Gravidez às 04:05

Rafa Brites pede um olhar diferente para as gestantes

rafa brites montagem instagram

Rafa Brites fala sobre gravidez (Foto: Reprodução Instagram)

Grávida de seu segundo filho e esperando a chegada de Leon, fruto do relacionamento com o apresentador Felipe Andreoli, Rafa Brites usou seu perfil no Instagram para postar um vídeo que serve como motivacional e, ao mesmo tempo, um pedido especial no tratamento com as gestantes. A jornalista usou sua situação para declarar que cada mulher tem uma gravidez diferente e que mesmo sendo um momento muito especial, nem todas conseguem encarar os 9 meses de uma maneira tão tranquilo.

“Vamos falar a real sobre gravidez? Começa que não existe ‘a’ gravidez. Existe cada mulher diferente, existe cada corpo diferente… Cada gravidez é uma gravidez, só que a sociedade assume que, já que você está carregando uma vida e foi abençoada – algo que de fato fui porque queria muito esse filho – isso traz a mulher automaticamente para um sentimento de deusa, conquistadora, poder. Não, não me traz. No momento eu estou, que mal consigo sair da cama. Na minha primeira gravidez, após a 14ª semana eu comecei a me sentir maravilhosa até o final, até começar a amamentação. Talvez algumas mulheres se sintam maravilhosas os 9 meses”, disse.

Rafa revelou todos os seus medos e aflições que viveu e vive na gestação e pede para que as pessoas aceitem e entendam a mudança de comportamento das mulheres nesta situação.

“Dentro da minha família, somos em três irmãs. Uma irmã teve uma gravidez e amamentação incrível, eu tenho as minhas questões, e a minha outra irmã não quer engravidar e a gente precisa respeitar. Existem frases como: ‘gravidez não é doença’, tiram totalmente o crédito das nossas emoções, do que estamos sentindo. Desculpa, mas gravidez é um medo, e olha que eu sou uma pessoa com estrutura familiar, médica, e eu me cago de medo o tempo inteiro, tanto na primeira gravidez como agora. Todas as complicações que podem existir.

É um momento que precisa validar o sentimento das mulheres e, da forma que é construída a nossa sociedade, ninguém percebe que é uma montanha russa de sentimentos, de hormônios e temos que nos solidarizar com essas mulheres.”

Ela também atacou de conselheira: “Vamos começar a tirar a gravidez de uma forma global. Cada mulher vai passar de uma maneira diferente. Se você conhecer alguém que está gravida, pergunte profundamente como ela está em relação ao seu corpo, ao seu comportamento. Eu, por exemplo, sou a pessoa mais de boa do mundo com relação a ciúmes. Mas quando fico grávida fico totalmente insegura. Se acontecer alguma coisa eu estou grávida e nem posso sair por aí, fazendo farra, sei lá.

Acho importante eu vir aqui em momentos de vulnerabilidade para que as pessoas vejam que não é sempre que está legal, não é sempre que está fácil, e não posso me sentir culpada por isso. Recebi centenas de mensagens de mulheres dizendo que estão se sentindo cansada, sem vontade de sair da cama…”

Por fim, a mãe do Rocco fez um apelo geral para maridos, parentes, filhos, mães… enfim todos que convivem com uma grávida.

“Suplico que a gente valide o sentimento das mulheres. Que a gente de espaço para essas mulheres poderem falar sobre seus sentimentos, porque a gente se sente um ET. É um estado de graça, mas nem todo mundo vê essa graça.”

Veja+

Rafa diz que Rocco está amando a gravidez dela

Saiba como Rafa Brites contou para Felipe Andreoli que estava grávida