Notícias

12/03/2006 | 12h25m - Publicado por: Juliana Ambold | Foto: Divulgação/TV Record

Cidadão Brasileiro inaugura novo horário de novelas da Record

Cidadão Brasileiro inaugura novo horário de novelas da Record - Divulgação/TV Record

A Record decidiu investir pesado na teledramaturgia. A novela Cidadão Brasileiro, que estréia nesta segunda-feira, dia 13, às 20h30, tem gerado otimismo na emissora. Se depender dos investimentos na produção e do alto astral nas gravações, a trama promete entrar com toda a força na briga por pontos de audiência no horário nobre. 

De autoria de Lauro César Muniz, Cidadão Brasileiro se desenvolve em quatro fases, compreendidas entre 1955 e 2006, contando a história de Antônio Maciel, personagem de Gabriel Braga Nunes. Um homem decidido em sua difícil trajetória de ascensão social, com conquistas e fracassos profissionais, além de conflitos amorosos, envolvendo duas mulheres de temperamentos e níveis sociais opostos.

A trama começa quando Antônio Maciel, vendedor de defensivos agrícolas, é roubado por uma mulher madura e aventureira, que leva todo o dinheiro que ele havia recebido.

A mulher é Fausta (Lucélia Santos). Desempregado e endividado, Antônio persegue Fausta e é assim que chega a Guará, cidade do interior paulista.

Logo se destaca, e conhece as duas mulheres de sua vida. Casa-se com uma delas, Carolina (Carla Regina), moça simples da fazenda, sem esquecer a outra, Luiza (Paloma Duarte), moça sofisticada e fina, educada em São Paulo.

Cheio de carisma e coragem, Antonio enfrenta Atílio (Floriano Peixoto), homem tradicionalista e acostumado a mandar e ser obedecido. Apesar da oposição de Atílio, Antônio fica na cidade e acaba se elegendo prefeito de Guará. Bem relacionado com pessoas ligadas ao poder, Antônio reencontra Fausta; a aventureira que o havia roubado, é agora milionária, casada com um mega-empresário.

Depois da morte do marido, Fausta entrega o império empresarial a Antônio, que passa a gerir uma fortuna que jamais imaginou controlar. O império que recebeu de Fausta, porém, tinha dívidas imensas. Antônio luta para equilibrar-se, mas vê-se novamente sem nada. Numa situação bastante difícil, retorna a Guará, onde reencontra Luiza e faz uma revisão de sua caminhada, vislumbrando uma volta ao poder.

Perfil dos  Personagens 

Antônio Maciel (Gabriel Braga Nunes): Tem 27 anos quando a história se inicia e 77,  ao final da narrativa. Filho de Francisco Maciel, que tem uma olaria em Itabira, Minas Gerais, sai de casa para tentar melhorar de vida. Tem muito talento para negócios. Por isso, nos locais em que trabalha, é bem sucedido. Por outro lado, seu espírito aventureiro e confiante o faz ter altos e baixos, ganhar muito dinheiro e, de um dia para o outro, perder tudo. 
 
Fausta (Lucélia Santos): 50 anos quando entra na história. Rouba Antônio, pois precisa de dinheiro para dar um golpe na cidade de Guará. Na segunda fase, ao ficar viúva de Otávio Gama, herda a Babilônia, grande fazenda de Mato Grosso, símbolo do grupo empresarial do marido.
 
Gustavo (Petrônio Gontijo): 45 anos. Enteado de Fausta. Seu campo de ação é a Europa, onde passa a maior parte do tempo. Vive como milionário, graças a seus próprios negócios e à mesada que seus pais lhe enviam. Quando Fausta anuncia que vai casar-se com Antônio, volta disposto a enfrentá-lo e tirá-lo definitivamente do grupo empresarial Otávio Gama.
 
Joana (Cleide Yáconis): 75 anos; chega a 100 anos, em 1980. É a matriarca da família Salles Jordão, uma das fundadoras de Guará, que dominou a região por muitos anos. É uma viúva forte, ativa e bem humorada. Participa da implantação de escolas rurais.
 
Júlio (Cecil Thiré): 50 anos. Pai de Atílio, Marcelo e Luiza. Casou-se duas vezes, mas a segunda mulher separou-se dele, pois não suportava a vida na fazenda. Enganado por Fausta, fez uma doação para a construção das escolas para os pobres. Esse fato o faz morrer como um benemérito da cidade. 



Atílio (Floriano Peixoto): 30 anos. Filho do primeiro casamento de Júlio. Dono da Fazenda do Casarão, chefe político da região, aliado à oligarquia paulista. Considera Antônio um aventureiro, um oportunista, não aceita seu relacionamento com os irmãos. Defende a revolução de 64, e torna-se o homem de confiança do regime militar. 


Laís (Fernanda Muniz): 28 anos. Prima e mulher de Atílio, que se casou com ela apenas para não ficar sozinho. Submissa, apática, uma verdadeira sombra do marido. 


Luiza (Paloma Duarte): 22 anos. Filha do segundo casamento de Júlio, irmã de Atílio e Marcelo. Acostumada a ter tudo na vida, mora em São Paulo com a mãe, para estudar e freqüentar as esferas sociais. Não tem estrutura para enfrentar dificuldades, motivo pelo qual, mesmo amando Antônio, o abandona no momento em que ele mais precisa. 

 
Marcelo (Bruno Ferrari):
21 anos. Irmão de Atílio e Luiza, por parte de pai, estudante de direito, forma-se advogado e exerce a profissão. Quando estudante, apaixonou-se por Tereza, em Guará. Marcelo tinha opiniões contrárias ao irmão e vende sua parte na fazenda, tornando-se sócio de Antônio no negócio de algodão. 
 
Cleonice (Bárbara Bruno): 45 anos. Segunda mulher de Júlio, mãe de Luiza e Marcelo. Casa-se por interesse e abandona Júlio, assim que os filhos crescem. Muito conservada, fútil e deslumbrada, volta à cidade quando Júlio adoece, para reivindicar sua parte na herança.
 
Nestor (Gracindo Júnior): 55 anos. Viúvo, pai de Carolina, Celso e Emílio. A fazenda vive em crise, cheia de problemas financeiros. Quando as coisas parecem melhorar, o filho Emílio morre afogado. Ao final de sua vida, na década de 1970, volta a ter alegria, por fazer as pazes com o filho Celso. 
 
Carolina (Carla Regina): 23 anos. Filha de Nestor, órfã de mãe, mora na Fazenda Santa Isabel com o pai, o irmão Celso e a cunhada Maura, viúva de seu irmão Nestor. Moça com temperamento decidido, muito arrojada, com idéias avançadas para a época, entrega-se a uma paixão alucinada por Antônio e tenta conquistá-lo de todas as maneiras.

Celso (Leonardo Brício): Filho de Nestor, 30 anos. Acabou preso por desfalque e agressão. Depois, quando o irmão Emílio morre afogado, carrega a culpa por não poder salvá-lo. Suas angústias pioram, quando se vê apaixonado pela cunhada Maura, viúva do irmão.
 
Emílio (Rubens Caribé): Filho mais velho de Nestor, casado com Maura. Trabalha com o pai na fazenda.  Morre durante a primeira fase, num acidente no rio que margeia a fazenda, durante uma pescaria com o irmão Celso. 
 
Maura (Mônica Carvalho): 35 anos. Mulher de Emílio, continua morando na fazenda mesmo após a morte do marido, procurando mimar o sogro e eliminar a sensação de culpa enfrentada por Celso.  
 
Tereza (Luiza Tomé): 36 anos. Desquitada, mãe de Eleni, professora em Guará. Por defender a construção de escolas para pobres, foi afastada do cargo. Devido a uma série de acontecimentos, Antônio e Homero a ajudam a ter o posto de volta.

 
Homero (Tuca Andrada): 30 anos. Jornalista em Guará, tem um jornal chamado Voz da Liberdade. Desde que conhece Antônio, tem muita afinidade com ele. Conselheiro de Antônio, Homero é quem mais o ajuda a vencer na vida, mas apaixona-se por Carolina, que é apaixonada por Antônio, surgindo aqui um forte impasse entre os dois amigos.  
 
Camilo (Taumaturgo Ferreira): 30 anos. Freqüenta a fazenda do Casarão, pois é amigo de Marcelo e Luiza. Apesar de amar Luiza, muito educado, aceita o temperamento difícil dela e não força o relacionamento. 
 
 
Toc Toc (Xando Graça): 45/55 anos. Telegrafista de Guará, responsável pelo plantão noturno da estação ferroviária. Liga-se a Gasosa e Fausta, para o golpe que transformará sua vida. 

 
Gasosa (André Valli): 30 anos. Órfão, criado por caridade, mas dizem que é filho de Mariazinha com Maria, piada que o irrita muito. Trabalha como office-boy da prefeitura e do partido do prefeito. Seu ar angelical disfarça sua verdadeira personalidade, dissimulando suas trapaças. 
 

Laércio (Kito Junqueira): 50 anos. Prefeito de Guará. Amigo da família Salles Jordão há muitos anos, têm em Júlio e Atílio seus padrinhos políticos. Quer garantir sua reeleição.




Mariazinha (Etti Fraser): 50/60 anos. A outra parte da dupla de futriqueiras. Com a irmã, mantém um armarinho, de onde observam a vida de toda a cidade. 

 

Alfredo Dias (Bemvindo Sequeira): 60 anos. Dono do bar Senadinho. Além de servir às mesas e cuidar do bilhar, Alfredo é o banqueiro do jogo do bicho. O bar é o ponto fixo de Antônio Maciel, nos seus primeiros tempos na cidade, pois serve às suas sondagens sobre a vida local. 



Dadá
(Lea Garcia):
60 anos. Negra de personalidade forte, empregada de confiança da Fazenda do Casarão.
 
Bruna (Karina Bacchi): 30 anos. Muito bonita, sensual, atraente. Advogada. Passa a ser o braço direito de Antônio. 
 
Benvindo Ferraz (José Dumont): Alfaiate, ajuda na ascensão de Antônio na cidade. Participa da campanha política de Antônio para a prefeitura, cuidando de sua aparência. Tornam-se grandes amigos.
 
Zezé (Suzana Alves): Mora em Guará. Pouco se interessa pelos estudos, e sua vida se passa como num filme água com açúcar. Quando fica sabendo que Lívia, sua melhor amiga, é amante de seu pai, perde a amizade. Sofre muito com o vexame público pelo qual passa sua família, mas nem por isso se torna mais humana.
           

Instagram

Instagram

  • @ritacadillac fez questão de parabenizar OFuxico pelos seus 18 anos!!
  • O talentoso @thiagobrava mandou um recado ao #OFuxico pelos seus 18 anos❤❤❤
  • A linda @tiemusica mandou um parabéns pelos 18 anos do site #OFuxico🤗🤗🤗
  • Confira a chamada da segunda temporada de A Vila, projeto do @multishow, que conta com @paulogustavo31 e grande elenco e tem previsão de estreia para o próximo dia 8 de outubro
Vídeo: Divulgação/Multishow
  • @araujovivianne, sempre gata, mandou os parabéns ao #OFuxico pelos seus 18 anos ❤❤❤❤
  • @projota arrasou e mandou os parabéns ao #OFuxico pelos seus 18 anos🤗🤗🤗😍
  • @jojotodynho mandou os parabéns ao #OFuxico pelos seus 18 anos 😄😄❤

OFuxico