Hospital às 11:46

Claudia Rodrigues terá 2ª dose da Pfizer antecipada

Claudia Rodrigues em hospital

Reprodução/Instagram

Adriane Bonato, empresária de Claudia Rodrigues, atualizou os fãs a respeito do estado de saúde da atriz, que se encontra internada no Hospital Israelita Albert Einstein desde o último dia 9 de julho.

De acordo com Adriane, os médicos decidiram por continuar com a suspensão do medicamento Ocrevus, voltado para combater a esclerose múltipla, e antecipar a 2ª dose da vacina da Covid-19. Na quinta-feira (16), a empresária havia dito que ocorreria o contrário.

“Mudanças de planos, vamos antecipar a vacina para depois voltar com o Ocrevus daqui três meses”, contou a empresária.

“A gente estava aguardando sair todos os resultados dos exames da Claudia pra decidir o melhor caminho a seguir. Nós suspendemos a aplicação do Ocrevus (medicamento) hoje, porque além de todos os riscos que ela correria, ela também perderia imunização da Covid. Por isso nós estamos optando em antecipar a segunda dose da vacina da Pfizer, pra depois fazermos o Ocrevus daqui a três meses. E pra ter mais segurança e esperar pra fazer essa dose da medicação, ela vai tomar outra medicação também americana, a Midodrine, que serve pra estabilizar sua ‘desautonomia’ e assim evitar quedas e surtos até que ela possa tomar o Ocrvus”, explicou a empresária.

Adriane Bonato também falou da dor no braço que causou febre alta na atriz. “Quanto à dor no braço direito dela, foi descoberta uma inflamação bem acentuada, por conta de uma ruptura parcial do tendão, que causou a febre alta que ela teve. Optamos por fazer a infiltração no braço dela pra fazer a fisioterapia depois e tentar recuperar o tendão. Caso não recupere, ela terá que fazer uma cirurgia para costurar o tendão. Ela está passando muito bem, graças a Deus. Agradeço as mensagens de carinho e força neste momento”, finalizou.

Claudia foi hospitalizada após apresentar confusão mental, cefaleia e dormência nos membros direitos do corpo. A comediante faz uso de uma medicação importada a cada seis meses e, em junho, ela fez uma pausa no tratamento para poder tomar a primeira dose da vacina da Covid-19.

Na tarde desta quinta-feira, 15 de julho, Adriane Bonato, empresária de Cláudia Rodrigues, gravou um vídeo para pedir orações pela atriz e fez um desabafo preocupante.

“Vim aqui fazer uma denúncia, a vacina da Pfizer ela pode ser tomada num intervalo num intervalo de três semanas e o máximo três meses. Não vim falar de política. Eu não sou PT, eu não sou Bolsonaro. Eu sou brasileira. Eu só queria que respeitassem a gente. Se tivessem escolhido três semanas, ela já estaria imunizada. Ela não estaria passando por tudo o que ela está passando, gente! Amanhã ela vai tomar a medicação da esclerose e a gente não sabe o que vai acontecer. Amanhã vamos estar juntos em oração, por favor”, afirmou.