Imprimir

Notícias

28/07/2017 | 15h35m - Publicado por: Flavia Almeida | Foto: Divulgação/Tv Globo/Estevam Avellar

Tarso Brant fala sobre a mudança de nome e participação em A Força do Querer

Ator fez a transição de gênero há 3 anos

Tarso Brant fala sobre a mudança de nome e participação em A Força do Querer - Divulgação/Tv Globo/Estevam Avellar
  • Amei0
  • Curti0
  • Feliz0
  • Triste0
  • Nervoso0
  • Surpreso0

A exibição do 100º capítulo de A  Força do Querer, novela que ocupa a faixa das 21h, na Globo, foi recheada de novidades. Mas a que chamou mais a atenção do telespectador foi o encontro entre Ivana (Carol Duarte) e Tarso Brant.

 O transexual nascido Teresa, conseguiu legalmente a troca de nome recentemente. Na cena, foi apresentado a Ivana com seu nome de batismo. Diante da incredulidade da jogadora de vôlei, o rapaz contou sua história, fazendo a jogadora de vôlei entender suas próprias dúvidas em relação a sua sexualidade.

Em entrevista à reportagem de OFuxico, Tarso, de 24 anos, falou sobre o convite para participar da trama de Gloria Perez.

"A produção entrou em contato com meu empresário me convidando para participar, foi uma grande surpresa. É muito gratificante, marca a minha estreia como ator. Até então eu só era modelo e fazia presenças vip. É um fato muito marcante também pelo fato que é divisor de águas pra mim entre a Tereza e o Tarso. O público me conhece como Tereza, a menina que virou menino, e agora vão me conhecer como profissional, e me respeitar pelo homem que eu sou", disse ele.

Tarso foi uma das referências de Gloria Perez na construção de Ivana. Ele, que se aceitou aos 21 anos - destacou a sensação de ver sua história retratada na trama.

"Compartilhar isso com o público de uma forma que abra o pensamento da sociedade, é muito significativo. A mudança física traz antes uma mudança psicológica. Eu me sinto honrado em poder compartilhar um pouco da minha história, e auxiliar a Gloria como vários outros auxiliaram. E me identifiquei em várias cenas da Ivana, principalmente aquela mais impactante em que ela estava se agredindo por causa dos seios que. Eu passei exatamente por isso. Eu me olhava no espelho e queria arrancar aquilo". 

Ele relembrou como se sentiu ao passar por essa situação.

"É uma coisa indescritivel o sentimento tão ruim de olhar o próprio corpo e não estar feliz com o que vê. De pensar: 'Poxa, me enganaram, me coloram em um corpo que não é meu', e essa é a pergunta que fica na nossa cabeça antes de sabermos que é possível fazer a mudança. A sociedade não sabe como lidar com a situação. E as pessoas precisam ver que não é uma doença. Isso é uma condição".

O ator e modelo destacou mais detalhes da questão estética dos trangêneros.

"Transsexuais ou transgêneros escolhem fazer uma mudança visual. E isso qualquer pessoa faz, se não está feliz com a aparência vai lá e faz um botox, tira ou coloca seios. É necessário a sociedade perceber que isso é totalmente normal.  Gera polêmica porque, até então, a sociedade não estava acostumada, e desconhecia.  Mas isso sempre existiu. A Gloria está abordando de forma sutil e se preocupando fundamentalmente com o que a pessoa sente e não com o que as pessoas estão preocupadas, com a aparência. O X da questão da mudança é o interior.  Tudo em relação ao ser humano vem de dentro para fora."

 Vindo de uma cidade do interior, Tarso contou que o preconceito sempre o perseguiu.

"Antes de morar em Belo Horizonte, eu morava em Patos de Minas. Mas o preconceito começa desde quando você se entende por gente. E eu sofri preconceito desde a infância, porque eu já me entendia como sendo de outro gênero mesmo não contando isso para ninguém. Eu tinha uma forma diferente de me comportar, mas minha identificação era mais com os meninos. Olhava pra eles e pensava: 'Por que eu não sou assim?', e me questionava sozinho". 

A aceitação não foi fácil.

"Eu me aceitei foi com 21 anos. Imaginem uma pessoa que desde criança é acostumada a se desviar porque é tão agredida pelo preconceito, e pelo meio fechado em que vive, que aprende a se adaptar. Eu não sofria com o preconceito que vinha, mas por me esquivar, eu me obrigava a me reconhecer como mulher. Eu me cuidava, fazia academia pela minha saúde e as pessoas me perguntavam o porquê eu queria ter músculos, questionavam minhas roupas e eu respondia: 'É o meu jeito'. Eu me reconhecia como mulher para evitar qualquer tipo de situação constrangedora. Chegou um momento que essa confusão de eu me reconhecer de uma forma e me sentir de outra, passou porque eu já tinha mudado meu físico e resolvi aceitar minha condição de transgênero, de transhomem."

Tarso enfatizou que o preconceito não mudou por ele agora viver na capital.

"Por ter vindo de uma cidade pequena, essa coisa de saber me proteger, e me desviar desse preconceito foi algo que aprendi desde cedo. Na cidade grande não mudou muita coisa, talvez seja pior porque o volume de pessoas que tende a ter preconceito é maior. A diferença não é aceitada. Se fugir um pouco do padrão, ja é julgado e apontado. Deveríamos saber conviver e não enaltercer de forma negativa essas diferenças. As diferenças fazem da gente únicos e originais. Posso me espelhar no meu super herói favorito, mas o que tenho só eu tenho."

Tarso sempre foi relutante em relação a mudança de nome, e falou sobre isso, inclusive, na cena da novela. A mudança teve aprovação dos pais. 

"A mudança da Tereza pro Tarso é um divisor de águas na minha vida. A Tereza faz parte de mim, se eu não tivesse vivido experiências como Tereza, eu não saberia quem sou, ela está aqui dentro de mim, mas eu não sou ela, nunca fui ela. A mudança de nome foi pela minha aceitação, por me conhecer como O, e não como A. Foi um processo necessário do auto-conhecimento. Quando você passa de criança para adolescente, e de adolescente para adulto são fases em que você se reconhece de formas diferentes. Quando cheguei na minha fase adolescente para minha fase adulta, optei por uma mudança de hábito e de costumes, que fizeram bem pra mim como pessoa, e bem para pessoas que estão a o meu redor. Olhei no espelho e falei: 'Pronto, esse sou eu', e depois me perguntei: 'Quem sou eu agora? É Tereza? Não'. Chamei meus pais e conversamos que eu gostaria de ter um nome com o qual eu me identificasse. A Tereza cresceu, evoluiui, é uma nova pessoa, então aí minha mãe e meu pai escolheram meu novo nome que é Tarso."

Tarso Brant fala sobre a mudança de nome







Instagram

Instagram

  • #gretchen convida rodo mundo pra assistir a estreia de #Osgretchen , hoje no #multishow @mariagretchen
  • @guguliberato manda o recado!!! Todo mundo ligado no @powercouplebrasil , na próxima terça-feira, na @recordtvoficial Video do reporter Luigi Civalli
  • @guguliberato fala sobre sua participação no comando do @powercouplebrasil #recordtv  Video do reporter Luigi Civalli
  • @guguliberato fala sobre sua participação no comando do @powercouplebrasil #recordtv  Video do reporter Luigi Civalli
  • @guguliberato fala sobre sua participação no comando do @powercouplebrasil #recordtv  Video do reporter Luigi Civalli
  • @guguliberato fala sobre sua participação no comando do @powercouplebrasil #recordtv  Video do reporter Luigi Civalli
  • @guguliberato fala sobre sua participação no comando do @powercouplebrasil #recordtv  Video do reporter Luigi Civalli

OFuxico