Futebol às 08:15

Messi supera Pelé em número de gols

Pelé e Lionel Messi

Foto: Divulgação

A rodada de terça-feira, 07 de dezembro, da UEFA Champions League marcou mais um recorde histórico. Com os dois gols na vitória do PSG sobre o Club Brugge, no Parc des Princes, Lionel Messi chegou a 758 gols na carreira como jogador de futebol e superou a marca Pelé em jogos oficiais, de acordo com o Rec. Sport Soccer Statistics Foundation (RSSSF). Somando todos os jogos, Pelé tem 1.283 gols na carreira. Entretanto, pelo critério de partidas oficiais, que é seguido pela RSSSF, o Rei “só” tem 757 gols, 643 pelo Santos, 77 com a seleção brasileira e mais 37 pelo Cosmos (EUA). Já Messi marcou 672 gols pelo Barcelona, 80 pela seleção da Argentina e, até a publicação desta matéria, seis com a camisa do Paris Saint-Germain.

Segundo a lista da RSSSF, para conseguir ser o maior artilheiro da história do futebol, Messi ainda precisa ultrapassar, de acordo com a lista da RSSSF, o austríaco Josef Bican, com 759 gols (os números dele são incertos, já que a Federação de Futebol Tcheca afirma ser 821 gols entre 1931 e 1955), o brasileiro Romário, com 762 gols, e o português Cristiano Ronaldo, que até o momento tem 801 gols.

Esta é a segunda vez que o argentino supera o brasileiro em contas semelhantes. Em dezembro do ano passado, quando ainda atuava pelo Barça, Messi passou a marca de Pelé como artilheiro de um único clube – de novo contando partidas oficiais. O Santos, porém, se pronunciou contra o recorde, já que o Rei fez 1.091 gols com a camisa alvinegra.

Veja +: Pelé volta ao hospital após cirurgia no cólon

PELÉ TEM GOLS ‘ESQUECIDOS E DESCONSIDERADOS’

Há poucos meses, Pelé ainda tinha dez gols a mais em partidas oficiais, mas esses foram desconsiderados para a contagem. Um foi pela Seleção Militar, em 1959, e nove aconteceram pela Seleção de São Paulo, entre 1959 e 1962 – período em que ele defendia o Santos. A “revisão” retirou esses 10 gols, passou a considerar apenas gols oficiais por clubes (Santos e Cosmos) ou pelo Brasil.

Esse fato faz com que o ex-jogador do Barcelona, time que deixou este ano após 17 temporadas, também supere o Rei do Futebol como maior artilheiro de uma seleção sul americana, sendo 77 contra os atuais 79 do argentino. Caso os gols fossem validados, o craque argentino teria que marcar mais 16 gols para alcançar o nosso Rei Pelé.

BOLA DE OURO PELA SÉTIMA VEZ

No último dia 28 de novembro, Lionel Messi foi eleito pela France Football como o melhor jogador do mundo em 2021. O jogador argentino conquistou sua sétima Bola de Ouro na carreira. Ele se tornou o maior vencedor da premiação e levou o título também em 2019, quando foi realizada a última votação. Em 2020, a eleição ficou suspensa por causa da pandemia da Covid-19.

O maior concorrente do atacante do Paris Saint-Germain neste ano foi o polonês Robert Lewandowski, que ficou com a segunda posição e com o prêmio de melhor atacante do ano. O mais bem colocado entre os brasileiros foi, mais uma vez, Neymar. O atacante da seleção brasileira ficou na 16ª colocação entre 30 nomes selecionados.

A escolha do melhor jogador do mundo da revista francesa acabou no dia 24 de outubro e foi feita por 180 jornalistas do mundo todo convidados a votar por e-mail.

Alguns dos critérios de desempenho, segundo a própria France Football, são desempenho individual e da equipe no ano de referência 2021, além do talento do jogador como um todo e o desempenho geral ao longo da carreira.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS
Ex-BBB Jéssica Mueller lança grife inclusiva
Paolla Oliveira dá exemplo ao chegar em um evento usando máscara
Zé Felipe e Virgínia vão estear como apresentadores da MTV, saiba mais!

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!