Hospital às 13:52

Sem previsão, médicos estudam estratégia para a alta de Mingau

Mingau, na cozinha, sorridente
Foto: Reprodução Instagram @ngaultraje

Internado desde o dia 3 de setembro, Mingau está apresentando sinais de melhora e tem sua alta estudada pelos médicos, segundo boletim médico. O baixista da banda Ultraje a Rigor foi baleado na cabeça, em Paraty, no Rio de Janeiro, no dia 02 de setembro e se recupera desde então.

“O paciente Rinaldo Amaral (Mingau) segue internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital São Luiz, com quadro estável e resposta clínica satisfatória ao tratamento. A equipe está traçando, juntamente com a família, a estratégia para desospitalização. Ainda não há previsão de data”, iniciou o boletim.

A desospitalização significa a humanização do tratamento depois que o paciente recebe alta e segue os cuidados em casa. Mingau vem apresentando sinais de melhora nas últimas semanas e a família segue na torcida pela alta do músico.

“Do ponto de vista neurológico, nota-se a evolução lenta e gradual, com interação por meio de movimento dos olhos e reação a estímulos. O paciente está sem sedação e apresenta boa evolução do quadro respiratório”, finalizou. 

Caso Mingau

Duas semanas atrás, a Polícia Militar prendeu, Pablo William da Silva Mostarda, de 29 anos. Ele é considerado um dos suspeitos envolvidos no ataque contra o baixista da banda Ultraje a Rigor, na madrugada do dia 2 de setembro.

Pablo foi localizado em uma residência na Estrada do Barreiro, Estoril, após a Polícia Militar receber uma denúncia anônima. Durante a prisão, uma arma de fogo foi apreendida, levantando suspeitas de que ela possa ter sido utilizada no ataque contra Mingau no mês passado.

Das cinco pessoas suspeitas de estarem envolvidas na tentativa de homicídio, quatro já foram presas, restando apenas um suspeito, Hiago, a ser capturado ainda.

Notícias Relacionadas