Morte às 08:00

Sinéad O’Connor culpa governo irlandês pela morte do filho

Reprodução

Sinead O’Connor identificou formalmente o corpo de seu filho de 17 anos, Shane O’Connor, que foi encontrado morto após desaparecer, depois de sua saída de um hospital psiquiátrico.

A cantora de 55 anos revelou via Twitter que ‘nunca perdoará’ o governo irlandês pelo suicídio de seu filho adolescente.

Ela alega que Shane teve permissão para deixar o hospital, mesmo que ainda estava sob ‘vigilância do suicídio’. Já o hospital assegura que o garoto teria fugido da instituição.

Agora Sinead está culpando o serviço de saúde irlandês HSE e a agência infantil e familiar Tusla por terem liberado o menino embora ele ainda estivesse com pensamentos suicidas.

Ela escreveu no Twitter: “Agora, Tusla quer discutir comigo um comunicado à mídia… sem dúvida querendo que eu me junte aos esforços deles para fazer com que a morte do meu filho pareça que não foi pelas mãos do Estado irlandês”, afirmou.

Veja+: Sinéad O’Connor gostaria de ajudar pacientes terminais

“Tusla e HSE divulgam declaração desonesta em resposta a questionamentos internacionais. Um monte de mentiras, recusas em aceitar responsabilidades. Expressas como sempre na preocupação onipotente e falsa que afirmam ter pela privacidade das crianças que morrem sob sua guarda. Vou reservar um tempo privado agora para lamentar meu filho. Quando estiver pronta, contarei exatamente como o Estado irlandês nas formas ignorantes, más, egoístas e mentirosas de Tusla e o HSE possibilitaram e facilitaram sua morte (…) E qualquer declaração de Tusla sugerindo que eles:
a) fizeram o melhor
b) se importaram ou
c) sentiram as mais profundas simpatias por qualquer um aqui, exceto por seus advogados, é uma armadilha de merd* que matou muitas crianças”, apontou a cantora dolorida pela morte do filho.

A cantora também é mãe de Jake, Róisin e Yeshua Francis O’Connor.

Veja+: Sinéad O’Connor vai se afastar para cuidar da saúde

Shane, que era filho da cantora com o ex-companheiro, o cantor de folk Donald Lunny, tinha pensamentos suicidas.

“Meu lindo filho Nevi’im Nesta Ali Shane O’Connor, luz da minha vida, decidiu encerrar sua luta terrena hoje e agora está com Deus”, escreveu a cantora nas redes. “Que ele descanse em paz e ninguém siga seu exemplo. Meu bebê, eu te amo muito. Por favor, fique em paz”.

No dia do desaparecimento do filho, Sinéad O’Connor escreveu a seguinte mensagem nas redes. “Sua vida é preciosa. Deus não criou aquele lindo sorriso em seus olhos à toa. Meu mundo vai entrar em colapso sem você” e continuou: “Você é meu coração. Por favor, não pare de bater, não se machuque”.

NOVO ÁLBUM

Em junho do ano passado, a cantora anunciou o lançamento de um novo álbum, seu primeiro material depois de oito anos de ausência. Ela vai lançar o álbum “No Veteran Dies Alone” no começo de 2022. Sinead compartilhou alguns detalhes do novo trabalho, revelando que terá sete músicas.

O CD será produzido pelo músico David Holmes – que anteriormente trabalhou sua mágica nos álbuns do Primal Scream e Noel Gallagher. Ele também juntou a grande voz irlandesa à sua grande coleção. A data de lançamento exata e as músicas ainda serão reveladas, de acordo com Sinéad.

O álbum surgiu depois da cantora de 54 anos admitir recentemente que tinha sentimentos divididos sobre a possibilidade de se aposentar.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS
BBB22: Boninho entrega número de participantes do reality
Arthur Picoli reclama de conta de luz
Sem pensão, fFilha de André Gonçalves trabalha como modelo

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!