Notícias

23/07/2011 | 15h40m - Publicado por: ER | Foto: Fotomontagem

Nelson Motta: 'As lendas se desmancham. Fica a fantástica contribuição musical de Amy'

Critico musical comparou o jeito de ser da cantora a Tim Maia e Chet Baker

Nelson Motta: 'As lendas se desmancham. Fica a fantástica contribuição musical de Amy' - Fotomontagem Abrir Galeria

O jornalista, compositor, escritor, roteirista, produtor musical e letrista brasileiro também falou sobre a morte de Amy Winehouse. Em conversa com o canal pago Globo News, ele declarou:


"De certa forma as pessoas estavam esperando por isso, parece que era só uma questão de tempo. Essa idade, 27, parece que é emblemática, quando foi o Jimi Hendrix, a Janis Joplin, que também morreram com 27, na flor da idade".
"A personalidade vai ficar em quinto plano. O que vai ficar da Amy Winehouse é que ela foi a maior cantora dos últimos 20 anos, a maior do século 21 até agora. Ela conseguia fazer uma síntese da música negra americana, com o Rhythm and Blues , o pop, rock, balada... Embora a música dela remetesse muito aos anos 70, ela não era uma cantora retrô, nem era uma cantora moderna, nem antiga. Pra mim  ela era uma cantora clássica. Ela  ficaria horrorizada de ouvir isso. Era um clássico de R&B neste momento. Uma grande cantora. Uma síntese de Billie Holiday, Aretha Franklin, todas as grandes divas  da música negra americana. e uma grande autora com letras confessionais, uma grande letrista".

Sobre o jeito de ser da cantora: "Ela tinha uma personalidade daquelas! Padrão Chet Baker, Tim Maia, Jim Morrison, esses todos geniais".


Para finalizar, Nelson lamentou não ter visto Amy ao vivo: "Estava fora do Rio quando teve o show, infelizmente esse eu perdi. Com o tempo, as lendas vão se desmanchando e o que fica é a fantástica contribuição musical de Amy Winehouse", concluiu.

Tudo sobre a morte de Amy Winehouse - Cobertura completa
 

Veja também:

TV Fuxico: Veja cenas de Amy Winehouse abandonando o show em Dubai

TV Fuxico: Amy Winehouse: shows, sucesso e suas histórias polêmicas

TV Fuxico: Fã folgado invade o carro de Amy Winehouse  


 

O jornalista, compositor, escritor, roteirista, produtor musical e letrista brasileiro também falou sobre a morte de Amy Winehouse.
Em conversa com o canal pago Globo News, ele declarou: 
"De certa forma as pessoas estavam esperando por isso, parece que era só uma questão de tempo. Essa idade, 27, parece que é emblemática, quando foi o Jimi Hendrix, a Janis Joplin, também morreram com 27, na flor da idade".
"A personalidade vai ficar em quinto plano. O que vai ficar da Amy Winehouse é que ela foi a maior cantora dos últimos 20 anos, a maior do século 21 até agora. Ela conseguia fazer uma síntese da musica negra americana, com o Rhythm and Blues , o pop, rock, balada... Embora a musica dela remetesse muito aos anos 70, ela não era uma cantora retro, nem era uma cantora moderna, nem antiga... Pra mim  ela era uma cantora clássica. Ela  ficaria horrorizada de ouvir isso. Era um clássico de R&B neste momento. Uma grande cantora. Uma síntese de Billie Holiday , Aretha Franklin, todas as grandes divas  da musica negra americana. e uma grande autora com letras confessionais, uma grande letrista. e uma personalidade daquelas, padrão Chet Baker, Tim Maia, Jim Morrison, esses todos geniais".
Para finalizar, Nelson lamentou não ter visto Amy ao vivo: "Estava fora do Rio quando teve o show, infelizmente esse eu perdi. Com o tempo as lendas vão se desmanchando e o que fica é a fantástica contribuição musical de Amy Winehouse", concluiu.
O jornalista, compositor, escritor, roteirista, produtor musical e letrista brasileiro também falou sobre a morte de Amy Winehouse.
Em conversa com o canal pago Globo News, ele declarou: 
"De certa forma as pessoas estavam esperando por isso, parece que era só uma questão de tempo. Essa idade, 27, parece que é emblemática, quando foi o Jimi Hendrix, a Janis Joplin, também morreram com 27, na flor da idade".
"A personalidade vai ficar em quinto plano. O que vai ficar da Amy Winehouse é que ela foi a maior cantora dos últimos 20 anos, a maior do século 21 até agora. Ela conseguia fazer uma síntese da musica negra americana, com o Rhythm and Blues , o pop, rock, balada... Embora a musica dela remetesse muito aos anos 70, ela não era uma cantora retro, nem era uma cantora moderna, nem antiga... Pra mim  ela era uma cantora clássica. Ela  ficaria horrorizada de ouvir isso. Era um clássico de R&B neste momento. Uma grande cantora. Uma síntese de Billie Holiday , Aretha Franklin, todas as grandes divas  da musica negra americana. e uma grande autora com letras confessionais, uma grande letrista. e uma personalidade daquelas, padrão Chet Baker, Tim Maia, Jim Morrison, esses todos geniais".
Para finalizar, Nelson lamentou não ter visto Amy ao vivo: "Estava fora do Rio quando teve o show, infelizmente esse eu perdi. Com o tempo as lendas vão se desmanchando e o que fica é a fantástica contribuição musical de Amy Winehouse", concluiu.
O jornalista, compositor, escritor, roteirista, produtor musical e letrista brasileiro também falou sobre a morte de Amy Winehouse.
Em conversa com o canal pago Globo News, ele declarou: 
"De certa forma as pessoas estavam esperando por isso, parece que era só uma questão de tempo. Essa idade, 27, parece que é emblemática, quando foi o Jimi Hendrix, a Janis Joplin, também morreram com 27, na flor da idade".
"A personalidade vai ficar em quinto plano. O que vai ficar da Amy Winehouse é que ela foi a maior cantora dos últimos 20 anos, a maior do século 21 até agora. Ela conseguia fazer uma síntese da musica negra americana, com o Rhythm and Blues , o pop, rock, balada... Embora a musica dela remetesse muito aos anos 70, ela não era uma cantora retro, nem era uma cantora moderna, nem antiga... Pra mim  ela era uma cantora clássica. Ela  ficaria horrorizada de ouvir isso. Era um clássico de R&B neste momento. Uma grande cantora. Uma síntese de Billie Holiday , Aretha Franklin, todas as grandes divas  da musica negra americana. e uma grande autora com letras confessionais, uma grande letrista. e uma personalidade daquelas, padrão Chet Baker, Tim Maia, Jim Morrison, esses todos geniais".
Para finalizar, Nelson lamentou não ter visto Amy ao vivo: "Estava fora do Rio quando teve o show, infelizmente esse eu perdi. Com o tempo as lendas vão se desmanchando e o que fica é a fantástica contribuição musical de Amy Winehouse", conclO jornalista, compositor, escritor, roteirista, produtor musical e letrista brasileiro também falou sobre a morte de Amy Winehouse.
Em conversa com o canal pago Globo News, ele declarou:
"De certa forma as pessoas estavam esperando por isso, parece que era só uma questão de tempo. Essa idade, 27, parece que é emblemática, quando foi o Jimi Hendrix, a Janis Joplin, também morreram com 27, na flor da idade".
"A personalidade vai ficar em quinto plano. O que vai ficar da Amy Winehouse é que ela foi a maior cantora dos últimos 20 anos, a maior do século 21 até agora. Ela conseguia fazer uma síntese da musica negra americana, com o Rhythm and Blues , o pop, rock, balada... Embora a musica dela remetesse muito aos anos 70, ela não era uma cantora retro, nem era uma cantora moderna, nem antiga... Pra mim  ela era uma cantora clássica. Ela  ficaria horrorizada de ouvir isso. Era um clássico de R&B neste momento. Uma grande cantora. Uma síntese de Billie Holiday , Aretha Franklin, todas as grandes divas  da musica negra americana. e uma grande autora com letras confessionais, uma grande letrista. e uma personalidade daquelas, padrão Chet Baker, Tim Maia, Jim Morrison, esses todos geniais".
Para finalizar, Nelson lamentou não ter visto Amy ao vivo: "Estava fora do Rio quando teve o show, infelizmente esse eu perdi. Com o tempo as lendas vão se desmanchando e o que fica é a fantástica contribuição musical de Amy Winehouse", concluiu.
 
Instagram

Instagram

  • @flaviaalessandraoficial e @lelesaddi conferiram o evento de @marcosproencaoficial em São Paulo.
Foto: André Ligeiro/ Divulgação
  • @ferodriguesoficial fez questão de comparecer na inauguração do novo salão de @marcosproencaoficial, em São Paulo. A atriz esbanjou charme e simpatia.
Foto: André Ligeiro/ Divulgação
  • @marcosproencaoficial recebeu famosos na inauguração de seu novo salão, em São Paulo.
Foto: André Ligeiro/ Divulgação
  • @julianapaes e @flaviaalessandraoficial posaram para imprensa na inauguração do novo salão de @marcosproencaoficial.
Foto: André Ligeiro/ Divulgação
  • A linda @fernandasouzaoficial arrasou no modelito no evento de inauguração do novo salão de @marcosproencaoficial, em São Paulo.
Foto: André Ligeiro/ Divulgação
  • O lindo casal, @otacosta e @flaviaalessandraoficial, estiveram na inauguração do novo salão de @marcosproencaoficial em São Paulo.
Foto: André Ligeiro/ Divulgação
  • Rafael Ilha e Perlla estão disputando a Roça dessa semana, em #afazenda. Quem você quer que fique no programa?
📷: Divulgação/A Fazenda/Record TV

OFuxico