Cinema e Série às 13:00

Sobrinho de Michael Jackson prepara cinebiografia sobre o rei do pop

T.J. Jackson, sobrinho de Michael Jackson
Foto: Reprodução/Instagram/@tjjackson9

T.J. Jackson, sobrinho de Michael Jackson confessou em uma nova entrevista ao jornal “Daily Mirror” que quer fazer uma cinebiografia sobre o ícone pop, que morreu em junho de 2009, aos 50 anos. Mas o filho de Tito Jackson afirmou que adoraria que a produção ajudasse a reformular as “horríveis” alegações de abuso sexual que foram feitas desde a morte do cantor.

Leia+: Casa de Michael Jackson em Las Vegas é colocada à venda

“Acho horrível, para ser honesto. Acho muito triste [essas alegações]. Eu acho que é de certa forma nojento porque o que vende neste mundo é a negatividade. As pessoas gostam de fofoca, as pessoas gostam de escândalos. Meu tio não está aqui para se defender, então ele é um alvo fácil. Ele sempre foi um alvo fácil, porque ele estava sempre quieto. Mas agora que ele não está mais conosco, não poderia haver um alvo mais fácil. Todo mundo sabe quem é Michael Jackson, então é uma história fácil de vender. Mas eu realmente acredito que a verdade sempre vence.”, afirmou T.J., que é produtor e cantor.

Ele também faz questão de sublinhar a importância cultural dos “Jackson 5”, a banda icônica, que contava com Michael e seus irmãos, e que foi pioneira na indústria da música.

Leia+: T.J. Jackson vai continuar com a tutela do filho mais novo do cantor

“A importância que minha família teve na cultura negra primeiro, os negros, e permitir que pessoas de todas as nacionalidades idolatrem uma família negra ou figuras negras é algo que acho que se perde… Tornar-se, você sabe, símbolos sexuais para nossa grande banda e número um no início dos anos 1970 como crianças negras, foi uma conquista incrível. Essa história precisa ser amplificada, na minha opinião. Então acho que haverá uma história de Jackson, um filme biográfico.”, afirmou.

PRESENÇA MARCANTE

Prince, filho mais velho de Michael Jackson, deu entrevista para o programa “Good Morning Britain” e revelou que tem o costume de “ouvir a voz” do pai, morto em 2009. O astro da música faleceu em 25 de junho de 2009, aos 50 anos, por uma intoxicação aguda de propofol e benzodiazepina.

Leia+: Ex-segurança de Michael Jackson trabalha com os Duques de Sussex

Na entrevista, Prince falou de sua atuação na organização sem fins lucrativos Heal Los Angeles, que promove ações para ajudar crianças e jovens em situação de vulnerabilidade, e acabou falando de como escuta o pai falecido.

“Não é como se fosse uma voz na minha cabeça, sabe; mas, de certa forma, é”, explicou Prince. “Quando você faz trabalho filantrópico e se preocupa com isso, como eu e minha família nos preocupamos, acho que tende a carregar o peso das lutas das pessoas que está tentando ajudar; e é aí que realmente ouço a voz do meu pai.”Segundo Prince, ele ouve Michael nas horas em que “sente mais dificuldade.” “[É quando] você quase se pergunta: ‘Como posso continuar fazendo isso?’. É nesses momentos que o ouço”. “Ele fica tipo: ‘Alguém precisa fazer isso, você tem que fazer. Você tem que continuar avançando e é importante que façamos isso’”, continuou Prince. “Ele está sempre no meu ombro me motivando a manter minha bússola moral apontando para o norte.”

Prince é fruto do relacionamento de Michael com Debbie Rowe. O casal famoso, que ficou junto entre 1996 e 1999, também teve uma filha, a cantora, modelo e atriz Paris Jackson. O cantor também é pai de Prince Michael Jackson II, por meio de uma barriga de aluguel em 2002.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!