Imprimir

Notícias

26/09/2020 | 03h00m - Publicado por: Ará Rocha | Foto: Reprodução/Instagram/Grosby Group

Amor depois dos 40: famosos provam que isso é possível!

Muitos artistas recomeçaram a vida amorosa e tem até um site especializado em unir casais maduros

Amor depois dos 40: famosos provam que isso é possível! - Reprodução/Instagram/Grosby Group

Alma gêmea, metade da laranja, tampa da panela... Muita gente ainda procura um amor para a vida toda. E muitas vezes esse encontro - ou até mesmo um reencontro do amor - só acontece quando as duas partes estão em uma fase mais madura, são mas experientes, sabendo que o amor não tem idade nem hora pra acontecer.

Na vida dos famosos isso também acontece, sendo que muitos casais se formam ainda jovens e duram toda a vida, outros terminam um relacionamento, buscam e recomeçam mais ali na frente.

O bacana é ter a certeza de querer seguir a estrada com um companheiro (a) que vai dividir momentos incríveis, vai fazer uma parceria ímpar até que o tempo da gente acabe aqui neste plano. E encontrar este ser!

Pensando nisso, OFuxico fez uma entrevista especial com o “cupido da maturidade’, o jornalista Airton Gontow, idealizador e criador do site e do aplicativo Coroa Metade, onde só se cadastram pessoas a partir dos 40 anos, em busca de um novo amor.

E mostramos também casais famosos que recomeçaram seus relacionamentos depois dos 40 anos.

Confira!

OFuxico - Como surgiu a ideia do site Coroa Metade?

Airton Gontow - Separei-me aos 43 anos e por dois anos, mesmo não sendo tímido, vivenciei as diversas dificuldades que um homem mais velho passa para encontrar uma nova companheira. A gente já não está mais na faculdade, muitas vezes não tem vontade de frequentar baladas, geralmente não quer se envolver afetivamente com alguém do trabalho. Como casei novamente aos 45 anos, deixei esta história “adormecida”. Há cerca de sete anos fui a uma festa de amigos que se formaram juntos na antiga 8ª. série e que não se encontravam há 30 anos. No encontro, vi que 60% dos antigos colegas eram solteiros, viúvos ou divorciados. E nas conversas ouvi muitas queixas do tipo: “Pô cara, companhia para uma noite eu encontro fácil. Mas uma companheira para a vida toda é tão difícil...” e “Faço academia, estou em forma, os homens olham para mim no shopping, em restaurantes...não tenho problema de encontrar um homem que passe um dia, uma semana ou um mês comigo, mas é tão complicado achar alguém que queria uma relação estável com uma mulher que tem dois filhos...” Voltei para casa pensando em criar alguma coisa para esse público. Aí surgiu a ideia de fazer um site de relacionamento. Como existiam muitos, teria de ser um site específico para o público maduro. Mas teria de encontrar um nome que resumisse por si só a proposta do site. Finalmente veio o nome: Coroa Metade, o primeiro site de relacionamento para as pessoas maduras.  

OF - Quais as expectativas que você tinha quando criou o site?

AG - A busca sempre foi lançar um site pioneiro e diferenciado, que se tornasse referência no mercado e formasse casais. Sempre sonhei em, a partir do Coroa Metade, criar novos sites, também para nichos de mercado. E esse projeto está próximo de se realizar: em 2021 deveremos lançar o “naVEGcomigo - site relacionamento voltado para Veganos, Vegetarianos e Afins”. Também estamos lançando o canal de YouTube “Mundo Coroa”. Por enquanto só colocamos no canal das matérias feitas em TV sobre o site, mas logo teremos conteúdo próprio, com notícias voltadas para o público maduro. 

Airton Gontow e seu grande amor, Maria

OF – Como é a dinâmica do site?

AG – Nós não temos acesso às pessoas, temos acesso aos cadastros que as pessoas fazem. A aprovação passa por um processo manual e as pessoas interessadas é que fazem a triagem pra se conhecer. Temos uma equipe de suporte, para responder questões técnicas. Temos uma equipe de aprovação e eu e Maria, minha esposa e diretora do site junto comigo, fazemos um suport , não das questões técnicas, nós falamos com as pessoas que têm alguma dúvida mais teórica ou mais pessoal: as mulheres escrevem para mim e os homens escrevem para Maria.

OF – O site é lucrativo?

AG – Sim, é um negócio. Embora eu seja apaixonado e chore quando encontro casais que se formaram pelo site ou aplicativo, é um negócio que criei e pretendo estender, criando outros sites. Mas ele rende muito menos do que as pessoas imaginam . É trabalhoso, exige muita coisa.

OF – Existem os cadastros gratuitos, como vem o lucro então?

AG - Para quem quer, há a possibilidade de se cadastrar por um mês, gratuitamente. Nesse cadastro, não pedimos cartão de crédito. Se a pessoa quiser seguir depois, como assinante, aí ela entra em contato e faz sua assinatura. Esse é um diferencial também. Invisto tudo na melhoria do site e do aplicativo Coroa Metade.

OF - Quantos casais o site já formou?

AG - O Coroa Metade já formou 85 casais e centenas de namoros. Isso sem contar as pessoas que não avisam, que acreditamos ser a maioria. Isso porque quando as pessoas começam a namorar, saem do site e muitas vezes não voltam para contar, seja por achar que é a obrigação do nosso serviço, seja por não quererem se expor. Mais que os números, cada história é o que vale. É sempre gratificante quando alguém diz: “Estou saindo do site por ter encontrado minha coroa metade e vou casar”. Devo ser um dos poucos empresários do País que festeja a cada cliente que perde!

OF - Existem muitas pessoas que não se tornaram namorados e sim amigos?

AG - Sim. É sempre muito difícil encontrar um amor, mesmo no site. E isso vale para a maioria das pessoas. Há pessoas que se encontram no site e percebem que não há afinidades, há pessoas que namoram e casam e aquelas que namoram, não dá certo e se tornam amigos. Já recebemos mensagens de muitos usuários contando sobre amizades que fizeram no site. Uma das usuárias contou uma história bem interessante: engenheira de sucesso, sempre sonhou em sair de São Paulo e viver em uma cidade próxima. Uma vez conheceu um homem no site, que vivia em uma cidade pertinho da capital paulista.  Saíram algumas vezes, mas perceberam que não havia atração entre ambos. Algum tempo depois, ele ligou para contar que seu vizinho estava vendendo a casa. Mudou-se para lá e hoje é sua vizinha e amiga.  

OF - Todos os casais formados no site continuam juntos?

AG - Desses que tivemos notícia, dois se separaram. No começo fiquei arrasado com as notícias. Mas depois vi que duas separações em 85 casais é provavelmente é uma média bem menor que a existente em casais que se conhecem fora do site.

OF - Você já foi convidado para ser padrinho de casamento?

AG - Sim, duas vezes eu e minha esposa, Maria Pereira Gontow, que também é diretora do site, fomos convidados para ser padrinhos. Já conhecemos 85 casais, alguns virtualmente e a maioria pessoalmente. Alguns deles se tornaram amigos de verdade. Saímos juntos, vieram à nossa casa e receberam-nos em suas residências e cidades. Já contei isso em algumas entrevistas: sou sentimental e chorei na maioria dos encontros. É geralmente muito emocionante. Uma vez em uma casa, a mulher que se casou no site disse: “Você falou na televisão que você une casais, mas é mentira sua”. Olhei estupefato para minha esposa. Pensei: “Será que nos convidaram para vir aqui e enquanto viajávamos para vê-los eles brigaram?”.  “Não entendi”, respondi. Ela olhou-me séria e disse: “Vem aqui comigo”. Levantei-me da mesa e fomos até uma porta que havia na sala. Ela abriu a porta e vi duas crianças, brincando em uma salinha. Ela disse: “Veja o meu filho e o filho do meu marido. Você não une casais. Você une famílias...”

OF - As pessoas gostam de falar que se conheceram no site, ou ainda há um constrangimento e as pessoas ficam com vergonha de dizer isso? 

AG - Entre os casais, há todo o tipo de pessoas, das que gostam de contar suas histórias às que ficam constrangidas por motivos diversos. De modo geral, a sociedade já encara com normalidade que as pessoas mais velhas tenham direito ao amor e à sexualidade. Também vale destacar que a mulher é geralmente mais corajosa que o homem para assumir suas atitudes. Quando a mulher gosta do site, conta para 10, 20, 30 amigas. Já o homem, quando gosta, não conta para ninguém. Morre de medo de que o amigo diga: ‘cara, você é um banana? Precisa de um site para conhecer em uma mulher? Deixa que eu te ensino como se chega em uma mulher…’ Por isso, desde o início o Coroa Metade tem mais mulheres que homens. Em média, são 43% de homens e 57% de mulheres.

 OF - Quantos inscritos?

AG - 545 mil inscritos.

OF - Você acredita que muitas pessoas ainda têm receio de ter um relacionamento que começa no virtual?

AG - Existe no mundo, virtual ou não, um mix de receios e também de falta de oportunidades para se relacionar. No caso do mundo virtual, esse receio é maior ainda.  E os temores são justificados! Em muitos lugares, como hotéis, restaurantes, bares, festas, navios, praias e até mesmo templos religiosos, você pode encontrar pessoas maravilhosas, boas e corretas, mas também há pessoas desonestas e aproveitadoras. O mesmo acontece na Internet, onde é ainda mais fácil criar um personagem fictício para conquistar e ludibriar.

OF - Que dicas de segurança você para dar aos usuários?

AG - Existem normas de segurança a serem seguidas. As pessoas devem sempre ler essas regras, que trazem dicas e informações importantes. Uma fundamental: nunca, em hipótese alguma, o usuário deve enviar dinheiro para a pessoa de quem está se aproximando. E deve sempre denunciar aos organizadores do site se alguém pedir dinheiro, quaisquer que sejam os motivos alegados. Também é recomendável que não passar dados pessoais como e-mail, Facebook e WhatsApp no início do relacionamento virtual. Como os golpistas sabem que podem ser rapidamente eliminados do site, fazem de tudo para conseguir essas informações logo de início, para depois permanecerem em contato. Além disso, nas suas Redes Sociais podem encontrar informações importantes sobre sua vida. Os sites de namoro foram desenvolvidos para que as pessoas se comuniquem com maior segurança, sem que seja necessário enviar informações pessoais. Mais uma dica: não mandar fotos e vídeos comprometedores. Até mesmo em casais que estiveram anos juntos e se separaram, muitas vezes fotos íntimas podem ser expostas publicamente por vingança ou ressentimento.  Deve-se entrar no site com o coração aberto e acreditar que sempre é tempo para ser feliz. Mágoas e tristezas fazem parte da vida. Há milhões de pessoas em todo o mundo que se encontraram pela Internet e hoje são casadas e felizes. Ou seja: é possível entrar com 100% do peito aberto. Mas também é preciso ter a mente 100% atenta. Não há contradição alguma entre o sentir e o pensar, entre a paixão e a razão.

OF - As pessoas quando conhecem alguém se afastam do site ou seguem procurando por outras pessoas.

AG - Tem de tudo. Assim como acontece no mundo lá fora, cada pessoa tem seu próprio modo de ser.  Não há nem o certo nem o errado. Depende também da busca de cada um. Tem pessoas que buscam o amor por toda vida, há os que desejam relações sem compromisso e também quem procura fazer amizade, especialmente agora durante a pandemia. No Coroa Metade, as pessoas sérias procuram não por uma companhia, mas por uma companheira ou companheiro e por isso se afastam do site ao perceber que realmente encontraram alguém. O que é mais preocupante é a vida após o período virtual. Claro que você tem que buscar, claro que você tem que ter foco, mas você não pode procurar pela pessoa perfeita nem pela relação perfeita. É fácil ser perfeito no relacionamento pelo computador.  Eu digo: “sou um homem paciente, que sempre presto atenção ao que minha mulher diz”. Depois, quando estamos morando junto, ela entra na sala para falar comigo e posso eventualmente dizer: “agora não! Estou assistindo ao jogo do Grêmio!” Isso não significa que eu estivesse mentindo! Na vida real, cotidiana, não conseguimos ser atentos o tempo inteiro. E muitas vezes ao primeiro problema as pessoas se separam e voltam para a vida virtual para procurar a distância por alguém ideal. As pessoas não precisam tolerar, claro, um relacionamento ruim, mas é preciso que lembrem que o que vale é o dia-a-dia. Todo mundo é perfeito à distância. Todo mundo tem uma vida maravilhosa pelas Redes Sociais. O Facebook do vizinho é sempre verde e atraente! Na vida real existem problemas, existem momentos desgastantes de desencontro e não dá para ser feliz o tempo todo. A vida não é uma propaganda. O verdadeiro amor implica também em tolerância, em compreensão, em querer ouvir e compreender e em ser companheiro nos grandes e pequenos momentos, nos instantes de plenitude e nas horas difíceis. 

OF - Você acredita que após os 40 anos é possível amar de verdade e ter um relacionamento firme e maduro?

AG - Depende muito do aprendizado de cada um. Muitas pessoas levam as dores e traumas das relações anteriores para as seguintes. O relacionamento é mais fácil pra quem, após colocar no “outro” toda a culpa do fim de um namoro ou casamento, aos poucos percebe também erros que ele próprio cometeu. Esse é o verdadeiro segredo para quer uma nova relação! Claro que todos têm questões tristes e mesmo traumáticas dos relacionamentos que acabaram, mas, como diz aquela velha frase, “o segundo casamento é o triunfo da esperança sobre a experiência”.

OF - Que conselho você dá a quem deseja encontrar um amor no Coroa Metade?

AG - É preciso ter foco e não deixar que a carência afetiva faça com que você se desvie do que procura. Se você quer ter um amor de verdade, de nada adianta ir para a balada e ficar com o primeiro ou primeira que aparecer. Também é ideal frequentar lugares onde existem pessoas com o perfil que você procura, seja em um site de relacionamento, seja em um curso de meditação, em uma escola de dança, em uma igreja ou uma viagem de ecoturismo. Se você não tem filhos e quer ser pai ou mãe, não é indicado passar horas, dias e meses conversando com alguém que deixou claro desde o início que não deseja mais ter filhos. Se você não deseja, namorar com uma pessoa que fume ou que more em outro estado, não gaste seu tempo conversando com pessoas com esse perfil ou, principalmente, marcando encontros, a não ser que sua busca seja por novos amigos. Existe uma ideia errada de que a pessoa mais madura sabe o que quer. Isso é uma balela! Ninguém sabe exatamente o que quer! Mas uma das grandes vantagens da pessoa ser mais velha é ao menos saber o que não quer. Há muitos tipos de casais e não há fórmulas, mas falando em termos gerais, quando as pessoas são parecidas e têm gostos e projetos de vida semelhantes, os relacionamentos são melhores e mais duradouros. Na maioria das vezes, quando os opostos se atraem, a atração dura pouco. Talvez até possamos dizer que “os opostos se traem”! Claro que a outra pessoa não precisa ser igual. Ninguém deseja ou deveria casar com o próprio espelho, embora o mundo moderno seja tão convidativo ao narcisismo. O fato é que é mais provável que se eu gostar de cinema europeu e a minha esposa de teatro, um acabe acrescentando uma nova paixão no outro, do que se eu gostar de cinema europeu e a minha companheira adorar pagode, existir uma soma verdadeira. Mais uma questão, que considero fundamental: o termo relacionamento virtual não é completamente correto. Afinal, o meio é que virtual! O site Coroa Metade serve para aproximar as pessoas, mas o que continua importando é a hora do encontro real. O que vale é o olhar, o cheiro, o toque, o beijo, a energia. Não somos máquinas! Mesmo com todos os avanços da modernidades, ainda somos humanos. Humanos em busca de carinho, companheirismo e amor.

Famosos que reencontraram o amor na maturidade

Fátima Bernardes (55) e Tulio Gadelha

Fátima Bernardes (55) e Tulio Gadelha se conheceram em maio de 2017, num encontro de amigos. Depois trocaram mensagens e o namoro começou. Os dois seguem juntos e felizes, comemorando o amor.

Fátima Bernardes e Tulio Gadelha

Alexamdre Nero e Karen Brusttolin

Aos 42 anos, Alexandre Nero começou o namoro com a atriz Karen Brusttolin.  Três anos depois, ele anunciou a chegada de seu primeiro filho, Noá, que nasceu no final de dezembro de 2015.

Alexamdre Nero e Karen Brusttolin

Edson Celulari e Karin Roepke

Edson Celulari terminou seu casamento com Claudia Raia após 17 anos juntos e dois filhos, Enzo e Sofia. Na época ele tinha 52 anos. Tempos depois, reencontrou o amor, com a atriz e arquiteta Karin Roepke, com quem se casou em novembro de 2017.

Edson Celulari e Karin Roepke

 

George Clooney e Amal Alamuddin

O bonitão George Clooney destruiu corações quando, em setembro de 2014, se casou com Amal Alamuddin. Aos 52 anos, ele disse sim à advogada inglesa, numa cerimônia realizada no Aman Canal Grand Venice Hotel, no Palazzo Papadopoli, em Veneza.

George Clooney e Amal Alamuddin

Serginho Groismann e Fernanda Molina

Aos 64 anos, Serginho Groismann conheceu dentista Fernanda Molina. Eles se casaram e, em 2015, o apresentador do Altas Horas, hoje com 70 anos, recebeu a visita da cegonha: na época nasceu o primeiro filho do casal, Thomás.

Serginho Groismann e Fernanda Molina

Solange Couto e Jamerson Andrade

Solange Couto deu à luz seu terceiro filho, Benjamin, quando tinha 54 anos. O menino é filho da atriz com seu atual marido, Jamerson Andrade, 30 anos mais novo. A atriz já era mãe de Márcio e Morena, de seu primeiro casamento. A atriz se uniu a Jamerson quando tinha 53 anos, em 2010.

Solange Couto e Jamerson Andrade

William Bonner e Natasha Dantas

Após a separação com Fátima Bernardes, William Bonner se casou com Natasha Dantas, em 2018, quando ele tinha 54 anos. A cerimônia foi bem intimista.

William Bonner e Natasha Dantas

Claudia Raia e Jarbas Homem de Mello

A atriz encontrou Jarbas quando ela tinha 47 anos e ele 43, em 2012. Belíssima, a bordo de um vestido azul, assinado pela estilista Lethicia Bronstein, Claudia Raia disse o famoso "sim" ao noivo, Jarbas Homem de Mello, no dia 8 de dezembro de 2018.

Claudia Raia e Jarbas Homem de Mello

Roberto Justus e Ana Paula Siebert

Roberto Justus e Ana Paula Siebert se casaram em 2015. Na época, o ex de Adriane Galisteu e Ticiane Pinheiro estava com 60 anos.

Roberto Justus e Ana Paula Siebert

Carlos Alberto de Nobrega e Renata Domingues

Com seus 82 anos, Carlos Alberto de Nobrega se casou com a nutricionista Renata Domingues.

Carlos Alberto de Nobrega e Renata Domingues





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico