Imprimir

Notícias

21/05/2018 | 19h30m - Publicado por: Bárbara Contiero | Foto: Reprodução/ Youtube

Filha de Whitney Houston queria vê-la morta, diz documentário

Bobbi Kristina Brown morreu três anos depois a mãe

Filha de Whitney Houston queria vê-la morta, diz documentário - Reprodução/ Youtube
  • Amei0
  • Curti0
  • Feliz0
  • Triste0
  • Nervoso0
  • Surpreso0

O documentário Whitney, contando a vida de Whitney Houston não estreou, mas continua dando o que falar. Durante sua estreia no festival de Cannes, na quarta-feira, foi divulgado que a cantora teria sido molestada quando criança pela prima Dee Dee Warwick, agora a polêmica gira em relação a filha, Bobbi Kristina Brown e o aparente desejo da moça por matar a mãe, fazendo parecer acidente.

Segundo o Daily Mail, Bobbi queria matar a mãe, fazendo parecer acidente para nenhuma culpa cair sobre ela, mas os problemas da garota iam muito além da mãe, chegando inclusive a tentar se matar com Whitney ainda em vida. Bobbi Kristina teria cortado os pulsos com intenções suicidas duas vezes, de acordo com o polêmico namorado da garota, Nick Gordon.

Whitney sofreu com as polêmicas e abusos durante toda sua carreira, além de boa parte da vida. Tendo sido molestada quando criança pela prima Dee Dee Warwick, agredida diversas vezes pelo rapper Bobby Brown, com quem teve a filha Bobbi Kristina. A perseguição midiática a cantora continuou até seus últimos momentos. Houston foi encontrada morta pela assistente, Mary Jones.

De acordo com a jornalista Amy Kaufman, do Los Angeles Times, no documentário Mary Jones falou do momento em que encontrou Whitney morta. A assistente teria ido comprar cupcakes, a pedido da cantora e quando voltou, 30 minutos depois, Houston estava virada com a cabeça para baixo na banheira, sem vida. Tudo isso após falar sobre espiritualismo para o guarda-costas e sugerir que Mary Jones se acertasse com Jesus.

Outro tema recorrente nas notícias sobre Whitney Houston era a bissexualidade, isso foi tratado no documentário mostrando que a cantora não via a possibilidade de conseguir manter um relacionamento estável com a parceira Robyn Crawford, devido aos traumas de infância e questões envolvendo sua imagem pública. Os abusos sofridos durante seu relacionamento com Bobby Brown são mencionados durante o filme, mas o rapper aparece pouco.

Bobbi Kristina cresceu vendo a mãe se drogar e cantar, já que a pequena acompanhava a mãe durante turnês e viagens de trabalho. De acordo com a assistente de Whitney, ela só agia assim para proteger a filha e que recusava deixar a menina em casa sozinha, por conta do trauma causado pelo abuso sexual.

Bobbi Kristina Brown não teve um destino diferente da mãe, ela morreu aos 22 anos em julho de 2015, após ficar em coma por seis meses. Os legistas disseram que foi por afogamento e abuso de remédios prescritos.

Confira o trailer







Instagram

Instagram

  • @anamaria16 ensina aos repórteres e aos participantes do Superchef Celebridades a fazer a melhor coxinha do Brasil 📽 @flaviacirino
  • @robertoljustus e @ticipinheiro comemoraram os oito aninhos de #RafinhaJustus, neste sábado
Foto: Manuela Scarpa/Brazil News
  • Filha caçula de @eliana é pura fofura na festa do irmão mais velho, Arthur 
Foto: Manuela Scarpa/Brazil News
  • @oceara e @misantosoficial realizaram uma festança para @valentinamunizreal. Veja tudo no #OFuxico 
Foto: Leo Franco/AgNews
  • @marinaruybarbosa e @brumarquezine arrasam na Grécia! Confira as fotos no #OFuxico 
Fotos: Reprodução/Instagram
  • @fatimabernardes é pura elegância no lançamento do livro Poesia que Transforma, de @brauliobessa, na Livraria da Travessa, no Barra Shopping, Rio de Janeiro.

Foto: Wallace Barbosa/AgNews
  • @simoneses e @simaria cantando dutente coletiva de imprensa em São Paulo

OFuxico