Cinema e Série às 06:00

Elenco de “O Diabo Veste Prada” comenta sobre possível continuação do filme

o diabo veste prada cena do filme

Divulgação

Lançado em 2006, “O Diabo Veste Prada” se tornou um clássico do cinema, contando a história da jornalista Andrea (Anne Hathaway) , que tenta alavancar a carreira trabalhando para a temida Miranda Priestly (Meryl Streep) em uma renomada revista de moda.

Agora, o elenco se reuniu novamente em entrevista especial para uma reportagem do Entertainment Weekly. Anne Hathaway, Emily Blunt, Stanley Tucci e Adrian Grenier comentaram sobre a gravação do filme que foi um sucesso em todo o mundo. 

Inclusive, David Frankel, diretor do longa, revelou que Anne Hathaway não foi a primeira opção para interpretar a personagem principal. Antes disso, a produção pensou em Rachel McAdams, Scarlett Johansson, Natalie Portman, Kate Hudson e Kirsten Dunst antes de Hathaway.

Leia mais: Veja curiosidades do filme

Oferecemos o papel para Rachel McAdams três vezes. O estúdio estava determinado em conseguir ela, e ela estava determinada em nos recusar“, explicou o diretor. 

Em contrapartida, Hathaway revelou que sempre se mostrou ansiosa para conquistar o papel:

“Eu esperei pacientemente e recebi a ligação. Foi o ‘sim’ mais fácil do mundo. Lembro que quando ganhei o papel, eu comecei a correr e gritar pelo meu apartamento. Eu estava com alguns amigos na hora“, contou ela.

Veja também: Livro de “O Diabo Veste Prada ganhará continuação”

O elenco até conversou sobre uma possível continuação do filme, revelando que mesmo com o segundo livro da história já publicado pela autora que criou a obra que inspirou o longa e, mesmo também com conversas concretas a respeito do projeto, todos sentem que a trama de “O Diabo Veste Prada” já foi encerrada.

“O estúdio não pediu uma sequência. Tivemos reuniões em que pensamos: ‘O que faríamos com uma continuação?’. Sentimos que a história foi contada. Lauren até escreveu outro livro 15 anos depois, mas chegamos à mesma conclusão. Apenas seguir os personagens não seria a mesma coisa”, completou o diretor.

“Tivemos muitas conversas sobre isso. Eu não descartaria essa possibilidade”, acrescentou Lauren Weisberger, autora da obra original.

Será que ainda existe uma chance de uma possível continuação?