Cinema e Série às 14:00

“Medida Provisória”, de Lázaro Ramos, entra para as plataformas digitais

Taís Araújo e Seu Jorge em "Medida Provisória"
Divulgação

Chegou às plataformas digitais o filme “Medida Provisória”, de Lázaro Ramos. O longa de ficção está também nas operadoras Claro, Sky, Oi, Vivo, Google e iTunes.

Distribuído pela Elo Company em co-distribuição com H2O Filmes, a história acontece num futuro distópico onde o governo brasileiro decreta uma medida que obriga os cidadãos negros a voltarem para a África, como forma de reparar os tempos de escravidão.

Leia+: Taís Araujo e Lázaro Ramos se emocionam com exibição de filme no BBB

Daí por diante, a história de amor vivida por Capitu (Taís Araújo) e Antonio (Alfred Enoch) ajuda no debate às questões sociais com a mistura de drama e thriller.

“Medida Provisória” é baseado no sucesso do teatro brasileiro “Namíbia, Não!”, de Aldri Anunciação, que integra o elenco do filme, como ator.

A obra foi escrita em 2011 e Lázaro Ramos, encantado, decidiu adaptá-la para o cinema. As filmagens aconteceram em 2019. O filme estreou em abril deste ano e levou cerca de 448 mil pessoas aos cinemas.

Confira o trailer oficial de “Medida provisória”:

CRÍTICAS DO GOVERNO

Lázaro Ramos foi convidado do “Roda Viva”, da TV Cultura, em abril deste ano. O ator, diretor e escritor usou sua sabedoria e elegância nas palavras, para falar das críticas recebidas pelos apoiadores do governo Bolsonaro, a respeito de seu novo trabalho, o filme “Medida Provisória”, além de ataques à esposa do ator, a atriz Tais Araújo. Mario Frias, ex-secretário da Cultura, falou que Ramos e Araújo são “artistas que não fazem nada pelo país”. Já Sergio Camargo, ex-presidente da Fundação Palmares, chamou Taís de “mimizenta”.

“Isso é campanha política que eles estão fazendo pra chamar a atenção em cima de nós, que temos relevância, temos público, e isso vai tirar inclusive o foco dos problemas do governo. É uma cortina de fumaça, isso não tem nada a ver com a gente. É para as pessoas não debaterem sobre o preço da gasolina, o preço dos alimentos. É para as pessoas não debaterem a crueldade e a falta de valor à vida com que a pandemia foi tratada. É para isso”, disse o ator, que prosseguiu:

“Na verdade, essa é uma tentativa que eles fazem há muito tempo, mas cada um luta com as armas que tem. Eu acredito muito nas armas com que a gente está lutando, que é ser ético, correto, respeitoso, trabalhador. É isso que a gente tem a oferecer ao mundo. Com relação a isso, quem vai atrás deles: só lamento.”

SOBRE “MEDIDA PROVISÓRIA”

Lázaro Ramos contou um pouco da esperiênca de seu filme, “Medida Provisória”, que tem estréia marcada nesta quinta-feira, 14 de abril. A história retrata o Brasil num futuro onde o governo decreta uma medida provisória que obriga negros a voltarem para a África, como forma de reparação ao passado escravo no país.

Leia+: Taís Araújo, Lázaro Ramos e famosos no lançamento de ‘Medida Provisória’. Fotos!

“Fiquei morto de ciúmes [da atuação de Taís Araújo com Alfred Enoch]. Geralmente eu não tenho, não sei o que aconteceu, mas eu estava muito envolvido no filme. Mas é estranho, é esquisito. ‘Beija mais, repete’. Dá desespero quando erra a cena… Tive que aprender e conversei com ela. Olha que mico!”, brincou.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas sobre as principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!