Acidente às 19:22

Bruno de Luca vai responder por omissão de socorro a Kayky Brito

Bruno de Luca deixando a delegacia
Roberto Filho/Brazil News

Reviravolta no caso do atropelamento de Kayky Brito, ocorrido em 2 de setembro. Bruno de Luca vai responder por omissão de socorro, após supostamente não ter ajudado Kayky no dia do acidente na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. A Justiça acatou pedido do MP.

Vale dizer que, horas antes, a equipe de Rodrigo Brocchi, responsável por defender de Luca disse ao Estadão que o ator não poderia ser acusado do fato. O inquérito da Polícia Civil que investigou o atropelamento não havia indiciado o ator, que aparece em imagens de câmeras de segurança indo embora sem socorrer Kayky.

“Em momento algum Bruno De Luca pode ser acusado de omissão de socorro, já que várias pessoas já estavam prestando o auxílio necessário, inclusive chamando os bombeiros. Bruno prestou todos os esclarecimentos, não por outra razão concluiu-se pela inexistência de qualquer ato impróprio”, disse a defesa do ator por e-mail.

Kayky Brito e Bruno de Luca estavam juntos no momento do atropelamento do ator. Bruno, no entanto, apareceu nas imagens de câmeras de segurança desesperado, com as mãos na cabeça e sem prestar socorro ao amigo. Em depoimento à polícia, ele disse que não sabia que a pessoa do acidente era o melhor amigo.

Kayky não quer ver de Luca

Ainda em recuperação, Kayky Brito ainda não quer reencontrar o amigo Bruno de Luca. De acordo com o jornalista Valmir Moratelli, da Veja, o ator não conseguiu digerir os acontecimento daquela madrugada de 2 de setembro e não quer dar prioridade a esse assunto neste momento.

CRONOLOGIA DO CASO

  • Na madrugada de 2 de setembro, Kayky Brito foi atingido por um veículo enquanto transitava pela Avenida Lúcio Costa.
  • Prontamente, ele recebeu assistência no local e foi encaminhado ao Hospital Municipal Miguel Couto, onde foi diagnosticado com traumatismo craniano e politraumatismo corporal.
  • No mesmo dia, o ator foi transferido em uma UTI aérea do corpo de bombeiros para o hospital particular Copa D’Or, no Rio de Janeiro.
  • Kayky passou por diversas cirurgias para tratar fraturas na pelve e no membro superior direito.
  • Apesar de as câmeras de segurança terem registrado o incidente como um acidente, as autoridades estão investigando o caso com base nos depoimentos do motorista de aplicativo responsável pelo atropelamento, da passageira presente no veículo e de Bruno de Luca, que estava com Kayky naquela noite.
  • No dia 13 de setembro, Kayky apresentou melhorias significativas e conseguiu respirar sem a necessidade de aparelhos.
  • Em 18 de setembro, um boletim médico indicou que Kayky estava progredindo de forma muito positiva em seus tratamentos de fonoaudiologia e fisioterapia.
  • Em 22 de setembro, Kayky Brito recebeu alta da UTI, seguindo seu tratamento no hospital
  • Dia 27 de setembro, o boletim médico do ator informou que ele estava cooperando no processo de reabilitação e apresentando boa evolução clínica
  • Em 29 de setembro, Kayky recebeu alta hospitalar para seguir o tratamento em casa

Notícias Relacionadas