Música às 04:00

Rodrigo José, o criador do “Chic 10”, faz live para lançar CD e DVD

Rodrigo José tocando violão

Foto: Divulgação

O cantor e compositor Rodrigo José é fruto de uma evolução, um legítimo representante do chamado “brega-chique”, ou “chic 10”, expressão popularizada por ele e que dá nome à banda de apoio que o acompanha em sua trajetória musical.

Nos últimos anos, Rodrigo viu sua fama se expandir muito, graças a uma inusitada e inteligente releitura de clássicos da música brega como “Sorria, Sorria” (Evaldo Braga) e “Tenho” (Sidney Magal) com arranjos fortemente influenciados pelo soul, blues e rock da década de 1970.

Na próxima segunda-feira, 29 de novembro, o cantor e compositor lança CD e DVD durante uma live, que acontecerá às 21 horas, na página do Facebook @rodrigojoseoficial.  Trata-se do projto “Rodrigo José – Acústico”, que traz arranjos acústicos num formato, segundo ele, mais despojado e universal. A ideia é retratar a essência do seu estilo já característico de “big bands” e arranjos apurados em algo mais básico e simples. O trabalho é composto de canções autorais e releituras de grandes sucessos da música “verdadeiramente” popular brasileira, como defende o cantor.

Ao lado dos músicos Rafael Francischangelis, no contrabaixo; Giovanni Bonfim, voz e violão; Maurício Gaspar no cajon; e Bruno Piapara, violão; Rodrigo José apresenta um trabalho mais leve do que nunca, como se estivesse na casa de amigos ou numa mesa de bar cantando ao som de violões.

“Certo dia em uma brincadeira num bar, ao som do violão, eu percebi que aquilo dava um caldo. A sonoridade do violão deixa as músicas mais universais. Facilita e simplifica tanto pra quem ouve, como para quem arrisca tocar um instrumento. Possibilita as pessoas tocarem nossas músicas em casa, no boteco ou na escola”, comentou.

Veja+: Quando Paolla Oliveira ficou com os olhos vidrados no show de Diogo Nogueira, no Tom Brasil

AMOR COMO TEMA

Como sempre os “temas de amor” puxam a seleção das músicas. Rodrigo José traz releituras de músicas como: “Sonhei com você”, de Milionário e José Rico; “Garçom”, de Reginaldo Rossi, e até “Always On My Mind”, de Elvis Presley, como também de músicas autorais já conhecidas do público como: “Rosana”, “Filmes de Amor” e “Eu te amo”, que faz parte da trilha sonora da série “Eu, a vó e a boi” de Miguel Falabela na Globo. A gravação traz também a novíssima “Motorista de Aplicativo” que conta uma história inusitada vivida por um amigo do cantor.

O local da live será fechado,  reservado à presença de poucos convidados, seguindo todos os protocolos de segurança contra a Covid-19. A produção tem patrocínio da Papirus, Supermercados São Vicente e MagSac, a realização é do PROAC – Programa de Ação Cultural, da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

Em entrevista a OFuxico no ano passado, Rodrigo José contou um pouco mais sobre ele e suas músicas. Confira!

OFuxico – Como escolhe as músicas para dar seu toque especial?

Rodrigo José – Escolho principalmente aquilo que gosto. Músicas que me alegram ou que contam boas histórias de amor. O amor da vida real. Imperfeito. Afinal histórias de amor são imperfeitas e justamente aí estão os temas mais interessantes.

OF – Canções do mundo brega fazem grande sucesso entre os fãs. Você consegue explicar por que isso acontece?

RJ – Porque é simples, direto e literal. Sem rodeios ou abstrações. É mais próximo das pessoas. Tal fórmula tem sido adotada também por alguns ritmos atuais da moda com outro nome, claro. Prefiro o clássico, mas aí está o resultado. Sucesso!!

OF – Como compõe suas músicas?

RJ – Me inspiro muito nas histórias que amigos e fãs me contam sobre aventuras amorosas e paixões secretas. Alguns críticos acham tais histórias de mal gosto, mas certamente adoram conversar sobre elas no Cabelereiro ou na roda de amigos. Temas interessantíssimos sobre nossa cultura.

Veja+: Tom Brasil reabre as portas na pandemia com tributo a Michael Jackson

OF – Existe inspirações em algum momento que está vivendo para suas canções?

RJ – Claro que também vivi algumas dessas histórias secretas. Mas não vou revelar quais delas são minhas ou quais são de amigos (risos).

OF – Explica pra gente: o que é o Chic 10?

RJ – Chic 10 é tudo o que é legal mas que gente fresca torce o nariz. Chic 10 é a antigurmetização do mundo. É verdadeiro, sem frescura. É melhor que bom, é Chic 10.

OF – Não sei se trabalha como engenheiro ainda, mas me fala como é conciliar o trabalho de engenheiro e cantor, compositor?

RJ – Já conciliei, muito. É aquela luta árdua. A mesma que vários brasileiros lutam na busca pelo seu sonho. Viver de música num país que não valoriza cultura, mas apenas modismos. Porém paixão é paixão. Sou apaixonado pelo que faço e segurei até o fim. Seja como for. Me aguardem.

HISTÓRIAS DA BLACK FRIDAY:
Fuxico da Neide: Histórias da Black Friday
Histórias da Black Friday: Pra não sair da fila, mãe deixa filho fazer coco no meio da loja
Histórias da Black Friday: velha atropela comprador com sua cadeira de rodas
Histórias da Black Friday: Cuidado pra não usar o disk denuncia errado
Histórias da Black Friday: Homem tenta cavar um processo fingindo passar mal na fila
Histórias da Black Friday: O cara que rastejou até o micro-ondas
Histórias da Black Friday: Faltou no trabalho para comprar um ipad e foi demitida
Histórias da Black Friday: O caso das lagostas escondidas na calcinha
Histórias da Black Friday: Neide comenta o caso da vagina explosiva
Histórias da Black Friday: Queria comprar uma Alexa, ganhou um grande amor

PRINCIPAIS NOTÍCIAS:
Enquete: Bil, Dayane ou MC Gui, quem deve ser o fazendeiro e se livrar da Roça?
André Gonçalves tem prisão decretada e deverá usar tornozeleira eletrônica
A Fazenda 13: Veja quem está na décima roça
A Fazenda 13: ‘Caroço’ no seio de Sthefane Matos tem diagnóstico revelado
Anitta revela dificuldade em caminhar após relação sexual ‘com avantajado’ e assume que faz estoque de camisinhas