eu passei em 'Malhação'. Eu tentava muito. Quando você consegue, a sensação é incrível.

Ao que gosta de assistir: Novelas, por conta da interpretação dos atores. Mas eu também assisto ao CQC, Roda Viva e outros programas do canal Futura.

O que nunca assistiria: Infomercial e programas religiosos.

O que falta na televisão: A televisão deveria investir em programas mais educativos nos horários nobres.

O que sobra na televisão: É complicado ter essa ideia purista que a televisão é ruim. Acho que a televisão tem programas para todos os gostos e eu não posso falar o que é ruim.

Ator: Wagner Moura.

Atriz: Meryl Streep.

Com quem gostaria de contracenar: Lázaro Ramos.

Se não fosse ator, o que seria: Acho que eu seria jornalista ou diretor.

Novela preferida: Avenida Brasil.

Cena inesquecível na tevê: Quando a Carminha enterrou a Nina viva em 'Avenida Brasil.

Melhor abertura de novela: Deus Nos Acuda.

Canção inesquecível de trilha sonora: A canção Romeu e Julieta que Nino Rota fez para a primeira versão do filme homônimo.

Vilão marcante: Carminha. Porque é a vilã mais humana dos últimos tempos.

Melhor programa de humor: CQC.

Personagem mais difícil de compor da sua carreira: O Rasta de 'Malhação. 

Melhor bordão da tevê: Não é brinquedo não.

Que novela gostaria que fosse reprisada: Vamp.

Que papel gostaria de representar: Eu queria muito viver um mafioso.

Par romântico inesquecível: O Christian e a Satine do longa Moulin Rouge.

Com quem gostaria de fazer par romântico: Acho que com a Maria Flor seria legal. 

Livro de cabeceira: Livro dos Abraços, de Eduardo Galeano.

Filme: Moulin Rouge.

Autor: Jorge Amado.

Diretor: João Falcão.

Medo: Tenho medo de não dar certo. De me tornar um ator medíocre. Não quero isso.

Vexame: Eu sou muito extrovertido, então sempre acabo falando com pessoas que eu não conheço. A pessoa faz um aceno mínimo e eu já estou respondendo, então acabo passando vergonha.

Uma mania: Tenho mania de batucar, fico batucando nas coisas o tempo inteiro.  

Projeto: Comprar meu equipamento e ano que vem começar a produzir meus vídeos. E também quero montar um espetáculo falando sobre a feira.

 
Malhação – Globo – Segunda a sexta, às 17:30 horas.

Instagram

Instagram

  • @aldairplayboy também colocou todo mundo para dançar, durante sua incrível apresentação, no evento no CTN, em São Paulo, que também contou com a participação de Devinho Novaes
  • @xandaviao agitou a madrugada deste sábado (18), com um super show no Centro de Tradições Nordestinas, em São Paulo. Na ocasião, ele interpretou sucessos de todas as fases do Aviões do Forró
  • @RenatoAragão fala da emoção de estar mais uma vez no #CriançaEsperanca, uma ideia que ele teve há mais de três décadas
  • @RenatoAragão fala da emoção de estar mais uma vez no #CriançaEsperanca, uma ideia que ele teve há mais de três décadas
  • Olha só o recadinho que a dupla #Sandro&Gustavo mandou para os leitores de OFuxico!
  • @projota fez questão de convidar os seguidores de #OFuxico para conferir sua mais nova música de trabalho, Sr. Presidente, que já conta até com videoclipe. Confira mais!
  • Confira suposta lista de participantes de #AFazenda! Quem você gostaria que estivesse na nova edição do programa?
📷: Divulgação/Record TV

OFuxico