Imprimir

Notícias

06/09/2006 | 09h10m - Publicado por: Carlos Ramos | Foto: Felipe Panfili

Alessandra Negrini vira centro das atenções em reestréia teatral

Alessandra Negrini vira centro das atenções em reestréia teatral - Felipe Panfili

Por ter seu nome confirmado como a intérprete das gêmeas da novela que Gilberto Braga e Ricardo Linhares escrevem para depois de Páginas da Vida, em março de 2007, Alessandra Negrini acabou se tornando o centro das atenções na reestréia de A Alma Imoral, monógolo protagonizado por Clarice Niskier. Alessandra foi o nome escolhido pelos autores e a direção da Globo para substituir Cláudia Abreu, que por conta de sua segunda gravidez, teve que declinar dos papéis.

“Foi uma surpresa e das boas. É a primeira vez que vou fazer um texto por inteiro do Gilberto Braga, porque fiz uma participação em Celebridade, que nem conta, de tão rápida que foi. Estou muito feliz com o convite, que já havia sido feito há duas semanas, e me preparando para enfrentar o batente. São dois personagens inconciliáveis, porque uma das gêmeas é boa e a outra má”, conta Alessandra, sobre sua participação em Paraíso Tropical, provável nome da trama.

O assédio à atriz, que estava acompanhada do marido, Otto, aconteceu na saída da Sala Fernanda Montenegro, do Teatro Leblon, zona sul do Rio de Janeiro, na noite de terça-feira, 5. Além do casal Alessandra e Otto também marcaram presença à reestréia do elogiado espetáculo, que é baseado no livro do rabino Nilton Bonder, um outro casal com o qual a atriz estava se preparando para um trabalho teatral: Chico Diaz e Mariana Lima. Alessandra, se não tivesse sido convocada pela Globo, participaria da montagem de A Gaivota, adaptação livre do texto de Tchecov, que Chico Diaz responderá pela direção e sua mulher, Mariana Lima, faz parte do elenco.

“Não vai haver necessidade de substituição da Alessandra Negrini. O papel que ela faria será absorvido pelo elenco que conta também com Emílio de Melo e tantos outros. A estréia acontece na segunda semana de novembro, no Teatro Poeira, em Botafogo, aqui no Rio”, afirma Chico Diaz.
Os dois casais, bem como Zezé Polessa, Paula Bulamarqui, Dira Paes e Beth Goulart, que recentemente atuou com Clarice Niskier em Mulheres de 40, ficaram encantados com a peça. Dira classificou A Alma Imoral como um espetáculo imperdível.

“Quem não vir assistir a Clarice Niskier vai perder a oportunidade de ver um espetáculo que acelera a nossa compreensão do que somos enquanto ser humano”, resumiu a intérprete da Solineuza, do humorístico A Diarista, com total concordância dos demais famosos.

A Alma Imoral

O texto é uma Adaptação da própria Clarice Niskier para o teatro, sobre livro homônimo do rabino Nilton Bonder, que conta com a supervisão de Amir Haddad, A Alma Imoral reflete sobre o certo e o errado, a obediência e a desobediência, a fidelidade e a infidelidades. É a terceira incursão da atriz na dramaturgia, uma vez que, anteriormente, já havia levado para os palcos Mulheres De 40 e Buda, sob a direção de Domingos Oliveira.

Serviço
A Alma Imoral
Teatro Leblon - Sala Fernanda Montenegro
Rua Conde de Bernadote, 26 - Leblon - Tel.: (21) 2274-3536
Ter e Qua – 21h
Até novembro
Faixa etária: 18 anos





Notícias Relacionadas

20/08/2020 | 08h45m - Marcelo Mendes Barroso

Alessandra Negrini conta que seus dias têm sido de introspecção

24/07/2020 | 17h44m - Giovanna Prisco

Alessandra Negrini posa de pijama e sem maquiagem



Instagram

Instagram

OFuxico