Imprimir

Notícias

12/01/2018 | 14h03m - Publicado por: Gabriela Margato | Foto: Reprodução/Instagram

Mariana Felício comemora melhora dos filhos gêmeos

José e João nasceram prematuros, com menos de dois quilos cada um

Mariana Felício comemora melhora dos filhos gêmeos - Reprodução/Instagram
  • Amei0
  • Curti0
  • Feliz0
  • Triste0
  • Nervoso0
  • Surpreso0

Depois de um grande susto nos últimos dias, Mariana Felício já tem motivos para comemorar. Em um relato bastante intenso e emocionado em suas redes sociais, a ex-BBB comemorou a melhora dos filhos gêmeos, João e José, que nasceram prematuros no último sábado (6).

Casada com Daniel Saulo, a morena revelou que teve sérias complicações durante a gestação.

"A gravidez de gêmeos foi uma surpresa maravilhosa, e foi um desafio gigante! Tudo ia muito bem até que com 19 semanas descobrimos que eu tinha STFF (Síndrome da Transfusão Feto Fetal). Está síndrome é uma doença da placenta e não dos bebês, é rara e grave podendo levar a óbito os 2 bebês ou quando apenas 1 morre as sequelas neurológicas do sobrevivente podem ser gravíssimas. No meu caso eu já estava no estágio 3 de uma classificação de 5, era beeeemmm grave. Neste estágio um dos bebês já está bem maior que o outro por conta das alterações do fluxo sanguíneo! A única solução era uma cirurgia que mesmo sendo feita poderia não surtir efeito. Pra ser bem sincera, na época eu não tinha a mínima noção do que estava acontecendo e tudo foi tão rápido que quando me dei conta eu já tinha sido operada. Era 17:00h de uma segunda feira dia 13 de novembro quando estava fazendo um ultrassom de rotina e o médico diagnosticou a STFF. Saímos da consulta bem assustados e ainda no carro já buscamos o contato de um especialista que tinha sido indicado pelo nosso médico. Foi aí que tudo começou a dar certo conseguimos uma consulta para o dia seguinte às 8 da manhã em São Paulo. Saímos no mesmo dia para dormir lá perto do consultório e na manhã do dia 14 de novembro as 8:00h em ponto estávamos lá. Neste momento compreendi a gravidade da situação, minha gravidez não tinha mais chance nenhuma de prosseguir, eu iria perder os 2 se não fizesse uma intervenção cirúrgica !!Mesmo com a cirurgia o risco era alto, a chance de salvar os 2 ainda era pequena. Meu mundo desabou, tive muito medo! Perguntei ao médico quando poderíamos fazer a cirurgia e ele me respondeu com outra pergunta: “você está em jejum?”. Na boa, não temos noção do que podemos suportar, e o quanto nossos caminhos podem mudar de direção em segundos ... eu estava apavorada, mas era a minha única chance. As 16 horas do mesmo dia já estava no centro cirúrgico. A cirurgia foi um sucesso, mas eu precisaria esperar por 15 dias para saber como os bebês iriam responder. Foram 15 dias de aflição , na época eu já queria estar dividindo esta história com o pessoal que me segue , porque era na internet com a história de outras pessoas que eu nem conhecia que eu me confortava e aprendia lendo história de mulheres na mesma situação que a minha , mais a apreensão era tanta que eu esquecia de tudo , meu foco era me cuidar e abstrair qualquer pensamento ruim me concentrando na chance que eu tinha de que tudo ia ficar bem , e ficou ! 15 dias depois descobrimos que tudo tinha sido melhor que o esperado, as crianças responderam muito bem, permaneciam com todas as funções preservadas e o peso deles já estava com uma diferença bem menor. Depois disto o monitoramento era feito de 15 em 15 dias e a possibilidade de um parto prematuro ainda era outro risco eminente. Todo dia desde então foi de ansiedade e cada semana era superada uma conquista, por conta do procedimento que passei o útero ficou irritado e as contrações eram frequentes, o parto prematuro era certo, e tentei a máximo segurar, até que na manhã do dia 6 de janeiro os meninos cansaram de brigar com a vida lá dentro resolveram nascer e encarar os desafios aqui fora. Eles nasceram de 29 semanas e 6 dias com 1,200 gramas cada, a condição física deles é perfeita e todas as funções estão preservadas. A luta deles ainda vai ser grande, mas eles já estão acostumados a condições extremas. Meus guerreiros vão ficar bem, e a estória deles vai servir de inspiração para outras mulheres que enfrentaram este desafio. Grande beijo e obrigado pelo carinho", escreveu.

Mariana e Daniel ainda são pais de Anitta e Antônio.

 

Escrevi um breve relato dividido em 2 textos de tudo que antecedeu o nascimento dos meus guerreiros , José e João . Fotos: @martafigfotos Parte 1 A gravidez de gêmeos foi uma surpresa maravilhosa , e foi um desafio gigante ! Tudo ia muito bem até que com 19 semanas descobrimos que eu tinha STFF ( Síndrome da Transfusão Feto Fetal ) . Está síndrome é uma doença da placenta e não dos bebês , é rara e grave podendo levar a óbito os 2 bebês ou quando apenas 1 morre as sequelas neurológicas do sobrevivente podem ser gravíssimas. No meu caso eu já estava no estágio 3 de uma classificação de 5 , era beeeemmm grave. Neste estágio um dos bebês já está bem maior que o outro por conta das alterações do fluxo sanguíneo! A única solução era uma cirurgia que mesmo sendo feita poderia não surtir efeito. Pra ser bem sincera , na época eu não tinha a mínima noção do que estava acontecendo e tudo foi tão rápido que quando me dei conta eu já tinha sido operada . Era 17:00h de uma segunda feira dia 13 de novembro quando estava fazendo um ultrassom de rotina e o médico diagnosticou a STFF . Saímos da consulta bem assustados e ainda no carro já buscamos o contato de um especialista que tinha sido indicado pelo nosso médico . Foi aí que tudo começou a dar certo , conseguimos uma consulta para o dia seguinte às 8 da manhã em São Paulo . Saímos no mesmo dia para dormir lá perto do consultório e na manhã do dia 14 de novembro as 8:00h em ponto estávamos lá . Neste momento compreendi a gravidade da situação , minha gravidez não tinha mais chance nenhuma de prosseguir , eu iria perder os 2 se não fizesse uma intervenção cirúrgica !!Mesmo com a cirurgia o risco era alto , a chance de salvar os 2 ainda era pequena. Meu mundo desabou , tive muito medo ! Perguntei ao médico quando poderíamos fazer a cirurgia e ele me respondeu com outra pergunta: “você está em jejum?” . Na boa , não temos noção do que podemos suportar , e o quanto nossos caminhos podem mudar de direção em segundos ... eu estava apavorada , mas era a minha única chance . As 16 horas do mesmo dia já estava no centro cirúrgico . Continua ...

Uma publicação compartilhada por Mariana Felicio (@marianafeliciooficial) em

 

Li tantas estórias que me deram força e motivação durante minha gestação e por isso me sinto na obrigação de compartilhar a minha ... segue a segunda parte  Fotos: @martafigfotos Parte 2 A cirurgia foi um sucesso mas eu precisaria esperar por 15 dias para saber como os bebês iriam responder . Foram 15 dias de aflição , na época eu já queria estar dividindo esta história com o pessoal que me segue , porque era na internet com a história de outras pessoas que eu nem conhecia que eu me confortava e aprendia lendo história de mulheres na mesma situação que a minha , mais a apreensão era tanta que eu esquecia de tudo , meu foco era me cuidar e abstrair qualquer pensamento ruim me concentrando na chance que eu tinha de que tudo ia ficar bem , e ficou ! 15 dias depois descobrimos que tudo tinha sido melhor que o esperado , as crianças responderam muito bem , permaneciam com todas as funções preservadas e o peso deles já estava com uma diferença bem menor . Depois disto o monitoramento era feito de 15 em 15 dias e a possibilidade de um parto prematuro ainda era outro risco eminente . Todo dia desde então foi de ansiedade e cada semana era superada uma conquista , por conta do procedimento que passei o útero ficou irritado e as contrações eram frequentes , o parto prematuro era certo , e tentei a máximo segurar , até que na manhã do dia 6 de janeiro os meninos cansaram de brigar com a vida lá dentro resolveram nascer e encarar os desafios aqui fora . Eles nasceram de 29 semanas e 6 dias com 1,200 gramas cada , a condição física deles é perfeita e todas as funções estão preservadas . A luta deles ainda vai ser grande , mas eles já estão acostumados a condições extremas . Meus guerreiros vão ficar bem , e a estória deles vai servir de inspiração para outras mulheres que enfrentaram este desafio . Em breve estarei disponibilizando um link do meu canal no YouTube onde vou falar com mais detalhes sobre tudo isto e muito mais ! Grande beijo e obrigado pelo carinho ... 

Uma publicação compartilhada por Mariana Felicio (@marianafeliciooficial) em







Instagram

Instagram

  • @ritacadillac fez questão de parabenizar OFuxico pelos seus 18 anos!!
  • O talentoso @thiagobrava mandou um recado ao #OFuxico pelos seus 18 anos❤❤❤
  • A linda @tiemusica mandou um parabéns pelos 18 anos do site #OFuxico🤗🤗🤗
  • Confira a chamada da segunda temporada de A Vila, projeto do @multishow, que conta com @paulogustavo31 e grande elenco e tem previsão de estreia para o próximo dia 8 de outubro
Vídeo: Divulgação/Multishow
  • @araujovivianne, sempre gata, mandou os parabéns ao #OFuxico pelos seus 18 anos ❤❤❤❤
  • @projota arrasou e mandou os parabéns ao #OFuxico pelos seus 18 anos🤗🤗🤗😍
  • @jojotodynho mandou os parabéns ao #OFuxico pelos seus 18 anos 😄😄❤

OFuxico