27/01/2021 | 16h22m - Publicado por: Flavia Almeida | Foto: Divulgação/TV Globo

BBB21: E vamos de treta! Lumena se estressa com Caio por causa de maquiagem

Fiuk chegou a chorar com a situação toda

BBB21: E vamos de treta! Lumena se estressa com Caio por causa de maquiagem - Divulgação/TV Globo

(Atualizada às 17h34)

Divididos em dois grupos, os brothers participaram de uma ação da Avon, na qual tinham que fazer maquiagem. A divisão ficou com Projota, Fiuk, Karol, Carla, Camilla, Gilberto, Caio, Rodolffo, Pocah e Kerline em um grupo; Lumena, Arthur, Bil, João, Thaís, Sarah, Lucas, Nego Di, Juliette e Viih Tube no outro. 

Os homens tiveram que maquiar as mulheres. E elas sugeriram que os homens performassem e fossem também maquiados. Caio fez um comentário sobre maquiagem em homens e Lumena subiu nas tamancas. 

A psicóloga destacou que o fazendeiro precisava ressignificar a ideia de maquiar homens. 

“Pessoas se maquiam para serem reconhecidas, é algo muito sério, não é apenas uma brincadeira, é identitário”, disse a sister.

Vem saber tudo o que rola no BBB21

O tititi logo se instaurou. Gilberto também se sentiu ofendido, mas não chegou a falar. Sarah e Fiuk choraram, temendo a incompreensão dos colegas. E Karol Conká saiu em defesa de Caio. 

“Eu posso falar com muita propriedade: é um exagero. Eu não concordo com essa forma chata que está aqui, mas eu entendo esse descontentamento dela. A vibe que a gente está aqui não é a mesma que estão recebendo lá fora. A maquiagem é pra todes”, disse o rapper. 

“Primeiro climão”, disse Pocah. 

Karol seguiu dando seus conselhos. 

“Ficar ali fazendo: ah, bichinha louca, quando vocês no carnaval se vestem de mulher e, durante o ano todo, xingam um gay. Aqui vocês estão convivendo com gays. O Gil sentiu a vibração. Na hora ele ia falar que não concordava. Eu só acho que é desnecessário ficar tão emputecida com isso”.

Fiuk se preocupa com sua sensibilidade

Acostumado a vestir roupas femininas, Fiuk tentou apaziguar, mas acabou entrando num conflito com ele mesmo. 

“Eu uso vestido, roupa feminina. Uma coisa sou eu usar meu vestido e outra é fazer estereótipo. Na hora me pegou. A gente luta pelo autoconhecimento. Eu não quero passar imagem de um cara frágil e sensível, eu sou assim”, disse com lágrimas descendo. 

“Não há necessidade de um radicalismo numa situação como essa. Sempre associam a maquiagem a mulher feminina. Eu conheço homem hétero que usa corretivo. Essa situação será boa para o Brasil perceber o quanto a maquiagem está associada ao universo feminino e ao gay. E não é isso”, declarou Karol. 

Caio, por sua vez, só quer paz 

"Eu quero falar com ela: 'Me desculpe, eu pude ser mal interpretado, mas, de coração fiquei chateadaço de você me expor desse jeito. Vou tentar dar uma ideia”, disse para Rodolfo.

Mais tarde, Caio pediu desculpas para Lumena.

"Obrigado por você ter me ensinado e mostrado que a brincadeira pode ter ofendido outras pessoas", disse.

Quem é seu participante favorito?

O climão já se arrasta há tempos e Lumena, na cozinha, propôs uma conversa para colocar tudo em pratos limpos. Inicialmente, só estavam Caio e Rodolfo. 

“Caio foi o primeiro a descer maquiado e performando. Eu estava com uma imagem sua, da grama. Rolou um ruído. Não quero que a gente passe essa experiência, que vá negativar a gente. Você é pai e eu respeito muito esse lugar de responsabilidade. Como disse ontem, não quero que você seja mau exemplo aos seus filhos”, começou a psicóloga.   

“O que você brincou hoje, o que pode ser chamado de brincadeira, para outros grupos, é violência. É uma troca que a gente está se oportunizando a ter. Se eu chegar num terreno seu, por exemplo, não sei nada o que fazer com a terra”, disse. 

Nisso, Fiuk e Lucas chegaram. Caio interrompeu a baiana, mas Fiuk pediu que ele parasse. 

“Escuta ela”. 

“O que senti me levou a desabafar com outras pessoas e esse desabafo pode soar que estou falando por maldade, Caio, e não é isso. Já ouvi muitos relatos de reação suicida”, disse Lumena, interrompida pelo próprio choro. 

Caio, então, se justificou. 

“Meu meio é extremamente machista. Te peço, por gentileza, que não analise com radicalismo. O mundo está se conhecendo e tentando se respeitar. Eu convivo com pessoas do meu lado, no meio em que vivo, com pessoas que falam coisas que nos deixam loucos. Eu tenho certeza que três dessas pessoas, em Anápolis, a partir de agora, não olharão mais na minha cara”, afirmou o fazendeiro. 

Rodolfo endossou as palavras de Caio. 

“O interior de Goiás, onde eu e ele nascemos, de forma desproporcional muito grande, era gritante. A gente está se desconstruindo. 

Fiuk, chorando, pediu a palavra. 

“Infelizmente, quem causa tudo isso são os homens brancos privilegiados, somos nós A gente precisa ouvir e aprender. Tá me doendo muito. Respeito muito cada coração existente nessa terra. A gente tem que escutar. Não foi a intenção? Não foi, mas tem que entender nosso lugar de fala. A gente é homem, e hétero, e privilegiadaço”, afirmou o ator e cantor.  

“Respeito e agora consigo saber o que realmente você pensou. Eu não quis ofender ninguém”, reforçou Caio. 

Lucas, o pensador 

Já rouco de tanto cantar, gritar e falar, Lucas deu sua opinião e, no Twitter, ganhou ainda mais a simpatia dos internautas. 

“O seu ‘me desculpa’, nesse momento, é desnecessário. Se depois do que você ouviu, repetir esse erro, aí é que terei que ouvir. Se trata do que causou. Precisamos ouvir o que causou para entender o que aconteceu”. 

Camilla de Lucas tratou de desfazer o climão. 

“Ai, gente, estou me sentindo no lixão da mãe Lucinda!”

 

Minutos depois, a web reagiu a toda treta. Confira:





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico