Música e Shows às 12:28

Bruna Lombardi curte show de Caetano, após mansão ser invadida

Fotomontagem de Caetano Veloso e Bruna Lombardi em show da turnê "Transa"
Foto: Andy Santana/Brazil News/Montagem

Conforme OFuxico noticiou, na noite do último domingo, 19 de novembro, a atriz Bruna Lombardi teve sua luxuosa mansão no bairro nobre do Morumbi, Zona Sul de São Paulo, invadida por ladrões. A atriz, casada com o também ator Carlos Alberto Riccelli, não estavam no local durante o crime.

A ação, no entanto, não deu certo para os bandidos, já que a Polícia Militar conseguiu prender três suspeitos com idades de 26, 27 e 30 anos. Eles foram detidos sob acusações de furto à residência, receptação de veículo e associação criminosa. Os pertences roubados do local foram recuperados. As informações são do G1.

Uma semana depois que o crime aconteceu, a artista fez uma rara aparição durante a apresentação com ingressos esgotados, do cantor Caetano Veloso, no Espaço Unimed, em São Paulo, na qual o astro apresenta canções do álbum “Transa”.

Bruna curtiu a apresentação bastante sorridente enquanto escutava os maiores sucessos do cantor na própria voz de Caetano, esbanjando muita alegria. Lombardi estava com uma blusa colorida e chapéu, enquanto Veloso usava uma camisa vermelha e uma calça azul.

Relembre detalhes do roubo

Os vizinhos alertaram a polícia após notarem um indivíduo com “atitude suspeita” estacionando um carro em frente à residência da atriz. Ao chegarem ao local, os policiais constataram que o veículo possuía placa adulterada e era fruto de roubo.

O suspeito foi detido e confessou sua participação no roubo à residência. No veículo apreendido, as autoridades ainda encontraram uma pistola calibre 380 e objetos pertencentes a Bruna Lombardi. Enquanto isso, os outros dois ladrões tentavam fugir em outro veículo da mansão, mas, ao avistarem a polícia, abandonaram o carro e seguiram a pé, mas foram capturados.

De acordo com Secretaria da Segurança Pública (SSP), os três criminosos foram conduzidos à delegacia pela Polícia Militar e o caso foi registrado no 89º Distrito Policial (DP), Portal do Morumbi, e foram acusados de furto à residência, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, receptação de veículo, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, localização e apreensão de veículo e associação criminosa.

Vale lembrar que há cinco anos, a mesma residência foi invadida por sete assaltantes armados, que renderam um vigia e roubaram os pertences do casal. Na ocasião, os criminosos fugiram com os bens e não foram capturados.