COVID-19 às 14:39

Eduardo Moscovis está internado com Covid-19

Eduardo Moscovis
Reprodução/Instagram

O ator Eduardo Moscovis, de 53 anos, foi internado no Hospital Copa Star, na Zona Sul do Rio de Janeiro, para tratar complicações da Covid-19. As informações são do colunista Ancelmo Góis, do jornal O Globo.

De acordo com a publicação, o estado de saúde do artista está evoluindo bem. O OFuxico tentou contato com a assessoria do hospital, mas ainda não obteve resposta. A nota será atualizada assim que tiver algum comunicado oficial.

VEJA TAMBÉM:

Morre ex-jogador brasileiro no México, por Covid-19

Gabriel Medina não se vacina contra a Covid e perde etapa do mundial de surfe

Paul McCartney se vacina e manda recado aos fãs

O trabalho mais recente de Eduardo Moscovis foi na série “Bom dia, Verônica”, da Netflix, de 2020, em que interpretou o grande vilão da história. Já em 2021, gravou a segunda temporada de “El Presidente”, da Amazon.

Este último trabalho ainda não tem data prevista de estreia, mas trata sobre os escândalos de corrupção no futebol e exigiu que Eduardo Moscovis fizesse até aulas de espanhol.

COVID-19 NO RIO JANEIRO

De acordo com a Agência Brasil, entre junho e julho, os casos de covid-19 causados pela variante Delta do Sars-Cov-2, surgida na Índia, avançaram no estado do Rio de Janeiro e já representam 26,09% do total. Na capital, a Delta representa 45% das amostras analisadas. Os dados foram divulgados pela Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde (Svaps), da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e a estimativa foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Das 368 amostras colhidas em todo o estado analisadas na última rodada, 66,58% eram da variante Gama, antes chamada de P.1, surgida no Brasil, e 26,09% da variante Delta, a B.1.617.2. Na rodada de análises anterior, divulgada no dia 20 de julho e que sequenciou o genoma de 379 amostras coletadas em junho, os resultados apontaram para 78,36% da variante Gama e 16,62% da Delta.

“Dessa forma, é possível afirmar que a variante Delta está em circulação no estado do Rio de Janeiro, com tendência de aumento e conversão para se tornar a mais frequente, substituindo a variante Gama”, informou a Secretaria de Saúde.

Acrescentou que a variante Delta foi identificada em 38 municípios nas nove regiões do estado. Entre as variantes de preocupação, determinadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a análise mostrou, ainda, a presença de 0,8% da variante Alfa, a B.1.1.7 surgida na Inglaterra.