Carnaval às 17:20

Entenda a polêmica entre a Rosas de Ouro e o Globocop

Marcello Sá/Brazil News

Após o seu desfile no Sambodromo do Anhembi, a escola de samba Rosas de Ouro pediu uma revisão para Liga SP, alegando que o Globocop, helicóptero que fazia a transmissão dos desfiles para a Rede Globo, atrapalhou o desempenho do casal de Mestre Sala e Porta-Bandeira da escola paulista. 

"Vamos abrir a nota dela e se tiver alguma avaliação dela que realmente despontue ao desfraldamento, como se diz o desfraldamento do pavilhão, a gente vai fazer a avaliação pra ser revisto, para ver se vai anular a pontuação ou não. mas nos vamos decidir isso antes da abertura de todas as notas", disse o presidente da Liga, Sérgio Ferreira.

Em nota a TV Globo, por meio do portal G1, afirma que o Globocop mantém uma distância que não atapalharia o desfile: 
 
"O Globocop manteve em todos os voos realizados durante a transmissão do desfile das 14 escolas a altitude regulamentada de 150 metros, o equivalente a um prédio de 50 andares, o que torna impossível qualquer interferência nos desfiles".
 
 

Karin Hils aparece deslumbrante com fantasia do desfile

 

 

 

 

Famoso personagem da Disney invade Carnaval de São Paulo
Alexandre Peixe agita foliões pelo Brasil em maratona de Carnaval
Jojo Toddynho elogia fôlego de Renata Spallicci. Confira!