Hospital às 15:50

Papa Francisco tem alta hospitalar após passar por cirurgia

Foto do Papa Francisco durante pronunciamento

Papa Francisco deve ficar em repouso mais alguns dias (Foto: Reprodução/Instagram)

Papa Francisco, de 84 anos, recebeu alta nesta quarta-feira, 14 de julho, depois de passar por uma colectomia (cirurgia para retirar parte do cólon). O pontífice ficou 10 dias internado na Policlínica Universitária Agostino Gemelli, localizada em Roma, capital italiana.

Essa foi a primeira hospitalização de Francisco desde que assumiu a liderança da Igreja Católica, em 2013, nom

Na última segunda-feira, 12 de julho, o Vaticano informou que o Papa permaneceria no hospital por mais alguns dias, mas sem especificar quantos, para ajustes na medicação e na reabilitação.

Veja +: Fátima Bernardes critica Papa Francisco e o compara com Jair Bolsonaro

“Agradeço a todos que estiveram próximos de mim com a oração e o carinho durante os dias de hospitalização. Não nos esqueçamos de rezar pelos doentes e por aqueles que os assistem”, escreveu ele nas redes sociais, grato.

No domingo, 11 de julho, ele fez uma aparição para o público pela primeira vez desde a cirurgia, realizando a sua oração semanal da varanda do 10º andar da Policlínia Universitária.

No entanto, o argentino terá mais várias semanas de descanso a fim de se recuperar da intervenção médica antes de começar a viajar novamente, em setembro. Em março, em sua primeira viagem desde o início da pandemia, ele fez uma visita histórica ao Iraque.

É previsto que o Papa Francisco visite a Hungria e a Eslováquia e, em novembro, a Escócia, para participar da conferência do clima (a COP26), Malta Chipre.

Momento religioso

Após a alta e antes de retornar ao Vaticano, o Papa parou para orar na Basílica de Santa Maria Maggiore, em Roma. Esse é um hábito de Francisco no final de cada viagem ao exterior, para agradecer à Nossa Senhora. Horas depois, o Vaticano divulgou foto do pontífice na basílica, em frente à imagem da Virgem Maria.

Veja +: Xuxa celebra a defesa de Papa Francisco pela união de pessoas LGBTQIA+

Internação

O Papa Francisco foi internado no dia 4 de julho para uma cirurgia no intestino grosso com o intuito de reparar uma estenose diverticular (estreitamento) do cólon, que dificulta a passagem das fezes. O problema, que é mais comum em pessoas mais velhas, causa dor e inchamento, inflamação e dificuldade nos movimentos intestinais.

Exames confirmaram a estenose diverticular grave no cólon, com sinais de uma diverticulite esclerosante. Isso ocasiona a aparição de “saquinhos” na parede dos tubos do intestino, que surgem principalmente pelo enfraquecimento natural dos tecidos.

Essas “bolsas” são os divertículos, e a diverticulite é a inflamação dessas protuberâncias. O quadro pode ser tratado com remédios, porém, quando há sangramento do intestino é preciso submeter o paciente a uma cirurgia.

Veja +: Rodrigo Santoro tem encontro emocionante com Papa Francisco