Imprimir

Notícias

13/11/2020 | 19h20m - Publicado por: Larissa Mariano | Foto: Reprodução/Instagram

Álbum Obatalá, com Gilberto Gil, é indicado ao Grammy Latino

Produzido por Flora Gil e com a participação de vários artistas, álbum foi indicado ao prêmio de Melhor Álbum de Raízes em Língua Portuguesa

Álbum Obatalá, com Gilberto Gil, é indicado ao Grammy Latino - Reprodução/Instagram

Nesta sexta-feira (13), Flora Gil e outros artistas divulgaram nas redes sociais a novidade de que o Álbum Obatalá foi indicado ao prêmio Grammy Latino, na categoria de Melhor Álbum de Raízes em Língua Portuguesa. A obra foi produzida por Flora e contou com o Grupo Orfa em parceria com diversos artistas, entre eles Gilberto Gil,Carlinhos Brown, Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Marisa Monte, Alcione, Jorge Ben Jor, Gal Costa, Zeca Pagodinho e entre outros. 

"Sextou ! E a gente tá muito feliz com @obatalagantois concorrendo ao @latingrammys. Ouçam o disco nas plataformas digitais e tenham fé que a fé não costuma faiá.", escreveu Flora em seu instagram ao compartilhar a notícia.

A ideia do projeto é homenagear Mãe Carmen, um nome com grande representatividade cultural e simbólica no país. Cada música do álbum faz referência a um Orixá das religiões afro brasileiras. 

Nas redes sociais, artistas como Anitta parabenizaram a indicação ao Grammy. 

E você, já ouviu o álbum?

Bela Gil assume conta de Gilberto Gil no Twitter durante apresentação no Coala Festival
Bela Gil reposta foto excluída do Instagram: ‘Denunciem os abusadores, não o amor’

Gilberto Gil se une ao Santander e CUFA em mobilização 

O Santander Brasil e a Central Única de Favelas (CUFA) iniciaram uma grande mobilização social de arrecadação de recursos para a compra de cestas básicas. O objetivo é dar apoio às famílias e comunidades mais impactadas pelos efeitos econômicos da pandemia.

O projeto Mães da Favela, ligado à entidade que representa 1,1 milhão de famílias em todo o país e está presente em mais de 5 mil comunidades.

A campanha já está recebendo doações – tanto dos funcionários, clientes e público em geral -, que poderão ser feitas até a noite do dia 26 de setembro, quando uma ação inédita marcará o encerramento.

A virada começará na noite do dia 25 e terá 12 horas de veiculação nas TVs e rádios parceiras que se revezarão, a cada 30 minutos, para exibir uma programação especial e convidar os telespectadores a participar da arrecadação. A O2 Filmes é a empresa responsável pela produção de todo o projeto. As doações e todas informações sobre a ação podem encontradas no https://www.oseucanal.com.br/.

Os apresentadores e participações confirmados até o momento são Preta Gil, Simone e Simaria, BNegão, Gilberto Gil, Djamila Ribeiro, Alcione, Rincon Sapiência, Tássia Reis, Pablo Vittar, KondZilla, Fábio Porchat, Silvio Almeida, Nega Giza (rapper e uma das fundadoras da CUFA) e os humoristas e apresentadores Maria Paula e Hélio de La Peña.

Solidariedade

Desde 2007, o banco realiza a Semana Santander, uma semana que celebra o orgulho de pertencer e de se conectar com a comunidade, com doações realizadas pelos mais de 40 mil funcionários e nesta edição ocorrerá de 21 a 26 de setembro. Desta vez, os desafios impostos pela pandemia motivaram a instituição a extrapolar as fronteiras das agências e dos prédios corporativos, convidando toda a sociedade para participar.

“Somos agentes de transformação na sociedade e percebemos o momento de externalizar essa atuação. O contexto atual nos leva a engajar a sociedade na cultura de servir ao próximo, multiplicando o efeito de nossa campanha anual. Todo o esforço conjunto será revertido ao projeto Mães da Favela, da CUFA”, afirmou Sérgio Rial, presidente do Santander Brasil.

O projeto está presente em cerca de 5 mil favelas, o que corresponde a 1,1 milhão de famílias em todo o País. Nessas comunidades, cerca de metade dos lares são chefiados por mulheres, muitas delas empreendedoras que viram seus pequenos negócios quebrarem no atual cenário adverso.

“O brasileiro é solidário por natureza. A virada é uma grande oportunidade de unir a população em prol de um trabalho de apoio à dignidade, realizado com excelência pela CUFA. Ao juntar essas duas pontas, quem pode doar e quem precisa, empenhamos nosso potencial de intermediadores financeiros com o objetivo de gerar prosperidade”, completou Rial.

As doações em dinheiro, a partir de R$ 5, serão feitas diretamente em uma conta corrente da CUFA, que reverterá o valor em cestas básicas que custam R$ 120 cada.

“O projeto Mães da Favela é muito importante porque tem duas vertentes: doação de cesta básica física, com alimentos doados, ou da cesta digital, com o mesmo valor em dinheiro para que haja poder de escolha na compra de itens conforme a necessidade. Neste momento de tanta tensão pessoas que sempre foram vulneráveis ficam em uma vulnerabilidade ainda maior”, afirmou Celso Athayde, fundador da CUFA.

Entre os canais e emissoras que já se engajaram e cederão espaço em suas grades estão Band, Record, Cultura, RedeTV, SBT (YouTube e TV), Warner, TNT, TNT Series, Space, CNN Brasil, AgroMais, BandNews, Discovery H&H, TLC, AMC, Sony (YouTube); rádios CBN, Antena 1, Bandeirantes, Band FM, Transamérica, Play, Nativa FM, portal Terra, Yahoo e Jovem Pan (YouTube).

Além de engajar a sociedade, o Santander e a CUFA ainda buscam a adesão de outros canais e emissoras de rádio à campanha. Outros artistas e influenciadores digitais também farão participações especiais na programação.

Taís Araújo doa R$ 1 milhão para mães de favelas. Entenda!
Gilberto Gil diz que só descobriu o racismo na adolêscencia
Gilberto Gil fala de fé e música no Conversa com Bial





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico