Morte às 09:39

Morre a atriz Mila Moreira, aos 72 anos

Mila Moreira sorridente
Foto: Divulgação TV Globo

Morreu na madrugada desta segunda-feira, 06 de dezembro, a atriz e ex-modelo Mila Moreira. De acordo com o hospital CopaStar, no Rio de Janeiro, ela estava internada por lá, mas não foram divulgados nem o motivo nem a causa morte da atriz, que tinha 72 anos.

A carreira de sucesso de Mila começou aos 14 anos como modelo. Ela foi a primeira modelo a entrar para o mundo da atuação, participando de novelas como “Marrom Glacê”, “Plumas e Paetês”, entre outras 28 novelas e minisséries da TV Globo.

SÍNDROME DO PÂNICO NO PASSADO

Depois de passar alguns anos longe das telinhas, Mila Moreira voltou a mostrar o talento que possui, para a atuação, na pele da personagem Gigi, em A Lei do Amor, atual novela das 21h da Globo, em 2016. Na época, numa conversa com o jornalista Bruno Astuto, colunista da revista Época, a artista falou um pouco sobre o trabalho que está fazendo. 

“A Gigi é uma sobrevivente, sempre se virou sozinha. Não é má, é esse tipo de personagem que movimenta a trama, que faz a história acontecer. A vida do Tony Ramos, por exemplo, não daria enredo de folhetim: é um cara incrível, correto. O mundo é feito de gente desencontrada, a vida é feita de conflitos, que, claro, têm de dar certo, no final, para termos esperança na vida”, chegou a declarar ela, visivelmente feliz, com o fato de estar de volta à televisão, antes de relembrar um pouco do que viveu, quando era modelo. 

“Minha mãe era contra. Meu pai, que era português, não se importava. Naquela época, ninguém entendia muito bem essa profissão, não era como é hoje. Com o tempo, quando comecei a viajar pelo mundo, minha mãe foi entendendo e vendo que era coisa séria. Fui modelo da Rhodia, que era como ser uma Angel da Victoria’s Secret. Viajava muito, tinha até fã-clube, e iam me receber no aeroporto com faixas com meu nome. Pena que não se ganhava tanto dinheiro como hoje”, afirmou a atriz. 

Ainda durante o papo, Mila comentou sobre a síndrome do pânico, transtorno de ansiedade com o qual convive, desde a infância. 

“Eu menina, com sete, oito anos de idade, ainda no colégio interno, tinha crises, suava muito, achava que ia morrer. Foi braba a minha infância por causa disso. Sou muito c***** para me matar, mas tiveram dias em que entrava no avião e queria que ele caísse, de tão cansada que estava. Cheguei a pesar 48 quilos. Só quem passou por isso sabe o que é. Há 30 anos estou medicada, bem, e falo isso com a boca cheia, para alertar as pessoas: estou muito mais feliz e leve”, falou a artista, sobre tal assunto, esbanjando tranquilidade e simpatia. 

PRINCIPAIS NOTÍCIAS
A Fazenda 13: Direção tenta disfarçar, mas cigarro vira briga no confinamento
Adele x Taylor Swift, uma batalha por números nas redes sociais
Irmão de Marília Mendonça pensou em abandonar a música após a morte da cantora

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!