Música às 09:30

‘Pantanal’ faz a música ‘Cavalo Preto’ virar hit 76 anos depois de lançada

Cavalo preto - Marcos Palmeira
“Cavalo Preto” é a moda de viola preferida dos peões de ‘Pantanal” – Foto: Reprodução/ TV Globo

Gravada pela primeira vez em 1946 pela dupla Palmeira e Luizinho, a moda de viola “Cavalo Preto”, de Anacleto Rosas Jr, voltou a ser hit e agora é daquelas tipo “Toca Raul!”, que a gente ouve nas baladas lá pras tantas. Segundo levantamento feito pelo G1, o número de plays da música cresceu 931% no Spotify durante os primeiros dois meses de exibição do remake. Já as buscas pela faixa no YouTube aumentaram mais de 3.000% no mesmo período.

O motivo para esse fenômeno não é simplesmente o Ventania (nome do cavalo preto). O modão é a música preferida de José Leôncio (Marcos Palmeira) na novela “Pantanal”.

Os versos sobre viagens pelo Brasil no lombo de “um cavalo preto por nome de Ventania” embalam as rodas de viola na fazenda dos Leôncio. A música faz o protagonista lembrar do pai, Joventino (Irandhir Santos) e sempre emociona quem está por perto. 

Em 1990, na primeira versão da novela, escrita por Benedito Ruy Barbosa, “Cavalo Preto” já fazia sucesso na voz de Sérgio Reis. Ele vivia o peão Tibério, agora interpretado pelo ator Guito. Antes, a moda de viola havia sido gravada nos anos 1970 pela dupla sertaneja Tonico e Tinoco.

O título da canção também vem sendo cada vez mais buscado no Google desde o início de maio, segundo a plataforma que registra as pesquisas dos usuários no site, o Google Trends.

CONFIRA A LETRA DE CAVALO PRETO

Cavalo Preto, vambora

Eu tenho um cavalo preto
Por nome de ventania
Um laço de doze braças
Do couro de uma novilha

Tenho um cachorro bragado
Que é pra minha companhia
Sou um caboclo folgado
Ai eu não tenho família

No lombo do meu cavalo
Eu viajo o dia inteiro
Vou dum estado pro outro
Eu não tenho paradeiro

Quem quiser ser meu patrão
Me ofereça mais dinheiro
Eu sou muito conhecido
Por esse Brasil inteiro

Tenho uma capa gaúcha
Que eu troquei com um boi carreiro
Tenho dois pelego grande
Que é pura lã de carneiro

Um me serve de colchão
E outro de travesseiro
Com minha capa gaúcha
Eu me cubro o corpo inteiro

Adeus que eu já vou partindo
Vou pousar noutra cidade
Depois de manhã bem cedo
Quero estar em Piedade
Deus me deus esse destino
E muita felicidade
Quando eu passo com o meu pingo
Deixo um rastro de saudade

“Pantanal” estreou na Rede Globo no dia 28 de março, substituindo “Um Lugar Ao Sol”. A trama foi adaptada por Bruno Luperi e conta com a direção de Rogério Gomes. A história é um remake da novela homônima que foi ao ar na TV Manchete em 1990. A trama original foi criada e escrita por Benedito Ruy Barbosa.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!