Por: Carlos Ramos | 25/09/2005 | 12:21

Débora Bloch diz que posar nua não é a sua praia

Publicidade

Quem conhece Débora Bloch, sabe que a atriz tem como duas de suas qualidades a sinceridade e o humor. Por isso, não se surpreende quando ela, com tiradas inteligentes, vai ao X da questão sem fazer rodeios. Um bom exemplo do temperamento desta virginiana, filha do ator Jonas Bloch, mulher do empresário francês Olivier Anquier com quem tem o casal de filhos Júlia, de 11 anos e Hugo, de sete, está na matéria intitulada Na Boca do Povo, da Revista Canal Extra, encarte dominical do jornal carioca Extra. Debinha, como é chamada pelo pai e amigos, fala sobre posar nua, conta que é uma mulher casadoira, que demorou a querer experimentar a maternidade, dá alfinetadas nos cineastas e no governo Lula. Fala ainda do projeto de um seriado semanal, que elaborou com Miguel Falabella, e, claro do sucesso da Madô de A Lua Me Disse e de sua participação na minissérie JK.

Posar nua

“Recebi alguns convites, mas nunca precisei e não tem muito a ver comigo. Hoje em dia ficou muito misturado, parece que ser atriz e posar nua é tudo a mesma coisa. Como diz a Nanda (Fernanda Torres), não saberia que cara fazer nas fotos”.

                                                           Casadoira

“Acho que tanto eu quanto o Olivier tiramos o bilhete premiado. Namorei bastante, mas sou muito casadoira. Há anos não fico solteira” (Débora e Olivier estão casados há 14 anos).

Maternidade

“Sou de uma geração criada para ser independente e produtiva. Demorei para ter vontade de ser mãe. Hoje gosto de ter a casa cheia”.

Cineastas

“Acho que os cineastas deveriam ir mais ao teatro”, provoca ela, em tom de lamentação por não receber mais convites para fazer cinema.

Governo Lula

“Achei que era um momento para experimentar um outro tipo de presidente, era a esperança de uma mudança que não houve. Espero que toda essa história não acabe em pizza. Não votaria novamente no PT”, diz a atriz, que votou em Lula no segundo turno.

Seriado

“Eu e Miguel Falabella tivemos a idéia de fazer um seriado semanal. A gente se reuniu, trocou idéias, ele escreveu e foi aprovado pela Globo”. (Débora se refere a Cá Entre Nós, que estará na grade dos especiais de final de ano) .

Madô

“Madô é divertida, irreverente. Sofreu uma grande transformação: era uma mulher fútil e mimada, foi abandonada pelo marido e teve que se virar sozinha. É bom que o personagem se transforme. Mesmo quando ela era preconceituosa, tinha muito humor”.

JK

Na nova minissérie de Maria Adelaide Amaral e Alcides Nogueira, Débora Bloch será Dora Amar, uma ex-corista com vocação para alpinista social, que entra na segunda fase da história.


Siga @Ofuxico_oficial no Twitter

Seja fã de OFuXico no Facebook

Clique para ler as notícias mais lidas do dia


Avalie esta Matéria



Acesso Rápido


Think4

É proibido o uso ou publicação deste conteúdo sem a devida autorização. Os infratores ficarão sujeitos às penas previstas por lei.
Ofuxico não envia mensagens de e-mail sobre promoções, notícias e novidades.
2000-2011 OFuxico - Todos os direitos reservados