Entrevista às 07:40

Dia do Dublador: Especialista dá dicas para quem quer atuar na área

Dublagens capa especial
Reprodução/Instagram

Nesta quarta-feira, 29 de junho, comemoramos o Dia do Dublador, homenageando estes profissionais responsáveis por darem voz e a versão brasileira dos personagens internacionais que tanto amamos. Alguns deles, como é o caso de Claudio Galvan e Jorge Lucas, que interpretam, respectivamente, Comandante Ari em “Pantanal” e Delegado Salvador em “Além da Ilusão”, ambas da TV Globo, atuam em novelas, mas outros também estão no teatro e muitos focam especificamente em dublar, com alguns se aventurando na tradução e direção para dublagem.

Mas não se engane! Por mais divertido e impressionante que possa ser, dublar não é para qualquer um, pois exige uma série de características e habilidades um tanto específicas, conforme contou Laila Wajntraub, fonoaudióloga, especialista em oratória e criadora do Clube da Fala, em entrevista ao OFuxico.

“O dublador cede a voz, a entonação correta, a habilidade interpretativa, a própria respiração disposta na hora mais apropriada, aos personagens de determinadas obras. Por isso, é imprescindível que ele saiba dominar todos seus recursos de voz, fala e linguagem como por exemplo utilizar diferentes tons de voz, entonações, intensidade (volume), variação de ritmos de fala etc”, explicou a profissional.

“Esse domínio fará com que ele interprete da melhor forma o personagem e que fique o mais parecido possível com o original. O bom profissional deve também moldar sua voz à representação das emoções que transparecem no rosto e nos lábios dos personagens, e também às suas atitudes na obra em questão”, reforçou a fonoaudióloga.

DESAFIOS DA PROFISSÃO

Laila continuou falando de como o dublador deve expressar seu talento pela voz, sem contar com a expressão corporal sendo vista pelo público: “A voz e fala passa a ter uma importância maior ainda para o dublador, já que não se usa suas expressões corporais. Neste sentido, é de extrema importância saber usar a entonação, trazendo musicalidade à sua comunicação. O sentido de uma mensagem muda completamente por exemplo, dependendo da palavra ou fonema destacado”.

“Por isso, deve-se explorar a psicodinâmica vocal que é a descrição do impacto psicológico que a qualidade vocal do indivíduo pode causar nas outras pessoas. Ela é importante para evitar falhas de comunicação, de interpretação e para demonstrar a emoção que de fato queremos na comunicação”, explicou ela.

Laila aproveitou para citar os maiores desafios da profissão: “O profissional de dublagem precisa levar uma vida regrada, especialmente em relação aos cuidados com a voz, e está sempre em busca de mais capacitação. É importante estar com o corpo saudável e conhecer as técnicas de dublagem. Ou seja, por mais que o profissional tenha talentos, adquirir conhecimento e praticar bastante é imprescindível para se manter na profissão”.

“Além disso, é preciso tirar o DRT (Delegacia Regional do Trabalho), saber fazer seu marketing pessoal, ter um bom networking e fazer trabalhos marcantes, já que é uma profissão bem concorrida, na qual poucos se destacam”, disse.

RECOMENDAÇÕES PROFISSIONAIS E CUIDADOS NECESSÁRIOS

Deixado claro as exigências e desafios de ser um dublador, Laila então citou as recomendações que ela dá àqueles que trabalham com dublagem ou sonham em entrar no ramo: “Recomendo aprender técnicas teatrais para perder o medo do ridículo, ter mais flexibilidade de interpretação e transmitir com maestria as emoções dos personagens. Além disso, é necessário cuidar da voz, já que é seu instrumento de trabalho”.

“Exercícios de aquecimento vocal, impostação vocal, entonação, coordenação pneumofonoarticulatória, projeção vocal e ressonância auxiliam bastante. Saber articular bem as palavras também é importante para trazer clareza na sua comunicação”, sugeriu a profissional.

Para não desgastar a voz, ela recomendou: “O dublador deve ter um cuidado especial com sua voz, já que é seu instrumento de trabalho. É recomendável fazer aquecimento de voz todos os dias, beber água temperatura ambiente, evitar abusar da voz, gritar, comer comidas muito gordurosas, beber álcool, dormir mal para que no estúdio possa usar do seu potencial vocal”.

Dicas para ter uma voz saudável
Dicas para ter uma voz saudável (Foto: Divulgação)
Dicas sobre o que evitar para ter uma voz saudável
Dicas sobre o que evitar para ter uma voz saudável (Foto: Divulgação)

Por fim, Laila Wajntraub ressaltou a importância de ter uma boa dicção para dublar: “A dicção é o uso eficiente da articulação e está ligada à pronúncia correta dos fonemas. Por isso, o dublador precisa ter uma boa dicção para que sua fala seja inteligível, clara e sem ruídos, pois os problemas de dicção distorcem os fonemas. Além disso, a boa articulação trará uma capacidade de interpretação maior, já que precisará ‘dar voz’ a personagens diversos”.

E você, gosta de dublagem? Gostaria de ser dublador? Admira os profissionais desta área?

Siga OFuxico no Google News e receba alertas sobre as principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!