Imprimir

Notícias

08/05/2020 | 23h45m - Publicado por: OFuxico | Foto: Reprodução/Instagram

100 mil funcionários da Disney World estão em risco

Presidente executivo da Disney, Bob Iger, já renunciou ao seu salário durante a crise do coronavírus

100 mil funcionários da Disney World estão em risco - Reprodução/Instagram

Devido a crise mundial de saúde por causa da COVID-19, 100 mil empregos dos parques temáticos da Disneylandia e do Disney World estão em risco depois de várias semanas fechados. No momento não há uma data de reabertura estabelecida para qualquer um dos resorts, e os analistas dizem que pode demorar meses até que eles possam ser operados de novo.

De acordo com o jornal de finanças britânico Financial Times, a Walt Disney Company é proprietária de 100% dos três resorts no mundo: os dois nos Estados Unidos e um na França; além disso, eles têm uma participação substancial em outros dois: na China continental e em Hong Kong, além de emitir a licença de operação do sexto, no Japão.

A única medida tomada é que durante a suspensão, os empregados terão seu plano de saúde pago integralmente pela empresa por um prazo de 12 meses; além disso, eles podem fazer programas gratuitos de formação profissional.

No começo desse mês, o presidente executivo da Disney, Bob Iger, falou sobre a possibilidade de reabrir os parques se medirem a temperatura dos visitantes.

"Do mesmo modo que revistamos os conteúdos das bolsas e mochilas para que todos entrem em nossos parques, poderíamos, em algum momento, começar a tirar a temperatura das pessoas para permitir sua entrada aos parques", disse, advertindo que ainda são medidas que estão sendo avaliadas para evitar um cenário pior de desemprego.

Em março passado Iger anunciou que renunciará ao seu salário por causa da crise do coronavírus a partir de abril. Ele conta com um salário anual de US$ 3 milhões (R$ 17,5 milhões).

 

Coronavírus: como a doença afetou o mundo dos famosos

 

  • Ao redor do mundo a cada dia aumenta o número de casos de celebridades afetadas pelo Covid-19

  • Preta Gil contraiu o vírus depois de cantar no casamento de Marcela Minelli, irmã de Gabriela Pugliesi.

  • Fernanda Paes Leme e a própria Gabriela e sua irmã Ornella Minelli. também foram infectadas no casamento.

  • Programações de TV, produção e estreias no cinema e várias turnês e grandes eventos já foram cancelados.

  • Famosos se mobilizam ao redor do mundo fazendo doações para combater a pandemia.

     

Nota do editor: essas informações eram precisas no momento desta publicação. Continuamos a atualizar nossa cobertura de coronavírus à medida que aprendemos mais. Navegue com frequência em nosso site para obter as informações mais atualizadas.

Estrelas de Hollywood, atletas e membros da realeza representam um pequeno número dos mais de 1.000.000 de casos de coronavírus registrados em todo o mundo até o momento. Dada a rapidez com que o novo vírus se espalhou, são muitos os famosos que se declararam infectados, incluindo Tom Hanks, que foi a primeira celebridade a divulgar seus resultados positivos nos testes, o Príncipe Charles, além dos brasileiros Di Ferrero, Preta Gil, Dinho Ouro Preto, Leandro Lehart, Felipe Simas, entre outros. O primeiro ministro britânico Boris Johnson foi o primeiro líder mundial a contrair o vírus. De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, “o coronavírus se espalha principalmente de pessoa para pessoa ”, com sintomas que variam de febre, tosse e falta de ar.

Lollapalooza é adiado por conta do coronavírus

O nome coronavírus tem sido bastante pronunciado ultimamente. Ele foi “batizado” dessa maneira porque tem sua estrutura em formato de coroa. O vírus causador sofre mutações espontâneas e aleatórias, por isso ainda não há uma medicação certeira para combater a doença.

Saiba tudo sobre o coronavírus

Uma das prevenções mais eficazes contra o COVID-19 é lavar bem as mãos, incluindo dorso, embaixo das unhas e antebraço, usar álcool gel nos mesmos lugares, imediatamente após a lavagem. O álcool gel forma uma camada protetora e o vírus não resiste a ele, portanto, não consegue se fixar na superfície do corpo. Assim, evita-se de levar o vírus à mucosas. 

Coronavírus atrapalha grandes estreias do cinema

O coronavírus teve uma disseminação bastante rápida em várias partes do mundo, onde além de muita gente infectada, ocorreram várias mortes. A pandemia (enfermidade epidêmica amplamente disseminada) agiu rapidamente no mundo dos famosos também, infectando nomes bem conhecidos por todos nós.

Saiba quais celebridades brasileiras foram infectadas pelo coronavírus clicando aqui
Saiba quais celebridades internacionais contraíram a COVID-19 clicando aqui





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico