Morte às 16:10

Atriz e modelo russa de 24 anos é encontrada morta na Índia

Alexandra Djavi

Reprodução/Instagram

A atriz e modelo russa Alexandra Djavi foi encontrada morta em seu apartamento em Goa, na Índia, em uma suspeita de suicídio. A polícia começou uma investigação sobre a morte da atriz, mas acredita que ela tirou a própria vida.

Apesar da maior hipótese ser de suicídio, a polícia ouviu um depoimento do namorado da vítima. “Quando o namorado dela chegou em casa, ele encontrou a porta principal trancada por dentro e nenhuma resposta da falecida”, disse um policial ao Times of India.

Agora, a polícia local está esperando a autorização do Consulado Russo antes de realizar uma autópsia no corpo.

Vizinhos da modelo afirmavam que ela sofria de depressão, após o término do namoro.

Vale lembrar que, em 2019, Djavi registrou uma queixa de assédio sexual contra um fotógrafo de Chennai, no leste da Índia. “Após uma investigação preliminar, a polícia de Chennai encontrou evidências suficientes prendê-lo”, disse uma fonte na época.

Agora, a polícia de Chennai afirmou que ajudaria os policiais de Goa com quaisquer detalhes de 2019, caso seja necessário.

Índices de Suicídio

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o suicídio continua sendo uma das principais causas de morte em todo o mundo, segundo o relatório “Suicide worldwide in 2019”, divulgado em junho.

Todos os anos, mais pessoas morrem como resultado de suicídio do que HIV, malária ou câncer de mama – ou guerras e homicídios. Em 2019, mais de 700 mil pessoas morreram por suicídio: uma em cada 100 mortes, o que levou a OMS a produzir novas orientações para ajudar os países a melhorarem a prevenção do suicídio e atendimento.

“Não podemos – e não devemos – ignorar o suicídio. Cada um deles é uma tragédia. Nossa atenção à prevenção do suicídio é ainda mais importante agora, depois de muitos meses convivendo com a pandemia de COVID-19, com muitos dos fatores de risco para suicídio – perda de emprego, estresse financeiro e isolamento social – ainda muito presentes. A nova orientação que a OMS lança hoje fornece um caminho claro para intensificar os esforços de prevenção do suicídio”, afirmou Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde.

Entre os jovens de 15 a 29 anos, o suicídio foi a quarta causa de morte depois de acidentes no trânsito, tuberculose e violência interpessoal.

CVV – Centro de Valorização à Vida

O Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Ligue 188.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS

Gil do Vigor se declara para William Bonner, ao vivo, no ‘Jornal Nacional’

Mãe de Paulo Gustavo é pura emoção no ‘Criança Esperança’

Yugnir pede desculpas para Mirela Janis

Batoré pede fechamento do Congresso

Na contramão dos outros, Paula Fernandes confirma presença no disco de Sérgio Reis