08/04/2020 | 17h00m - Publicado por: Luigi Civalli | Foto: Victor Pollak/Globo

Marcela, do BBB20: ‘Se machuquei alguém, eu peço perdão’

Sister disse que foi acusada de racismo e que nenhuma fala foi intencional e ainda comentou sobre Daniel e momentos no jogo

Marcela, do BBB20: ‘Se machuquei alguém, eu peço perdão’ - Victor Pollak/Globo

Na noite da última terça-feira (7), Marcela deixou a casa do BBB20 em disputa do Paredão contra Flayslane e Babu Santana depois de 12 semanas confinada. Em entrevista ao site oficial do programa ela falou sobre todas suas experiências, o affair com Daniel, a discussão do machismo e a comunidade hippie.

Saiba tudo sobre o BBB20

“O Big Brother Brasil foi muito intenso. Foi um mergulho em muitas coisas que a gente nem imagina que sente: medo, insegurança, monstrinhos que moram dentro da gente. E foi incrível. Uma trajetória maravilhosa, honrosa e divertida. Eu tinha bastante insegurança porque achava que outras pessoas eram mais fortes dentro da casa. Desde o começo foi bem difícil para mim me sentir segura. Mas eu sonhava chegar à final”, disse Marcela.

A loira ainda contou que o fato de ter perdido o favoritismo inicial pode ter uma parcela por conta de seu envolvimento com Daniel

“Do que eu vi de ontem para hoje, muitas das atitudes do Daniel foram passadas para mim como se fossem atitudes minhas. O fato de ele levar as punições, o comportamento dele dentro da casa foram atribuídos a mim também, como se eu e ele fôssemos uma pessoa só. Eu tentei várias vezes corrigir e conversar com ele sobre isso lá dentro. Nunca deixei de sinalizar as coisas que eu achava erradas, inclusive na vez que ele foi machista com as meninas e eu fui a primeira pessoa a falar que ele deveria pedir desculpas para a gente. Mas acho que as pessoas pegaram ranço dele aqui fora e ele foi atribuído a mim também”, disse.

BBB20: 'Me senti atacada', diz Manu sobre Mari

Marcela ainda comentou sobre atitudes consideradas polêmicas com relação ao Babu e até terem chamado ela de racista.

“Algumas falas que apontaram eu vi que foram tiradas fora do contexto, como a que eu teria dito que iria colocar o Babu no VIP para limpar a cozinha, por exemplo, sendo que eu só disse que ia dar muito conflito. Acho que a fala foi totalmente distorcida. Fui acusada de ser uma pessoa racista, eu comentei dentro do programa: como coletivo, a gente é uma sociedade racista. O que posso dizer é que nunca tive nenhuma atitude intencional dentro da casa. Tentei o tempo todo me policiar com relação a isso”.

BBB20: Giovanna Ewbank revela torcida para saída de sister

E acrescentou: “Mas se mesmo assim algo que eu disse incomodou alguém, eu só tenho que pedir perdão porque a pessoa é quem pode me dizer se isso machucou ela ou não. Mas eu quero que as pessoas me perdoem por coisas que eu realmente disse, não por fake News”, afirmou.

Para Marcela, a entrada de Ivy e Daniel foram essenciais para que ela se fortalecesse no jogo, mas considera que também foi algo que pode ter prejudicado com relação ao jogo em si.

“Foi uma bênção e foi ruim ao mesmo tempo. Fortaleceu bastante a mim e a Gizelly porque a gente estava muito frágil e insegura no começo do jogo, mas atrapalhou completamente a minha leitura. Eu não consegui entender direito o que as pessoas estavam pensando. Ao mesmo tempo todo mundo dizia que eu agora era forte. Eu não sentia isso. Sabia que era uma coisa pontual, que a história do jogo ia mudar muito, mas que eu ia ficar arrastando esse estigma. Não sabia direito a intenção das pessoas que estavam se envolvendo comigo. Foi muito confuso. E eu falei isso várias vezes dentro do reality, por isso me surpreende as pessoas acharem que eu tinha alguma soberba em relação a isso”, disse.

BBB20: Hadson solta fogos após Marcela ser eliminada

Marcela ainda revelou que era muito complicado conseguir jogar o BBB20 a partir das respostas dos paredões.

“Era muito difícil interpretar a visão do público. Até certo ponto a gente a achava que as pessoas estavam tendo a mesma visão que a nossa lá dentro porque todos que a gente imaginava estavam sendo eliminados. Mesmo o Pyong, que era um amigo nosso, a gente tinha dúvidas sobre o jogo. Imaginávamos que era uma postura que poderia levar à eliminação”, disse.

Porém, o baque aconteceu quando Daniel saiu. “Foi o primeiro momento que a gente pensou: ‘Eita, acho que não estamos entendendo o que está acontecendo lá fora’. A visão de dentro do programa é completamente diferente da que o público tem. Os conflitos de convivência pesam bastante para a gente e aqui fora não pesam tanto, por exemplo. Cometemos o erro de gostar de alguém e começar a ter um olhar mais amoroso para essa pessoa e, quando temos um conflito com alguém, temos um olhar mais pesado em relação às atitudes dela. É uma outra leitura”, revelou.

BBB20: Fãs criam teoria de que um fantasma ronda a casa

Sobre Daniel, ela contou que pretende ouvir o que a família tem a dizer e conversar com ele, antes de confirmar que o romance vai continuar aqui fora.

“Foi tudo tão maluco que primeiro eu preciso me inteirar de tudo, ouvir o que minha família tem para me dizer, e conversar com ele. Não tenho a menor noção do que esperar de um relacionamento com o Daniel, talvez eu tenha que comprar uma máquina de estalecada (risos). Eu vejo nele muitas coisas lindas. Acho que a gente tem uma conexão muito legal que podemos tentar resgatar e entender como pode funcionar aqui fora. Foi uma história muito especial para mim. Eu sei que o confinamento faz tudo ser mais intenso, mas chegou um momento em que eu percebi que realmente estava apaixonada. Vai ser uma caixinha de surpresas bem engraçada, provavelmente”, confessou.

Boninho, é você? Pai do ex-BBB Guilherme chama atenção na web

Sobre os planos futuros, Marcela está cheia deles.

“Eu sempre quis desenvolver o meu trabalho com as mulheres, falando sobre sexualidade, e não é uma coisa que eu pretendo abandonar. Quero aproveitar o que eu tiver de visibilidade para retomar isso e ver se ela me ajuda a levar a mensagem que eu quero passar ainda mais longe”.

E sua torcida é claro que será de Gizelly. “Agora, com as informações de fora, eu acho que quem pode vencer é o Babu ou a Rafa. Mas eu gostaria muito que a Gizelly ganhasse!”.

O BBB20 tem direção geral de Rodrigo Dourado e apresentação de Tiago Leifert. O programa vai ao ar de segunda à sábado logo após Fina Estampa e, aos domingos, após o Fantástico.

BBB20: Avó de Babu morre após enfrentar um câncer





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

  • Luana Piovani se emocionou com os últimos acontecimentos no país, nesta semana, envolvendo o menino Miguel e a declaração racista da influenciadora digital Luisa Nunes Brasil #OFuxico (Via Instagram @luapio)
  • #Sabrina Sato cortou o cabelo de Zoe e mostrou a nova franja da pequena, além de ter feito uma brincadeira de comparar o visual dela com o de @justinbieber (via stories @sabrinasato)
  • A ex-BBB Flayslane se pronunciou após internautas ficarem chocados com mudanças em seu rosto e afirmou que não foi somente a rinoplastia a responsável pela diferença atual #OFuxico
(Via Instagram @flay)
  • Aline Riscado cancela lives no Instagram como forma de protesto contra o racismo. #OFuxico (Via @alineriscado )
  • Bárbara Evans comenta sobre retirada de pintas e revela que não se preocupa com possíveis cicatrizes. #OFuxico (Via @barbaraevans22 )
  • Ex-BBB Gizelly Bicalho contou que está de cama por conta de uma infecção intestinal e uma inflamação de dentes do siso. (Via stories @gizellybicalho)
  • #blacktuesday  #blacklivesmatter

OFuxico