Notícias

02/12/2005 | 13h56m - Publicado por: Carlos Ramos

Juiz aceita processo para ouvir Pearl Jam sobre cachê

A presença do grupo Pearl Jam no Brasil não se resumirá apenas em shows. A banda liderada por Eddie Vedder, terá que se explicar na justiça do Rio de Janeiro sobre os cachês da turnê brasileira.

Em atendimento à medida cautelar impetrada pelo Sindicado dos Músicos Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, o juiz da 2ª Vara Cível , Sérgio Wajzenberg, marcou para o dia 9 de dezembro, às 11h, no Fórum do Rio, uma audiência com os integrantes do grupo Pearl Jam, para saber o real valor do cachê recebido pelo concerto que a banda fará no domingo, 4, na Praça da Apoteose. E solicitou que os réus, no caso as empresas contratantes – Cie Brasil S/A, Creative Agenciamento de Eventos Ltda e Terra Networks Brasil S/A – exiba documentos constando os valores pelos quais o Pearl Jam foi contratado para se apresentar nesta sexta-feira, dia 2, e no sábado, dia 3, em São Paulo, além do show carioca.

Acredita-se que os shows de São Paulo e Rio de Janeiro tenham custado US$ 380 mil. Mas a turnê que inclui cinco apresentações teria custado em torno de R$ 1.121.900, conforme informou a Folha de S. Paulo. 

O juiz se baseou na lei 3857/1960 que criou a Ordem dos Músicos do Brasil e que obriga o recolhimento de 10% do valor bruto do contrato, no Banco do Brasil, em nome da entidade ou do Sindicato dos Músicos da localidade onde o artista estrangeiro for se apresentar. Em seu despacho, o juiz Sérgio Wajzenberg deixa claro que o grupo musical não figura como réu, mas alega a necessidade de o mesmo ser ouvido para esclarecer qual o real valor da remuneração recebida pelos concertos no Rio e em São Paulo, a fim de confrontar as versões apresentadas pelas contratantes.

OFuxico tentou ouvir o advogado do Sindicato dos Músicos do Rio, Hélder Moreira Goulart da Silveira, que está viajando, para saber se a situação já foi regulamentada, ou seja, se os contratantes do Pearl Jam já depositaram o percentual exigido por lei. Mas o celular do advogado se encontra fora de área.

Situação parecida enfrentou o músico Lenny Kravitz quando esteve no Brasil, no início do ano, para se apresentar em um show ao ar livre na Praia de Copacabana. Na época, os contratantes do astro internacional resolveram o problema junto ao Sindicato dos Músicos, antes que ele tivesse de se apresentar perante o juiz.

Instagram

Instagram

  • Olha só o recadinho que a dupla #Sandro&Gustavo mandou para os leitores de OFuxico!
  • @projota fez questão de convidar os seguidores de #OFuxico para conferir sua mais nova música de trabalho, Sr. Presidente, que já conta até com videoclipe. Confira mais!
  • Confira suposta lista de participantes de #AFazenda! Quem você gostaria que estivesse na nova edição do programa?
📷: Divulgação/Record TV
  • @anamaria16 ensina aos repórteres e aos participantes do Superchef Celebridades a fazer a melhor coxinha do Brasil 📽 @flaviacirino
  • @robertoljustus e @ticipinheiro comemoraram os oito aninhos de #RafinhaJustus, neste sábado
Foto: Manuela Scarpa/Brazil News
  • Filha caçula de @eliana é pura fofura na festa do irmão mais velho, Arthur 
Foto: Manuela Scarpa/Brazil News
  • @oceara e @misantosoficial realizaram uma festança para @valentinamunizreal. Veja tudo no #OFuxico 
Foto: Leo Franco/AgNews

OFuxico