Notícias

19/02/2012 | 10h59m - Publicado por: OFuxico | Foto: Divulgação/TV Globo

Saiba tudo sobre a novela Avenida Brasil - História

Saiba tudo sobre a novela Avenida Brasil - História - Divulgação/TV Globo

 

Avenida Brasil, escrita por João Emanuel Carneiro e com direção de núcleo de Ricardo Waddington, narra a trajetória de Rita (Mel Maia), uma menina órfã que vê o seu mundo desmoronar com a morte do pai. O triste acontecimento lhe rouba a infância, pois Rita é apenas uma criança quando Genésio (Tony Ramos) sofre o grande golpe que culminou com o fim de sua vida.

A trama tem início na década de 1990. Carminha (Adriana Esteves) é uma mulher sedutora e esperta que nunca dá um ponto sem nó. Casou-se com o honesto Genésio de olho nas vantagens que poderia conseguir no relacionamento. Na primeira brecha, planeja uma armadilha para  roubar uma grande bolada do marido.

Rita descobre quem é, de verdade, a sua madrasta e revela ao pai o que descobriu. Juntos, eles resolvem deter Carminha. No entanto, a ardilosa mulher, sem fazer esforço, consegue tirar Genésio de seu caminho. Ele sofre um acidente fatal. Com isso, ela evita que a sua verdadeira faceta venha à tona.

Quando Carminha menos espera, surge em seu caminho um jogador de futebol em ascensão, nascido e criado no bairro do Divino, bairro fictício do subúrbio carioca. Bom de bola e carismático, logo sai dos campos da região para conquistar uma vaga no Clube de Regatas do Flamengo. E numa final de campeonato, destaca-se como o herói da partida. Em pouco tempo, Tufão sai de vez do anonimato para o universo dos flashes, do dinheiro farto e do assédio. 

Carminha vê em Tufão a chance de agarrar a vida que sempre sonhou e, por isso, resolve mandar Rita para longe, para que ela não seja  empecilho. Sempre ao lado de Max, Carminha envia a enteada a um depósito de lixo para viver sob o controle intimidador de Nilo (José Abreu).   

No depósito de lixo onde Rita é deixada, os seus primeiros dias são piores do que qualquer pesadelo que ela jamais imaginou ter. Nilo dita as regras para o funcionamento da casa, que abriga outras tantas pobres crianças. Bem ali ao lado, vive Lucinda (Vera Holtz), a Mãe do Lixão. Lucinda construiu um lar com criatividade e amor. A casa foi erguida com objetos e materiais encontrados em meio à sucata e ao lixo. O resultado agrada aos moradores, que vivem à margem de escolhas mais dignas e humanas.

É na casa de Lucinda que mora Batata (Eduardo Simões), menino de 11 anos carismático e de bom caráter. É ele quem ampara Rita ao vê-la enfrentar a dura rotina na casa de Nilo e convence a Mãe do Lixão a abrigar a menina.

 

A amizade entre Rita e Batata começa com ares de cumplicidade em busca de sobrevivência. Com o tempo, nasce um inocente primeiro amor. Quando Rita começa a se sentir em “casa”, cercada por pessoas que aprendeu a gostar, Lucinda muda o rumo dos acontecimentos. Uma família adotiva chega ao depósito de lixo para levar Rita para fora do país. A Mãe do Lixão quer protegê-la, mas a menina custa a entender a motivação para tal atitude.

Batata não se conforma em perder Rita. Ele tenta evitar que sua grande parceira deixe o depósito, mas Lucinda o impede de continuar tentando e lutando para ter Rita ao seu lado. Tempos depois, Batata também ganha uma nova família e deixa o depósito.

Rita e Batata seguem por caminhos distintos, sem notícias um do outro. Eles passam a viver apenas nas lembranças daqueles que os conheceram. Os dois deixam para trás suas identidades e o passado na casa da Mãe do Lixão.

Rita se torna Nina (Débora Falabella) e Batata passa a ser conhecido como Jorginho (Cauã Reymond).

Rita é levada para a Argentina por uma família disposta a adotá-la com amor e recursos financeiros. Martín (Jean Pierre Noher) é um pai carinhoso e sabe bem dividir o seu carinho entre Rita e suas duas filhas biológicas.

Rita passa a ser chamada de Nina e, torna-se uma mulher bem-sucedida no trabalho e, aparentemente, no amor. Chef de cozinha, tem o seu próprio restaurante. Hector (Daniel Kuzniecka) é seu namorado e parceiro, um amigo conquistado na Argentina.

 

Mas a morte de Martín traz à tona a verdadeira Nina, uma jovem mulher que nunca se livrou do passado. Ao longo dos anos, ela não consegue perder de vista, mesmo à distância, sua algoz, Carminha. Ela sabe de cada passo dado pela ex-madrasta, especialmente do casamento com Tufão e de sua ascensão econômica.

Nina resolve voltar para o Brasil. Begônia (Carol Abras) e Betânia (Bianca Comparato) tentam impedir que a irmã dê início a seu acerto de contas. Mas ela é irredutível. Ela abre mão de tudo o que conquistou em solo argentino, o que inclui o restaurante, a família adotiva e, até mesmo, o namorado.

Nina não quer que a ex-mulher de seu falecido pai continue a fazer vítimas em prol de vantagens próprias e pretende resgatar um pouco da vida que lhe foi roubada. Ela entra na casa de sua inimiga e a conquista como uma empregada perfeita de forno e fogão, amável e prestativa. 

Divino Futebol Clube

No bairro do Divino vivem quase todos os personagens de Avenida Brasil. Nas redondezas, há um clube, o Divino Futebol Clube, que possui um time de futebol que disputa a terceira divisão e onde acontecem os bailes de charme. É lá onde Jorginho, Iran (Bruno Gissoni), Roniquito (Daniel Rocha) e Leandro (Thiago Martins) treinam dia após dia em busca da experiência necessária para se chegar num grande clube. O Divino Futebol Clube também abriga Darkson (José Loreto), Tessália (Débora Nascimento), Olenka (Fabiula Nascimento),  Suéllen (Isis Valverde), entre outros, em noites quentes de charme, estilo de dança e música que une os moradores deste subúrbio carioca.

Tufão (Murilo Benício) fez bonito dentro de campo e o título que conquistou para o Flamengo o ajudou a saltar na pirâmide socioeconômica. Ele mora em uma mansão. Mas uma mansão erguida no subúrbio.

Antes que Carminha cruzasse a sua vida, Tufão declarou em público o seu amor por Monalisa (Heloisa Perissé), uma cabeleireira paraibana que conquistou tudo o que tem com muito trabalho. Quem não gostou muito desta história foi Muricy (Eliane Giardini), mãe de Tufão. Apesar do enorme coração e de bom caráter, a matriarca sempre torceu o nariz para a cabeleireira.

Mulher de fibra, Monalisa saiu da Paraíba para tentar a vida no Rio de Janeiro. Passou de empregada a dona do negócio, fruto de uma parceria com o Tufão. Seu segredo de sucesso é um creme que tem o poder de deixar as mulheres com as madeixas alisadas. Para dar conta de clientes, Monalisa conta com a ajuda de Olenka (Fabiula Nascimento), Roniquito (Daniel Rocha) e Brigitte (Luana Martau).

A vida no Divino

Os moradores do Divino já se acostumaram com a presença do carro de mensagens de Silas (Ailton Graça) pelas ruas. O veículo falante é usado para felicitações de aniversário, pedidos de casamento e até cobranças de dívidas. Com ele não tem tempo ruim. Se contratar, o serviço será feito!

Uma movimentada loja de moda e acessórios feminino do bairro tem em seu quadro de funcionários Suéllen (Isis Valverde), Lúcio (Emiliano D’ávila) e Darkson (José Loreto). Suéllen não está nem aí para o trabalho. O que ela quer mesmo é fisgar um jogador de futebol e ficar rica e famosa. Darkson é o dono da voz que faz a propaganda da loja na frente do estabelecimento. Ele usa o microfone para o trabalho e, também para exercitar o seu talento como rapper. Lúcio também é avesso ao trabalho e faz corpo mole. Diógenes (Otávio Augusto) é o dono da loja. Fechadão e sisudo, ele tenta manter as rédeas de seu comércio.

Um homem + três mulheres = confusão à vista

Cadinho (Alexandre Borges) é um enigma para muitos especialistas em relacionamentos. Rico, inteligente e perspicaz, Cadinho mantém três mulheres e...três famílias! É pai de quatro filhos, numa matemática difícil de entender. Não é o harém que o atrai. Ele quer mais. Ele quer formar famílias, sim, famílias no plural.

A primeira mulher com que criou raízes foi Verônica (Débora Bloch), uma mulher rica, que “a-d-o-r-a” consumir. Ela é mãe de Débora (Nathalia Dill), uma excelente acrobata que abre mão da arte depois de conhecer Jorginho.

A segunda mulher é Noêmia (Camila Morgado), o oposto de Verônica. Sustentada pelo empresário, leva uma vida de milionária. É a mãe de Tomás (Ronny Kriwat),um rapaz que adora ostentar bens materiais.

Alexia (Carolina Ferraz) completa o time de mulheres do empresário. Nascida em berço de ouro, a socialite foi perdendo a fortuna ao longo dos anos. Mas a união com Cadinho não foi motivada por sua boa condição financeira. No fundo, o que Alexia sempre quis foi encontrar um pai para o filho que sonhava ter. E assim foi concebida Paloma (Bruna Orphão), menina de personalidade forte e que sabe o jeito certo de conseguir tudo o que quer de sua mãe. 

Instagram

Instagram

  • @anamaria16 ensina aos repórteres e aos participantes do Superchef Celebridades a fazer a melhor coxinha do Brasil 📽 @flaviacirino
  • @robertoljustus e @ticipinheiro comemoraram os oito aninhos de #RafinhaJustus, neste sábado
Foto: Manuela Scarpa/Brazil News
  • Filha caçula de @eliana é pura fofura na festa do irmão mais velho, Arthur 
Foto: Manuela Scarpa/Brazil News
  • @oceara e @misantosoficial realizaram uma festança para @valentinamunizreal. Veja tudo no #OFuxico 
Foto: Leo Franco/AgNews
  • @marinaruybarbosa e @brumarquezine arrasam na Grécia! Confira as fotos no #OFuxico 
Fotos: Reprodução/Instagram
  • @fatimabernardes é pura elegância no lançamento do livro Poesia que Transforma, de @brauliobessa, na Livraria da Travessa, no Barra Shopping, Rio de Janeiro.

Foto: Wallace Barbosa/AgNews
  • @simoneses e @simaria cantando dutente coletiva de imprensa em São Paulo

OFuxico