Futebol às 18:35

Messi está fora do Barcelona após 17 temporadas com o clube catalão

Foto de Lionel Messi sorrindo e segurando uma camiseta do Barcelona
Reprodução/Instagram

Acabou! Lionel Messi não joga mais com a camiseta do Barcelona, time o qual defendeu por 17 temporadas e atuou por quase 21 anos entre categorias de base e profissional. O comunicado oficial foi divulgado pelo próprio clube nesta quinta-feira, 5 de agosto, e pegou a muito de surpresa já que era certa a renovação do contrato.

Anteriormente, a imprensa internacional havia pontuado uma negociação com o camisa 10 que aceitaria redução salarial para renovar por mais cinco temporadas. No entanto, uma reviravolta veio com tudo, mudando os rumos da conversa.

Em nota, o Barcelona apontou obstáculos econômicos e estruturais na hora de assinar um novo vínculo com o craque argentino, que teve o último contrato encerrado no dia 30 de junho. O clube catalão precisaria reduzir sua folha salarial para não ultrapassar o limite imposto pela LaLiga (liga que organiza o Campeonato Espanhol).

Veja +: Messi usa plataforma e visibilidade para combater o racismo

Mas o que é exatamente o tal limite salarial da LaLiga? Bom, é um cálculo simples: o faturamento total menos os gastos do clube que não envolvem o time profissional de futebol. Ele é atualizado a cada seis meses e serve para que as equipes não gastem mais do que podem com seus elencos.

É por isso que Messi teria aceitado a redução no salário, assim o Barcelona poderia fazer negociações, contratar, realizar trocas.

Esse reajuste fez com que o limite do time baixasse quase 50%, indo de de 671,4 milhões de euros no início da temporada 2019/20 para 347 milhões (R$ 2,1 bilhões) no fim de 2020/21. Com o fraco faturamento diante da pandemia, o número será ainda mais baixo agora: cerca de 200 milhões de euros (R$ 1,2 bilhão) de acordo com o jornal The Guardian.

Maior jogador da história do Barcelona, Messi fez 672 gols em 778 jogos. Conquistou quatro títulos da Champions, três Mundiais e 10 Espanhóis, entre outros campeonatos. Seu último jogo com a camisa do Barça foi contra o Celta de Vigo.

Veja +: Messi presta homenagem a Maradona

Porém, ele não deve ficar “desempregado” por muito tempo. Tal situação abriu chance para outros grandes clubes terem Messi em seu elenco e dois nomes já aparecem no topo da fila: o britânico Manchester City e o francês Paris Saint-Germain, que já possui Neymar Jr. no quadro de jogadores.

VEJA O COMUNICADO NA ÍNTEGRA

“Apesar de ter chegado a um acordo entre o FC Barcelona e Leo Messi e com a clara intenção de ambas as partes de assinarem hoje um novo contrato, este não pode ser formalizado devido a obstáculos econômicos e estruturais (regulamento espanhol LaLiga).

Diante desta situação, Lionel Messi não continuará vinculado ao FC Barcelona. Ambas as partes lamentam profundamente que os desejos do jogador e do clube não possam ser finalmente atendidos.

O Barça agradece de todo o coração ao jogador a sua contribuição para a valorização da instituição e deseja-lhe o melhor na sua vida pessoal e profissional.”

Veja +: Ex-craque do Barcelona, Messi faz balanço do pó-pandemia

CONFIRA AS REAÇÕES DOS FÃS: