Futebol às 18:00

HBO Max anuncia ‘Romário, O Cara’, série sobre o craque

Romário
Divulgação/HBO Max

A HBO Max anunciou, nesta segunda feira, dia 13 de dezembro, uma nova produção muito especial para os amantes de futebol. ‘ROMÁRIO, O CARA’ será uma série documental sobre um dos maiores jogadores da história do esporte e um de seus personagens mais vibrantes. Com seis episódios, a superprodução, com gravações realizadas em nove países, vai mostrar a trajetória do craque em busca do tetracampeonato na Copa do Mundo de 1994.

A história principal de ‘ROMÁRIO, O CARA’ começa em 1992, época que o jogador estava sendo contestado por conflitos com a comissão técnica, pois não aceitava ficar na reserva. Com isso, o astro acabou sendo deixado de lado em convocações seguintes, o que culminou em seu retorno triunfal no Maracanã, em 1993. A série segue até julho de 1994, quando o Brasil é campeão mundial e Romário eleito o melhor jogador do mundo. Entre os entrevistados estão Carlos Alberto Parreira, Bebeto, Pep Guardiola, Roberto Baggio, Mônica Santoro, ex-esposa de Romário, além de outras personalidades do futebol.

Na trama, vários segredos serão revelados, e a série mostrará muitas imagens inéditas. A partir da história principal, momentos de suas passagens pelo PSV e pelo Barcelona serão desvendados, assim como bastidores de conflitos pessoais do craque, como o sequestro de seu pai, às vésperas do Mundial de 1994.

“Romário é um jogador reconhecido internacionalmente por suas habilidades e especificamente no Brasil é tido como o herói da Copa do Mundo de 1994, garantindo ao Brasil uma conquista inédita. A HBO Max é a casa dos conteúdos icônicos, então nada mais natural para nós do que contar a história desse personagem icônico e histórico para o esporte brasileiro e mundial”, disse Tomás Yankelevich, Chief Content Oficcer, GE, da WarnerMedia Latin America.

‘ROMÁRIO, O CARA’, com direção de Bruno Maia, é uma produção WarnerMedia Latin America produzida pela Feel The Match e Kromaki para a HBO Max e tem lançamento previsto para o primeiro semestre de 2022.

MESSI SUPERA PELÉ?

A rodada de 07 de dezembro da UEFA Champions League marcou mais um recorde histórico. Com os dois gols na vitória do PSG sobre o Club Brugge, no Parc des Princes, Lionel Messi chegou a 758 gols na carreira como jogador de futebol e superou a marca Pelé em jogos oficiais, de acordo com o Rec. Sport Soccer Statistics Foundation (RSSSF). Somando todos os jogos, Pelé tem 1.283 gols na carreira. Entretanto, pelo critério de partidas oficiais, que é seguido pela RSSSF, o Rei “só” tem 757 gols, 643 pelo Santos, 77 com a seleção brasileira e mais 37 pelo Cosmos (EUA). Já Messi marcou 672 gols pelo Barcelona, 80 pela seleção da Argentina e, até a publicação desta matéria, seis com a camisa do Paris Saint-Germain.

Segundo a lista da RSSSF, para conseguir ser o maior artilheiro da história do futebol, Messi ainda precisa ultrapassar, de acordo com a lista da RSSSF, o austríaco Josef Bican, com 759 gols (os números dele são incertos, já que a Federação de Futebol Tcheca afirma ser 821 gols entre 1931 e 1955), o brasileiro Romário, com 762 gols, e o português Cristiano Ronaldo, que até o momento tem 801 gols.

Esta é a segunda vez que o argentino supera o brasileiro em contas semelhantes. Em dezembro do ano passado, quando ainda atuava pelo Barça, Messi passou a marca de Pelé como artilheiro de um único clube – de novo contando partidas oficiais. O Santos, porém, se pronunciou contra o recorde, já que o Rei fez 1.091 gols com a camisa alvinegra.

PELÉ TEM GOLS ‘ESQUECIDOS E DESCONSIDERADOS’

Há poucos meses, Pelé ainda tinha dez gols a mais em partidas oficiais, mas esses foram desconsiderados para a contagem. Um foi pela Seleção Militar, em 1959, e nove aconteceram pela Seleção de São Paulo, entre 1959 e 1962 – período em que ele defendia o Santos. A “revisão” retirou esses 10 gols, passou a considerar apenas gols oficiais por clubes (Santos e Cosmos) ou pelo Brasil.

Esse fato faz com que o ex-jogador do Barcelona, time que deixou este ano após 17 temporadas, também supere o Rei do Futebol como maior artilheiro de uma seleção sul americana, sendo 77 contra os atuais 79 do argentino. Caso os gols fossem validados, o craque argentino teria que marcar mais 16 gols para alcançar o nosso Rei

PRINCIPAIS NOTÍCIAS
Globo denuncia violência contra jornalistas
Jonathan Couto sofre acidente de carro
A Fazenda 13: MC Gui faz promessa ousada para chegar à final

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!