Família às 12:00

Jamie Lynn Spears quebra o silêncio sobre briga familiar: ‘Eu amo minha irmã’

Jamie Lynn Spears em entrevista à ABC

Foto: Reprodução/Instagram/@jamielynnspears/ABC-Richard Harbaugh

A ponto de lançar seu livro biográfico ‘Things I Should Have Said’ em 18 de janeiro, Jamie Lynn Spears concedeu uma entrevista exclusiva ao programa “Good Morning America”, à apresentadora Juju Chang, onde se abriu sobre seu relacionamento tenso com sua irmã Britney Spears.

Na conversa com Chung, Jamie Lynn chegou a chorar, lamentando o distanciamento com a cantora e disse que ela nunca teve nada a ver com a tutela de seu pai, e que nunca desempenhou um papel nesse processo.

“Quando [a tutela] foi colocada em prática, eu tinha 17 anos, estava prestes a ter um bebê, então não entendi o que estava acontecendo – eu nem estava focada nisso. Eu entendia tão pouco sobre isso como entendo agora. Não dei nenhum passo para fazer parte disso”, assegurou.

A tutela de Britney, criada em 2008, concedeu o controle das decisões pessoais e financeiras da cantora ao seu pai, Jamie Spears. Foi encerrada em novembro passado depois que Britney fez um apelo público por sua liberdade, chamando o acordo de “abusivo”.

Veja+: ONG rejeita doação de Jamie Lynn Spears

Britney disse em um post do Instagram, agora deletado, que toda sua família ‘deveria estar na cadeia’ por permitir que a tutela continuasse, até mesmo sua ‘mãe que frequenta a igreja’.

No entanto, Jamie Lynn disse que “saiu do caminho” para ajudar Britney a explorar opções legais.

“Sempre fui a maior apoiadora da minha irmã”, disse Jamie Lynn a Chang. “Então, quando ela precisou de ajuda, eu criei maneiras de fazê-lo – fiz de tudo para garantir que ela tivesse os contatos necessários para possivelmente ir em frente e encerrar essa tutela (…) Não se tratava de concordar com a tutela… Todo mundo tem uma voz e ela deve ser ouvida. Então, se ela queria falar com outras pessoas, então eu falava, eu configurava isso”, afirmou.

Veja+: Britney Spears alfineta sua irmã em post no Instagram

CRÍTICAS

Chang também pediu a Jamie Lynn que abordasse um post no Instagram de julho passado, no qual Britney criticou sua irmã mais nova por apresentar versões remixadas de suas próprias músicas no Radio Disney Music Awards de 2017, acrescentando: “Meu chamado sistema de suporte me machucou profundamente!!!!”, disse Spears na época.

“Honestamente, foi um pouco confuso para mim sobre isso, e eu realmente falei com ela sobre isso”, respondeu Jamie Lynn. “Eu estava fazendo um tributo para homenagear minha irmã e todas as coisas incríveis que ela fez. Eu não acho que ela esteja pessoalmente chateada comigo sobre isso. Na verdade, eu não sei por que isso a incomoda”, avisou.

Jamie Lynn Spears continuou dizendo que seu amor por Britney ‘ainda está lá, 100%’, apesar das palavras duras que sua irmã costumava falar nas redes sociais.

“Eu amo minha irmã. Eu sempre a amei e a apoiei, e fiz o que é certo por ela, e ela sabe disso. Então, eu não sei por que estamos nesta posição agora”, comentou.

TAMBÉM SOFREU COM O PAI

Jamie Lynn Spears decidiu quebrar o silêncio sobre sua vida em seu novo livro de memórias ‘Things I Should Have Said’ (Coisas que eu deveria ter dito), que deve chegar às lojas em janeiro de 2022.

Na publicação a irmã mais nova de Britney Spears confessa que também ‘sofreu’ nas mãos do pai Jamie Spears quando ela ficou grávida na adolescência, no auge de seu sucesso na TV na série Zoey 101.

Segundo a revista People, em um trecho do livro, a atriz e cantora revela que ele teve vários problemas com seu pai por causa da gravidez aos 17 anos, pois ele temia que pudesse ter outra filha envolvida em outro escândalo, em meio ao colapso sofrido por Britney em 2007.

Ela não mencionou se foi o pai, mas afirma que quando engravidou ‘eles queriam desaparecer o problema’.

Veja+: Britney Spears agradece ao movimento #FreeBritney

“Teve muita gente envolvida e muitas lutas. Toda a equipe dos Spears foi pega no meio de consertar as relações públicas da minha irmã, e todos ao meu redor queriam que esse ‘problema’ fosse embora”, disse, revelando uma suposta tentativa de fazê-la abortar. E seu pai ameaçou todos os envolvidos se alguém contasse a notícia na imprensa.

Jamie Spears então a tirou da escola na época para que a notícia da gravidez não vazasse.

“Meu pai e eu paramos de falar um com o outro e toda essa tensão foi terrível.”

Jamie Lynn Spears também assegurou, em outro fragmento do livro que muitas pessoas lhe disseram que ela era ‘muito jovem’ e que não sabia o que estava fazendo [em querer ter o bebê].

“Queriam fazer com que este problema desaparecesse… [me diziam] ‘existem comprimidos que pode tomar’… ‘podemos ajudá-la a resolver este problema’… ‘Conheço um médico’”, comentou, revelando algumas das ‘ofertas’ que recebeu.

“Todos tinham certeza de que desistir seria o melhor a fazer”, disse Jamie Lynn , acrescentando que seu pai e sua mãe Lynne Spears, tiraram dela seu telefone para que ea não contasse nada à irmã que estava esperando uma menina.

“Eu precisava dela [de Britney] mais do que nunca e ela não podia me ajudar em meu momento mais vulnerável”, escreveu a atriz em suas memórias. “Até hoje, a dor de não poder contar à minha irmã ainda persiste.”.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS
Faustão afirma que não guarda rancor da Globo
Luiza sabe o que Maurilio lhe diria se a visse sofrendo como está
Netflix lança primeiro trailer do documentário sobre Neymar

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!