LGBTQIA+ às 19:33

Saiba mais sobre ‘Drag Me As A Queen Celebridades’, do E! Entertainment

rita von hunty, ikaro kadoshi e penelopy jean montadas posando para o drag me as a queen celebridades

Divulgação/E! Entertainment

Penelopy Jean, Ikaro Kadoshi e Rita Von Hunty estão de volta para conduzirem mulheres a encontrarem suas divas interiores em “Drag Me As A Queen Celebridades”, spin off da série de sucesso do E!.

Com estreia marcada para terça-feira, 21 de setembro, às 22h50, o primeiro reality show da América Latina apresentado por drag queens vai emocionar e divertir a audiência com boas histórias, alto-astral e, claro, muito brilho!

De acordo com release enviado à imprensa, neste spin off, a cortina do palco dourado vai se abrir para que Rita, Penelopy e Ikaro recebam mulheres famosas para passar por uma transformação que vai muito além da aparência.

Com uma escuta amorosa e falas encorajadoras, o trio vai trazer à tona um lado das celebridades que a fama não mostra. Com os toques das drags, as participantes do reality – ou “queens”, como são chamadas – adquirem segurança e autoconfiança para libertarem suas divas interiores!

Veja+: Pabllo Vittar e Luísa Sonza vão apresentar reality show LGBTQIA+

SAIBA MAIS DETALHES DA ATRAÇÃO

A primeira temporada de “Drag Me As A Queen Celebridades” chega com oito episódios. Cada um, com uma hora de duração, traz a transformação interior de uma celebridade. Primeiro as drags recebem as “queens” para um bate-papo.

Depois, elas passam pela iniciação, que é a escolha do nome de sua drag. A partir daí, o trio desvenda como será o figurino da “queen” e dá dicas de coreografia para começar a ferveção. Depois, é hora de caprichar no carão com uma maquiagem poderosa.

Após passar por todas as etapas dessa jornada, a “queen” recebe palavras de empoderamento e autoconfiança para revelar sua drag e começar a lacração, se apresentando no palco esbanjando cor, luz, amor-próprio e autoestima. O reality show mostra questões pertinentes a todas as mulheres, independentemente da fama, criando empatia e identificação da audiência que vai se divertir e se emocionar a cada transformação.

Outro diferencial de “Drag Me As A Queen Celebridades”é a trilha sonora. Todas as performances desta temporada são com músicas brasileiras que vão do samba ao pop em uma homenagem a artistas como Beth Carvalho, Iza e Gloria Groove.

O figurino também está mais “high fashion”, com base na alta costura de designers como Alexander McQueen e Jean Paul Gaultier e também mais temático, seja nas cores, nas formas, nos materiais e nas inspirações que passam por ícones como Madonna, Almodóvar e até Elvira, a Rainha das Trevas! Estilistas como Walério Araújo e Edson Fabrício assinam os figurinos desta temporada.

Veja+: Xuxa Meneghel volta à Globo e vai comandar RuPaul’s Drag Race Brasil

Conheça as celebridades que vão passar pelo palco dourado nesta primeira temporada:

  • • Gretchen (cantora) – Maria Odete Brito de Miranda Marques começou a carreira no final dos anos 1960 com o grupo As Melindrosas, formado pelas irmãs Sula, Yara e a prima Paula. Logo depois, lançou a carreira solo, adotando a persona que seria ecoada por gerações: Gretchen! O nome foi inspirado no filme “Aleluia, Gretchen”, de 1976. Gretchen logo virou a queridinha dos programas de TV e lançou hits como “Conga Conga Conga”, “Melô do Piripipi” e “Je Suis la Femme”.
  • • Karin Hils (cantora e atriz) – Karin começou sua carreira no grupo Rouge e ganhou notoriedade com sua voz e interpretação poderosas. Musa do teatro musical, já interpretou Donna Summer na peça em homenagem à cantora e viveu Deloris, personagem principal do musical “Mudança de Hábito” no Brasil.
  • • Lellê (atriz e cantora) – Lellê apareceu para o público como Lellezinha, a única menina a integrar o Dream Team do Passinho. Com o sucesso do grupo, Lellê se apresentou com o Dream Team em grandes eventos, até mesmo ao lado de artistas como Alicia Keys e Ricky Martin. Como atriz, fez trabalhos em novelas, séries e filmes com grande destaque.
  • • Maria Eugênia Suconic (apresentadora) – Mais conhecida como Mareu, Maria Eugênia é apresentadora de TV. Sua carreira, no entanto, começou longe das telas, como produtora de moda, hostess de casas noturnas e grandes eventos como o São Paulo Fashion Week.
  • • Maria Rita (cantora) – Virginiana nata, Maria Rita assume que tudo que faz, gosta de fazer bem-feito. Por ser filha de Elis Regina e César Camargo Mariano, ela ouviu desde cedo que tinha o dever de cantar, mas resistiu durante algum tempo. Porém, logo na primeira participação no Grammy Latino, Maria Rita venceu as categorias Revelação do Ano, Melhor Álbum de MPB e Melhor Canção em Português (“A Festa”).
  • • Nicole Bahls (modelo) – Quem vê Nicole hoje com mais de seis milhões de seguidores no Instagram, não imagina que ela seja natural de Grandes Rios no Paraná, uma cidade com cerca de seis mil habitantes. Ao participar de programas de auditório, Nicole ganhou fama não só por sua beleza, mas também pelo seu jeito espontâneo de ser.
  • • Preta Gil (cantora) – Preta Gil cresceu no maravilhoso mundo da tropicália: junto ao pai Gilberto Gil, amadrinhada por Gal Costa e acordando com Caetano Veloso na sala de estar. Preta, no entanto, só deu início a carreira musical aos 29 anos. Seu primeiro disco, “Prêt-à-Porter” (2003) trazia na capa seu corpo nu e, em consequência dos moldes sociais, muito da atenção que devia ter sido direcionada à música, teve destino ao seu corpo. Não foi fácil, mas Preta enfrentou os haters e se tornou uma referência no combate aos conflitos femininos relacionados com o corpo.
  • • Renata Kuerten (modelo e apresentadora) – Renata Kuerten é uma modelo reconhecida internacionalmente e apresentadora de TV. Quem vê seu sucesso hoje, não imagina que aos dez anos, ela era uma menina da zona rural de Braço do Norte, cidade de 30 mil habitantes no interior de Santa Catarina.

Veja+: Ex-BBB João Luiz realiza montação como drag queen. Confira!

Conheça as protagonistas:

Ikaro Kadoshi é a drag queen de Tiago Liberato, que nasceu na cidade de São José dos Campos, São Paulo. Aos 19 anos descobriu a arte de maquiar-se, personificar personagens de cinema, e o mundo da androginia. No ano 2000, nasce Ikaro Kadoshi. Ikaro vem do seu amor pela mitologia grega.

Kadoshi em hebraico quer dizer “o santo”. Criando shows e personagens únicos ao longo dos últimos anos, Ikaro Kadoshi se tornou um ícone no mundo andrógino. Graças a este estilo consolidou sua fama por todo o Brasil e por vários países do mundo, sendo um dos poucos artistas do cenário LGBTQIA+ do Brasil a ter uma carreira internacional consolidada.

Penelopy Jean nasceu na noite paulistana por acaso e hoje brilha como performer, hostess e dj nas melhores boates e festas LGBTQIA+s de todo o Brasil. É viciada em make up, glamour, salto alto e perucas front lace. Penelopy também é conhecida como uma das melhores covers/sósias da cantora Lady Gaga do mundo.

Sua semelhança física e de performance impressionou até mesmo a própria cantora, que a segue no Twitter e já postou foto dela em sua página oficial do Facebook. Penelopy é a drag queen de Renato Ricci, que nasceu em Poços de Caldas, Minas Gerais.

Rita Von Hunty é a drag queen de Guilherme Terreri. Formado em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Guilherme é professor de Língua e Literatura Inglesa, natural de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. No carnaval de 2013, decidiu dar vazão à sua veia artística ao ir caracterizado como Rita Von Hunty em uma festa. Em 2015, fez shows na maior festa drag de São Paulo e em programas de TV. Rita tem um canal no Youtube, o Tempero Drag.

Veja+: Fenômeno: Pabllo Vittar se torna a Drag mais seguida no mundo

BUSCANDO DIVERSIDADE

“Drag Me As A Queen Celebridades” é uma produção da NBCUniversal em parceria com a Movioca. O reality show reafirma o compromisso do E! Entertainment com a diversidade, a equidade e a inclusão, pilares da NBCUniversal e da campanha VOZES DO E!.

Com a campanha, iniciada em 2019, o canal se compromete a investir em produções nacionais e em artistas locais, dando voz a todos os indivíduos, especialmente às mulheres, independentemente de cor, idade, gênero e padrões de beleza.

Fazem parte desta iniciativa séries como “Beleza GG”, “Born to Fashion”, “Juju Boot Camp”, “Os Szafirs” e “Luana É de Lua”, além da franquia “Drag Me as a Queen”. As ações da campanha vão além do canal linear, chegando também às plataformas digitais em projetos como “Histórias Inspiradoras” e “Feras do E!”.

Ainda este ano, o E! vai estrear o documentário VOZES, que vai mostrar representação das mulheres nas telas e como isso reflete sua representatividade na sociedade.

Não perca a estreia de “Drag Me As A Queen Celebridades” na terça-feira, 21 de setembro, às 22h50, com episódio dedicado à cantora Maria Rita. O primeiro episódio também poderá ser conferido na íntegra no Facebook do @eonlinebrasil.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS:

Youtuber morre ao cair de prédio abandonado durante gravação de vídeo

A Fazenda 13: Reality estreia com cutucada de Galisteu na concorrência

Maitê Proença comenta boatos de namoro com Adriana Calcanhotto

Glória Menezes chora de saudades de Tarcísio Meira

Fair play! Marcos Mion manda mensagem para Adriana Galisteu na estreia de A Fazenda