Notícias

11/03/2013 | 12h02m - Publicado por: Amanda Rolim/Pop Tevê para O Fuxico | Foto: Pedro Paulo Figueiredo / Carta Z Notícias

Walther Negrão escreveu Flor do Caribe a partir de visual praiano

Autor quer trazer à TV as belezas das praias no mesmo tom de Troicaliente

Walther Negrão escreveu Flor do Caribe a partir de visual praiano - Pedro Paulo Figueiredo / Carta Z Notícias

O universo praiano é recorrente em novelas da Globo, principalmente nas tramas escritas por Walther Negrão. Não é à toa que, no dia 11 de março, estreia mais um folhetim do autor com cenários tropicais à beira do mar. Flor do Caribe, que substituirá Lado a Lado no horário das seis, é declaradamente inspirada em Tropicaliente, de 1994, também assinada por Negrão. Mas, em vez do Ceará, terá como pano de fundo as famosas dunas de Genipabu e a Praia da Pipa, no Rio Grande do Norte.

"Eu escrevi a trama a partir do visual solar porque queria repetir o clima de Tropicaliente", admite o autor. 

A trama conta a história de amor vivida por Cassiano e Ester, interpretados por Henri Castelli e Grazi Massafera. Os dois, que se conheceram quando crianças, acabam se apaixonando ainda adolescentes. Com planos de se casar em um futuro próximo, o casal leva uma vida calma na cidade fictícia de Vila dos Ventos: ele como piloto de caça da Aeronáutica e ela como guia turística. Mas a volta de Alberto, amigo de infância dos dois interpretado por Igor Rickli, muda seus destinos. Encantado por Ester, o magnata da família Albuquerque arma uma emboscada para Cassiano ser assassinado no Caribe. Acreditando na morte de seu noivo, a guia acaba aceitando se casar com o dissimulado Alberto. E é surpreendida, anos depois, com a volta do seu verdadeiro amor.

"Cassiano retorna com um gosto amargo na boca, mas não chega a ser uma vingança. Ele quer reconquistar a mulher amada", explica Negrão.

Como a novela é ambientada em uma vila praiana, foram necessários 40 dias de gravações no Rio Grande do Norte. O processo de criação da cidade fictícia contou com o registro de belezas naturais de oito municípios diferentes do estado nordestino, em um total de 2000 km rodados pela produção do folhetim.

"Concentramos em volta da fictícia Vila dos Ventos as belezas naturais do estado. Assim, criamos uma geografia única utilizando o que há de mais bonito na região", ressalta Jayme Monjardim, diretor de núcleo.

O renomado diretor de fotografia Affonso Beato, inclusive, foi contratado como consultor especial da novela para aproveitar ao máximo as sequências rodadas no Nordeste. Entre as inovações técnicas aplicadas por ele na produção, pode ser citado o efeito conhecido como "noite americana", que transforma as gravações realizadas à luz do dia em noites escuras.

"Um bom exemplo foram as gravações na Praia da Pipa. De dia, você consegue ver o mar inteiro, com todas as características e detalhes. Mas, se gravássemos de noite, íamos perder esses detalhes. Usar essa técnica na história da novela é um encontro perfeito", argumenta Affonso.

Já as cenas do Caribe foram gravadas na Guatemala. A ideia era escolher uma localidade com cenários exóticos que se contrastassem com as praias exibidas no ncleo brasileiro da trama. Como o vulcão Pacaya, por exemplo, onde o protagonista vivido por Henri Castelli será perseguido por mafiosos. Levando em consideração que foi dado um ar de vivência humana nas paisagens naturais, a produção de arte foi um dos destaques das sequências rodadas no país da América Central.

"Buscamos a experiência dos locais para compor os cenários. Levamos pouca coisa do Brasil, optamos em adquirir lá os objetos, para dar maior realidade, e trazermos para ambientarmos os cenários aqui", revela Lara Tausz, produtora de arte.

Para o figurino, foram escolhidas peças orgânicas e inspiradas na cultura local nordestina, como as rendas e os bordados clássicos da região.

"Utilizamos a mão de obra de bordadeiras locais para transportar o Rio Grande do Norte para a trama", garante o figurinista Severo Luzardo. 

Além do trio amoroso formado pelos protagonistas, Flor do Caribe contará com o núcleo dos pescadores, da Aeronáutica, de um sítio no interior e, claro, do Caribe.

"Agregamos a diferentes universos uma estética apurada, mas sem perder o realismo da linguagem da novela. Seja voando com os caças como navegando com os pescadores ou até trabalhando na mina", argumenta Leonardo Nogueira, diretor-geral de Flor do Caribe.

Walther Negrão e Jaime Mojardim procuram atriz latina para novela das seis
Walther Negrão quer Stephany Brito em sua próxima novela

Instagram

Instagram

  • @RenatoAragão fala da emoção de estar mais uma vez no #CriançaEsperanca, uma ideia que ele teve há mais de três décadas
  • @RenatoAragão fala da emoção de estar mais uma vez no #CriançaEsperanca, uma ideia que ele teve há mais de três décadas
  • Olha só o recadinho que a dupla #Sandro&Gustavo mandou para os leitores de OFuxico!
  • @projota fez questão de convidar os seguidores de #OFuxico para conferir sua mais nova música de trabalho, Sr. Presidente, que já conta até com videoclipe. Confira mais!
  • Confira suposta lista de participantes de #AFazenda! Quem você gostaria que estivesse na nova edição do programa?
📷: Divulgação/Record TV
  • @anamaria16 ensina aos repórteres e aos participantes do Superchef Celebridades a fazer a melhor coxinha do Brasil 📽 @flaviacirino
  • @robertoljustus e @ticipinheiro comemoraram os oito aninhos de #RafinhaJustus, neste sábado
Foto: Manuela Scarpa/Brazil News

OFuxico