Carnaval às 17:13

Mancha Verde é a campeã do Carnaval de São Paulo

Leo Franco

Na tarde desta terça-feira (5), ocorreu a apuração das notas do Carnaval 2019 de São Paulo, no Sambódromo do Anhembi. Quatorze agremiações lutavam pelo título. 

A Mancha Verde foi a grande campeã. A agremiação conquistou seu 1º.título. No ano passado, a Mancha ficou em 3º. lugar.

Neste ano, a escola apresentou o enredo Oxalá Salve a Princesa A Saga de uma Guerreira Negra, com 3 mil componentes na avenida.

Viviane Araújo é a Rainha de Bateria da Agremiação.

As escolas de samba Acadêmicos do Tucuruvi e Vai-Vai foram rebaixadas, pois no total, ficaram com as menores notas.

Resultado final:

Mancha Verde – 270

Dragões da Real – 269,9

Rosas de Ouro – 269,9

Unidos de Vila Maria – 269,7

Império Serrano – 269,7

Águia de Ouro – 269,6

Acadêmicos do Tatuapé – 269,5

Mocidade Alegre – 269,5

Gaviões da Fiel – 269,5

X-9 Paulistana – 269,5

Colorado do Brás – 269,3

Tom Maior – 269,2

Acadêmicos do Tucuruvi – 269,2

Vai-Vai – 268,8
 

Ficha Técnica da Mancha Verde:

Fundação: 18/10/1995

Presidente: Paulo Rogério de Aquino  (Paulo Serdan)

Primeiro Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Marcelo Luiz e Adriana Gomes

Rainha de Bateria: Viviane Araújo

Intérprete: Fredy Vianna

Compositores: Sereno, Chefia, Darlan Alves, André Ricardo, Rodrigo e Rodolfo Minueto e Gui Cruz

Enredo: Oxalá Salve a Princesa A Saga de uma Guerreira Negra

O Ora Iê Iêo… Ora Iê Iêo Mamãe Oxum
Um ventre de luz, o fruto do amor
Kaô Kabecilê Xangô

África… suntuosa riqueza
África… reluz o encanto e a nobreza
A fé conduz o congo a lutar
Tristeza… marejou meu olhar
Oh Senhor, tem piedade…
Dos corações sem liberdade

A alma que chora, a pele que sangra
Qual será o meu valor?
Entrego minha vida
Rainha do mar, Iemanjá

Aportei, na terra do sol e do maracatu
Vidas no suspiro derradeiro
Na fria solidão do cativeiro
Mãos calejadas a lavourar
Não perdi a fé nos Orixás
Senhora do Rosário, oh Nossa Senhora
Aos pés do seu altar, clamo a igualdade
Palmares, vi um céu de luz e liberdade
A força de Zumbi a nos guiar
Nas bênçãos de Oxalá

Tambores vão ecoar, a festa vai começar
O meu batuque traz a força do terreiro
A Mancha Verde é Kizomba amor
Salve a princesa! Viva o povo negro!