Notícias

15/10/2015 | 13h40m - Publicado por: Gustavo Frank | Foto: Reprodução Instagram

Fábio Audi afirma: ‘Gosto do cinema marginal brasileiro’

Ator falou sobre sua ambição em ser generalista quando trabalha com arte

Fábio Audi afirma: ‘Gosto do cinema marginal brasileiro’  - Reprodução Instagram

Fábio Audi ganhou destaque não só nacional, como internacional, interpretando Gabriel no longa Hoje Eu Quero Voltar Sozinho. Dirigido por Daniel Ribeiro, o filme foi o vencedor dos principais prêmios cinematográficos com temática LGBT no mundo todo, incluindo o Festival de Berlim.

Formado em teatro e cinema, o ator esteve em Alto Astral, na Rede Globo com seu primeiro trabalho em uma telenovela e atualmente está se preparando para participar do longa Rio Santos, do cineasta e fotógrafo Klaus Mitteldorf.

O ator concedeu entrevista ao site OFuxico e, quando perguntado sobre a balança entre trabalhar com a TV e o cinema, Fábio difere os trabalhos argumentando com base na audiência e na própria arte produzida por esses meios.

"Televisão é a arte do autor e do anunciante pela busca de audiência. É industrial e paga bem. Em contrapartida, fazer cinema no Brasil é ganhar pouco e no entanto fazer um trabalho sofisticado e artesanal. É claro que não é possível generalizar, há produções cinematográficas tão comerciais quanto produções televisivas autorais e artísticas, o desafio da televisão brasileira é conseguir unir as duas coisas, como é o caso da TV americana e as séries fantásticas que vêm sendo produzidas"

O ator ainda comentou sobre como é trabalhar no cinema e na televisão:

"O ator de cinema tem tempo para compreender e preparar um personagem. Atores de televisão precisam de muito mais concentração e dedicação para entender o que está acontecendo com a novela e o público, além de um preparo quase divino para não se frustrarem com os takes únicos."

Sobre seus ídolos no cinema e na televisão, Fábio cita desde o cineasta dinamarquês Lars Von Trier até o ator e diretor brasileiro Marcelo Médici.

"Gosto do cinema marginal brasileiro", declarou.

O paulistano, nascido no interior de São Paulo em Itapira, contou sobre sua preferência em ser generalista à especialista como artista.

"Tenho mais planos nesta área [do cinema] do que planos como ator. Estou escrevendo uma série e enviando projetos a editais. Na verdade, sinto vontade de fazer muita coisa. Ainda quero trabalhar com iluminação e música. É difícil para mim pensar em uma carreira de um especialista. Prefiro ser um generalista, experimentar de tudo. Vamos ver até que ponto isso é uma realidade. "

 

Fábio Audi, o Heitor de Alto Astral, posa sem camisa na web e recebe elogios
Meryl Streep presidirá júri do Festival de Berlim em 2016
Larissa Manoela nega convite para a próxima Malhação

Instagram

Instagram

  • @guguliberato manda o recado!!! Todo mundo ligado no @powercouplebrasil , na próxima terça-feira, na @recordtvoficial Video do reporter Luigi Civalli
  • @guguliberato fala sobre sua participação no comando do @powercouplebrasil #recordtv  Video do reporter Luigi Civalli
  • @guguliberato fala sobre sua participação no comando do @powercouplebrasil #recordtv  Video do reporter Luigi Civalli
  • @guguliberato fala sobre sua participação no comando do @powercouplebrasil #recordtv  Video do reporter Luigi Civalli
  • @guguliberato fala sobre sua participação no comando do @powercouplebrasil #recordtv  Video do reporter Luigi Civalli
  • @guguliberato fala sobre sua participação no comando do @powercouplebrasil #recordtv  Video do reporter Luigi Civalli
  • Comheça os ambientes do #powercouplebrasil.  @guguliberato @powercouplebrasil #recordtv  Video do reporter Luigi Civalli

OFuxico