Notícias

28/01/2013 | 08h00m - Publicado por: Ricardo Vieira/ PopTevê para O Fuxico | Foto: Pedro Paulo Figueiredo / Carta Z Notícias

José do Egito atesta força das minisséries bíblicas na Record

Números garantem otimismo na emissora

José do Egito atesta força das minisséries bíblicas na Record - Pedro Paulo Figueiredo / Carta Z Notícias

Minisséries bíblicas vêm ganhando cada vez mais força na Record. Desde 2010, uma produção foi lançada a cada ano. Depois de A História de Ester e Sansão e Dalila, veio Rei Davi. Agora é a vez de José do Egito,qu estreia dia 30 próximo. A sofrida trajetória de um homem que tem o dom de interpretar sonhos é a nova aposta da emissora. Para fazer isso, a Record investiu alto: foram R$ 7 milhões gastos somente com a cenografia. Além disso, serão utilizadas mais de quatro mil peças de figurino para quase 50 atores e quatro mil figurantes. Números que impressionam e garantem otimismo na emissora. O objetivo é continuar obtendo bons resultados como os alcançados pela antecessora.

"Rei Davi ficou por 19 capítulos em primeiro lugar absoluto no Rio, com 21 pontos de média na sua maior audiência e 23 pontos de pico. A gente tem certeza que com José não vai ser diferente", afirma o diretor de dramaturgia, Anderson de Souza.   

Com investimento milionário, José do Egito atesta força das minisséries bíblicas na RecordPara alcançar o resultado que pretende, a Record escalou a mesma autora de Rei Davi e A História de Ester: Vivian Oliveira. Ela já se preparava para descansar após sua última minissérie, quando recebeu o convite.

"Quando eu terminei 'Davi', a Record ficou muito satisfeita com o resultado e achei que iria ter férias. Fiquei seis meses planejando-as", comenta, em tom de brincadeira.

Vivian confessa que o chamado da emissora para trabalhar em José do Egito foi irresistível. Além de uma história interessante em mãos, ela teve a liberdade para criar. Ao contrário de Rei Davi, a nova minissérie não possui grandes batalhas épicas, por isso a autora decidiu investir em conflitos familiares.

"Foi muito bacana buscar ser fiel ao texto original da Bíblia e também ter a liberdade para licença poética, para criar as tramas", conta.

Com investimento milionário, José do Egito atesta força das minisséries bíblicas na RecordInterpretado por Angelo Paes Leme na fase adulta e por Ricky Tavares na fase jovem, José, claro, é responsável pelas principais tramas da produção. É o filho preferido do pai e desperta a inveja dos irmãos, que o vendem como escravo no Egito. É comprado por Potifar, de Taumaturgo Ferreira. José ganha e perde a confiança do homem após ser acusado injustamente de se envolver com a mulher dele – Sati, de Larissa Maciel. É preso e passa muitos anos na cadeia, até ser salvo pelo Faraó, de Leonardo Vieira, por conta de seu dom: interpretar sonhos. Com o apoio do Faraó, que é vivido por Leonardo Vieira, José alcança o posto de governador de todo o Egito. Nesse ínterim, muitos outros conflitos se desenrolam, trazendo o tom de José do Egito.

"É uma história de alma mesmo. Não tinha guerra. Então, o recurso foi mesmo o ser humano, tentar contar uma bela história", explica a autora.

A saga de José vai ser contada através de 28 capítulos e tem a direção geral de Alexandre Avancini. Tanto o diretor quanto a autora concordam que a maior dificuldade é retratar de forma fiel e verossímil o contexto de uma história que se passa há 3.700 anos.

Com investimento milionário, José do Egito atesta força das minisséries bíblicas na Record"A reconstrução dos fatos históricos é um grande desafio", afirma Avancini. 

Pelo trabalho feito nas outras minisséries bíblicas, a equipe da Record já contava com vasto conhecimento sobre o povo hebreu. Mas, em relação ao Egito Antigo, toda a pesquisa precisou ser feita, isso em diversos âmbitos, que vão desde arquitetura até a religião. Dentro dessa pesquisa foram obtidos os dados para a construção da gigantesca cidade de Aváris. Mais de R$ 4 milhões foram gastos na produção da maior cidade cenográfica já construída pela emissora, com 5.500 m². Além de Aváris, José do Egito ainda conta com outra cidade cenográfica, de dois mil m²; um acampamento, com outros três mil m², e 26 cenários de estúdio.

"Nós começamos A História de Ester com um investimento de R$ 300 mil por capítulo e chegamos a Rei Davi com um investimento muito superior", relembra Anderson de Souza.

José do Egito: Elenco apresenta à imprensa nova minissérie da Record
José do Egito estreia na Record no final do mês
Record cria deserto cenográfico para gravar José do Egito

Instagram

Instagram

  • @oficialmilenamelo e @montenegroprodx fizeram questão de parabenizar OFuxico, por seus 18 anos, e divulgar seu mais novo projeto no teatro, o espetáculo Jovem Mágico, que está sendo apresentado no Rio de Janeiro. Confira!
  • @ritacadillac fez questão de parabenizar OFuxico pelos seus 18 anos!!
  • O talentoso @thiagobrava mandou um recado ao #OFuxico pelos seus 18 anos❤❤❤
  • A linda @tiemusica mandou um parabéns pelos 18 anos do site #OFuxico🤗🤗🤗
  • Confira a chamada da segunda temporada de A Vila, projeto do @multishow, que conta com @paulogustavo31 e grande elenco e tem previsão de estreia para o próximo dia 8 de outubro
Vídeo: Divulgação/Multishow
  • @araujovivianne, sempre gata, mandou os parabéns ao #OFuxico pelos seus 18 anos ❤❤❤❤
  • @projota arrasou e mandou os parabéns ao #OFuxico pelos seus 18 anos🤗🤗🤗😍

OFuxico