20/02/2020 | 12h43m - Publicado por: Flávia Almeida | Foto: Léo Franco/AgNews

Carnaval 2020: Colorado do Brás conta a história de Rei português

Munik Nunes é a musa da agremiação

Carnaval 2020: Colorado do Brás conta a história de Rei português - Léo Franco/AgNews

Colorado do Brás mostrará a história de Dom Sebastião, Rei de Portugal, marcada por mistérios, lutas, sabedoria, lendas, crenças, erros e acertos. Será um enredo bem lúdico, de fácil interpretação, com sátira. Ele comandou o reino de Portugal de 1557 até sua morte em 1578.

Durante a Batalha de Alcácer-Quibir, no Marrocos, em 1578, Sebastião desapareceu durante o combate. Iniciando a crise dinástica de 1580 que levou à perda da independência do país lusitano para a Espanha e ao nascimento do mito do “Sebastianismo”.

“Muito mais do que isso, levará a vida de um dos personagens mais enigmáticos da história da humanidade. Uma breve vida, marcada por mistérios, lutas, sabedoria, lendas, crenças, erros, acertos, loucura, sagacidade”, diz o texto explicativo, divulgado pela escola.

Conheça a agremiação

Colorado do Brás - 2ª escola a desfilar - 00h40

Colocação em 2019: 11º lugar - grupo Especial

Fundação: 01/10/1975

Cores oficiais: vermelho e branco

Presidente: Antonio Carlos Jorge (Ka)

Carnavalesco: Leonardo Catta Preta

Mestre de Bateria: Allan Meira

Mestre-sala e porta-bandeira: Ruhann Pontes e Ana Paula Sgarbi

Diretores de Carnaval: Comissão

Diretor de Harmonia: Diego Gonzaga, João Daniel e Natália Garrido

Rainha da Bateria: Muriel Quixaba

Musa: Munik Nunes

Intérprete: Chitão Martins

Coreógrafo da Comissão de Frente: Edgar Junior

Curiosidades: O destaque do desfile terá a estreia de Camila Prins como madrinha LGBT. Filha da rainha de bateria, a jovem Izabelly Quixaba é a princesa da bateria. A rainha, Muriel, sofreu um acidente doméstico 15 dias antes do desfile, e ficou sem os movimentos das pernas.

Famosos: Yanna Oliveira, Michele Neres, Thay Lupi

Enredo: Que Rei Sou Eu?

Compositores: Márcio Pessi, Evandro Bocão, Moisés Santiago, Edson Dafféh, Marcelo Valença e André Diniz

Samba-Enredo

O Luar do Maranhão clareia
Meu samba na veia
O sonho só começou
Meu povo querendo mais
Eu sou Colorado do Brás

Se cada um escreve seu destino
O meu foi conduzido pelo Criador
Um órfão, um guerreiro, um menino
O escolhido, que rei eu sou?
Por clamor desejado capitão de Deus

Herdeiro esperado por uma Nação
De nobres e plebeus
Ao santo flechado mais que devoção
Meu nome virou uma lenda
A coroa me fez Dom Sebastião

Pode acreditar, louco eu não sou
Missionário sonhador
Marejado na retina
Consagrado, luz divina
Abençoado, fiel desbravador

Lá no Marrocos segui a minha missão
Sumi do mapa e ficou a interrogação
Por onde está nossa alteza?
Na Índia ou habitando o mosteiro
Preso misterioso em Veneza
É o povo em busca do meu paradeiro

Mas a realidade é que sempre estive aqui
No Belo Monte ou na Praia dos Lençóis
A alegria no Brasil eu descobri
É o presente que há em cada um de nós
E o touro encantado é minha magia
Sou Colorado, encantaria numa só voz





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico