06/04/2021 | 06h23m - Publicado por: Esther Rocha | Foto: Produção Record TV. Proibida a reprodução.

Filhos relembram aniversário de Gugu e anunciam rede de notícias com o nome do pai

João, Marina e Sofia falam pela primeira vez sobre seus sonhos e revelam detalhes do cotidiano em família

Filhos relembram aniversário de Gugu e anunciam rede de notícias com o nome do pai - Produção Record TV. Proibida a reprodução.

Em entrevista exclusiva João Augusto, Marina e Sofia Liberato falam pela primeira vez sobre seus sonhos e revelam detalhes do cotidiano ao lado do­­­­ pai. Na semana em que Gugu Liberato completaria 62 anos, seus três filhos, João Augusto, Marina e Sofia aceitaram um convite da Record TV e gravaram uma entrevista exclusiva em homenagem ao pai. A reportagem será exibida no programa A Noite é Nossa desta quarta-feira, 7 de abril. Para relembrar o aniversário de Gugu e prestar uma homenagem, no próximo sábado eles irão se reunir para um jantar no restaurante japonês preferido do pai, em Orlando.

Também para marcar a data, será lançada uma iniciativa empenhada em manter vivo o legado deixado por ele. Apaixonado por sua profissão, Gugu foi meu grande parceiro na idealização do OFuxico. Estudamos juntos, trabalhamos juntos e dividimos muitas ideias e projetos. No próximo sábado, dia 10, lançaremos a Rede Gugu de Boas Notícias, projeto que transformará as redes sociais em um portal dedicado apenas às boas notícias. À partir dessa data o Instagram, Twitter e Facebook oficiais do apresentador trará posts diários, sempre com assuntos leves, importantes e inspiradores. A proposta é oferecer às pessoas um pouco de positividade, principalmente neste momento que o mundo precisa acreditar que tudo vai passar.

Conversa no Jardim

Gravação com filhos de Gugu, entrevista para a Record TV

A entrevista foi gravada na última quinta-feira,1, no condomínio onde eles vivem em Windermere, região dos lagos em Orlando, na Florida. João Augusto, de 19 anos, e as gêmeas Marina e Sofia Liberato, de 16, conversaram com a correspondente internacional Evelyn Bastos, sobre momentos vividos ao lado do pai e seu jeito de ser e conviver com eles.

Desde a morte de Gugu, em novembro de 2019 após um acidente doméstico, seus três filhos seguem vivendo no mesmo lugar, estudando e cuidando para manter a rotina do jeito que o ele gostava. Responsáveis e focados em suas atividades, eles levam uma vida tranquila, sem qualquer ostentação e cercados dos amigos que conquistaram desde que deixaram o Brasil para viver e estudar nos Estados Unidos.

Acostumado a acompanhar o pai nos bastidores da televisão desde que bem pequeno, João planeja seguir seus passos e se transformar em um profissional de comunicação. “Eu tenho esse desejo de, no futuro, fazer o que ele fazia. Eu via meu pai entrando no palco e meu coração ia a mil. Adorava estar ali e ver ele apresentando”. Ele relembrou ainda os tempos de garotinho quando circulava pelos bastidores do Domingo Legal e, a pedido do pai, entregava presentes para a plateia. Afirmou gostar de formatos com atrações como gincanas e entretenimento, além de realities como o Power Couple. “Seria um programa no estilo dos que ele apresentava”, declarou emocionado.

Sobre a semelhança física com o pai ele faz questão de dizer que ela não se limita a aparência e garante que também herdou dele o amor pela família e a maneira de encarar a vida. Atualmente João cursa Administração com foco em comunicação e há alguns meses deixou a casa da família para viver num apartamento próximo a universidade, acompanhado pela namorada, a norte-americana Gracie e dois gatos. “Eu me mudei com a minha namorada para um apartamento perto da minha faculdade e da faculdade dela porque era um pouco longe de casa e estava sendo muito ruim para eu dirigir e voltar. Está sendo muito legal.”

Cinema e artes plásticas

Ainda vivendo na casa da família, as duas filhas do apresentador estão cursando o penúltimo ano da Preparatory School e já começam a fazer planos para suas respectivas carreiras profissionais. Quando o pai ainda era vivo Marina já falava em estudar cinema, se mantém firme nesse propósito e sonha dirigir um longa-metragem sobre a trajetória de Gugu na televisão brasileira. Ela fica feliz sempre que é comparada ao pai.

"Todo mundo diz que eu pareço muito com ele na maneira de falar. Eu sinto que, quando eu faço Stories [no Instagram], as pessoas reconhecem ele”, afirmou Marina que também relembrou o baque vivido em novembro de 2019 com a morte do pai: “Foi muito doloroso, né? Hoje em dia eu penso: 'Podia ter feito aquela coisa com ele', e agora não dá mais para fazer isso", desabafou.

Enquanto sua irmã gêmea caminha para a rota do cinema, Sofia se dedica às artes plásticas e faz parte do time de voley do colégio. Além de sua conta pessoal, ela criou um perfil para postar suas pinturas nas redes sociais e faz questão de lembrar que o pai se encantava com os seus trabalhos: “Sempre quando acabava [uma pintura], eu tirava foto e mandava para ele. Quando ele se foi, eu tinha acabado de terminar uma pintura. Daí eu mandei, só por mandar. Só que eu sabia que ele não ia poder responder”.

Pai, amigo e exigente quando preciso

Entre muitas outras lembranças João, Marina e Sofia falaram sobre um Gugu que poucos conheceram. Sorridente e bem humorado na tela da TV, quando o assunto era a educação dos filhos ele sempre foi muito sério, responsável e preocupado em passar valores éticos e morais. “Ele odiava que a gente usasse celular no restaurante e ficava muito bravo porque era um tempo em família, sabe?”, revelou João. Marina completou o depoimento do irmão: “Quando a gente chegava no restaurante, ele já falava logo ‘guarda o celular’. E a gente deixava os celulares todos no cantinho”.

As gêmeas do comunicador também não são mais crianças e, como o irmão, namoram com dois jovens brasileiros que vivem em Orlando. Elas não perderam a oportunidade de entregar o lado ciumento de João. “No começo, o João tinha ciúmes dos nossos namorados, mas agora está tranquilo”, entregou Sofia. Marina recordou sorridente os conselhos de Gugu sobre casamento precoce: “Meu pai sempre falava que a gente só ia casar com 30 anos”.

O filho mais velho do apresentador relembrou o cotidiano ao lado do pai:  “Ele usava um óculos e um boné para [sair e] passar mais tempo com a gente sem que alguém o reconhecesse. Aqui, ele andava de bicicleta, fazia caminhada e até ia ao mercado de vez em quando porque no Brasil ele não podia”.

O dor da perda do pai fez João Augusto amadurecer mais rápido do que o esperado: “Eu tive que mostrar para as minhas irmãs que temos que ser fortes e continuar em frente”. Agora iniciando seus voos para uma vida profissional, o primogênito lamenta não poder mais dividir seus momentos com o pai: “Tem vez que acontece alguma coisa e eu quero muito contar para ele, mas não dá. Se ele estivesse vivo, estaria acompanhando toda essa minha jornada na faculdade, ele ia ver eu ter filhos no futuro. E eu não tenho mais isso. Então, isso dói”.

Preciosidades

João Augusto, Marina e Sofia Liberato brincando num parque

Os três irmãos também mostraram alguns presentes dados pelo pai. “Eu trouxe esse relógio que era dele e ele usava bastante. Antes de ele partir, ele deu pra mim. Sempre que vou sair, ir pra faculdade, qualquer lugar que eu vou, eu sempre estou com ele”, disse João que também mostrou uma foto onde se pode ver uma marquinha igual no rosto dos dois. Sofia levou um grande e divertido elástico humano que ganhou do pai e uma foto onde ele aparece beijando seu rosto. Marina mostrou um bichinho de pelúcia que Gugu dizia ser urso do Polo Norte.

Num dos momentos mais emocionantes da entrevista os três mostraram a última mensagem deixada pelo pai no celular de um deles. Marina desabafou contando o que gostaria de dizer a Gugu. “Eu falaria que me espelho muito nele. Eu nunca falei isso para ele.”

A reportagem mostrou aos três irmãos vídeos de arquivo pessoal resgatados e recuperados para o acervo do apresentador.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico