Notícias

12/09/2011 | 09h08m - Publicado por: Flavia Almeida | Foto: Ag.News

Padre Marcelo prefere rock a música de outros padres

Religioso, que possui a discografia do U2, não gosta do estilo do padre Fábio de Mello

Padre Marcelo prefere rock a música de outros padres - Ag.News

Desde abril de 2010 - quando caiu na esteira ergométrica e lesionou o tornozelo e ficou três meses numa cadeira de rodas e ainda hoje usa bengala e faz fisioterapia -, Padre Marcelo Rossi passou por muitos tratamentos e aproveitou o repouso para escrever o  livro Ágape. Hoje, o religioso comemora o sucesso da obra, que está entre os best-sellers nacionais desde o lançamento, em agosto do ano passado, com seis milhões de exemplares vendidos. E seu novo disco, Ágape Musical, segue o mesmo caminho: em uma semana, vendeu mais de 430 mil cópias.

"Deus permitiu que eu caísse para, assim, escrever esse livro. Parece que foi inveja esse tombo. Caí justamente três dias após descobrir que ganharia o prêmio Van Thuân (um dos mais importantes da Igreja Católica) das mãos do Papa Bento XVI, em Roma. A primeira semana foi de muito choro, não por dor, mas pela possibilidade de não receber a condecoração. Se eu operasse, não viajaria. Foi quando decidi: vou me curar pela fé. Busquei forças de superação, voei para a Itália em outubro e estou conseguindo. Parei de tomar os remédios do tratamento, que engordam muito, há um mês. Já emagreci 12 quilos", disse ele ao jornal Extra.

As corridas já não acontecem, mas as músicas agitadas, que embalavam os exercícios ("São ótimas para dar pique"), continuam a tocar na Diocese de Santo Amaro, onde o padre mora.

"Gosto muito de U2, tenho toda a discografia. Ouço muito também Phil Collins, Capital Inicial, Eric Clapton... Sempre gostei de rock, desde garoto - conta ele, que costuma ouvir música alta, a contragosto do Bispo Dom Fernando Figueiredo, que também mora na Diocese - ele volta e meia pede para abaixar o volume. Mas, às vezes, reclama mesmo, e aí vou e coloco meu IPod", contou o padre.

E já que o papo é música, Marcelo Rossi disse que não costuma ouvir outros padres cantores, como Fábio de Melo.

"O som dele não faz meu estilo. Não é que eu tenha lançado o Fábio, mas fui eu que comecei a divulgar sua música. Antes de ele ficar famoso, eu tocava Filho de Deus direto no meu programa na Rádio Globo. Não sei se ele reconhece isso hoje, mas ele sabe", destacou.

Já sobre Reginaldo Manzotti, Marcelo Rossi revelou que não conhece seu trabalho.

O Fuxico: O site que é referência sobre famosos. Notícias apuradas, sempre em primeira mão.

Instagram

Instagram

  • Repost @estherrocha : Delícia de visita com direito a um@montão se brigadeiros deliciosos que adoçou a redação e o meu coração... Esses dois lindos são os idealizadores do @empoderadxsbr , um site lindo, bem feito e do bem que é o novo parceiro de @site_ofuxico . E eu só festejando os amigos que a vida@me dá🙏😘😍
  • A @clau_music fez questão de divulgar seu mais recente videoclipe, feito para a música Pouca Pausa, para os seguidores de #OFuxico. Confira!
  • Ainda na noite da última quarta-feira (13), @danielsaboya agitou o YouTube Space, no Rio de Janeiro, comemorando, entre outras coisas, seus dez milhões de inscritos, no YouTube, sendo dono do maior canal de dança do mundo. Confira um pouco do que aconteceu, no evento!
  • Nossa deliciosa tarde de festinha junina... clima gostoso na redação.
  • @ararocha20 trouxe complemento gostoso para nosso  Almocinho festa junina na redação...
  • Almocinho festa junina na redação...
  • @joaoguilherme divulga música inédita e manda recado ao OFuxico!!!

OFuxico