Imprimir

Notícias

28/03/2020 | 11h29m - Publicado por: Raphael Araujo | Foto: Reprodução/TV Globo/É de Casa

Ana Furtado conta no É de Casa que não faz parte do grupo de risco

Apresentadora acalmou os fãs e conversou com seu médico, Fernando Maluf, no programa

Ana Furtado conta no É de Casa que não faz parte do grupo de risco - Reprodução/TV Globo/É de Casa

A pandemia do novo coronavírus está preocupando a todos, e o Ministério da Saúde recomendou um cuidado maior para o grupo de risco: pessoas com doenças crônicas e respiratórias, idosos, diabéticos, hipertensos e pacientes com HIV.

Durante a exibição do É de Casa, Ana Furtado revelou ter recebido mensagens dos fãs preocupados com sua saúde , questionando o porquê dela ter apresentado o programa após se recuperar de um câncer de mama.

Ana Furtado se declara para Boninho: 'Somos uma dupla e tanto'

Porém, Ana tranquilizou os telespectadores, explicando que, apesar de ter lutado contra a doença recentemente, não faz parte do grupo de risco.

“Depois do último programa, no sábado passado, muitas pessoas mandaram mensagens, pra mim e pra nossa central de atendimento, preocupadas com a minha participação ao vivo aqui no É de Casa, já que eu tive câncer de mama. Afinal, um dos grupos de risco do novo coronavírus é o das pessoas com doenças crônicas. Grupo em que eu não me incluo mais, graças a Deus”, declarou ela.

Boninho capricha na cozinha: ‘Tagliatelle com cogumelos’

Para ajudar os internautas a tirarem suas dúvidas quanto a covid-19, Ana Furtado conversou com o médico Fernando Maluf durante o programa, oncologista responsável por seu tratamento.

“É importante a gente entender que, na verdade, existe uma pequena parte dos pacientes oncológicos que são realmente grupo de risco. A grande maioria dos pacientes que tiveram diagnóstico de câncer, ou até mesmo alguns que têm, eles não fazem parte do grupo de risco”, explicou ele, antes de falar dos pacientes com diagnóstico de câncer que realmente estão em risco.

Ana Furtado exibe corpão em treino intenso em seu Instagram

“O primeiro grupo são os pacientes que têm neoplasias ou tumores hematológicos. Os mais comuns são os linfomas, leucemias e os mielomas. O segundo grupo são os pacientes que estão fazendo algum tratamento que diminua a imunidade. Quimioterapia é a mais comum delas. O terceiro grupo são os pacientes com a doença muito avançada e, por causa disso, uma debilidade muito grande”, contou Fernando.

Ana Furtado relembra tratamento: 'Tudo passa'

“Fora esses três grupos, não existe nenhum dado ou estudo que sugira que os outros pacientes ou que estão remissão da doença, como é o seu caso, ou que estão fazendo tratamento que não diminui a imunidade, que essas pessoas têm algum risco maior ou de infecção ou de complicação”, continuou o oncologista, que ainda revelou ter pacientes que abandonam o tratamento do câncer com medo de se tornarem grupo de risco.

“Os pacientes e os parentes estão em pânico achando que todos eles são grupo de risco. Não é verdade. (...) Na verdade, o medo deveria ser muito mais em relação ao câncer do que ao Covid-19”, concluiu Fernando.

Em família! Ana Furtado vai ao shopping com Boninho e a filha

A situação do coronavírus no mundo

 

Coronavírus no Brasil

Até segunda-feira (23), o coronavírus teve uma disseminação bastante rápida: já foram infectados até a data, mais de 212 mil pessoas em 164 nações, com um total, 8.700 mortes. Além disso, as Secretarias Estaduais de Saúde contabilizam 1.629 infectados em todos os estados do Brasil. Segundo o Ministério da Saúde, há, até a data, 25 mortes no país, sendo 22 deles no estado de São Paulo e 3 no Rio de Janeiro.

No país foi decretado estado de emergência na semana passada e ocorreu a recomendação do fechamento de lojas, shoppings, clubes e academias, além da conscientização e proibição do uso de praias, parques, teatros, shows, etc.

Em São Paulo, o governo do Estado recomendou o cancelamento de eventos de lazer, culturais e esportivos, com mais de 500 participantes. Também determinou a suspensão imediata das aulas em universidades públicas e em escolas da rede pública e privada.

China e Coréia do Sul

Na segunda-feira (23) a China afirmou ter uma queda na quantidade diária de casos novos de coronavírus. Há 4 dias foram revertidos os casos de aumento e em Pequim, capital do país, foram reforçadas as medidas para combater a quantidade de infectados vindos do exterior.

A China teve 39 casos novos confirmados no domingo (22), de acordo com a Comissão Nacional de Saúde, e estes envolveram viajantes vindos do exterior, muitos deles estudantes chineses que voltavam para casa.

A Coreia do Sul também informou que teve o menor número de casos novos, desde o pico, que aconteceu no dia 29 de fevereiro. Tal queda levou mais esperança de que, o maior surto asiático fora da China, esteja recuando. Por lá, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia (KCDC) disseram que ocorreram 64 casos novos na segunda-feira (23), o que elevou a cifra nacional para 8.961. O total de mortos por lá subiu de 110 para 118. O pico aconteceu no dia 29 de fevereiro, com 909 casos.

Leia mais sobre a pandemia do coronavírus no mundo clicando aqui.

Tudo sobre o coronavírus

 

O que é o Coronavírus

O Sars-Cov-2 é o mais novo integrante de uma família já conhecida. Ela é formada por vírus que tiveram origem em animais silvestres. Alguns deles infectaram humanos e já causaram outras epidemias. Coronavírus é o nome de uma família desses vírus. O nome vem por conta dos mesmos terem suas estruturas em formato de coroa. Eles costumam circular entre animais, como roedores e morcegos. Mas a doença começou a afetar humanos também. O vírus causador sofre mutações espontâneas e aleatórias, por isso ainda não há uma medicação certeira para combater a doença.

São eles os responsáveis por infecções respiratórias e já provocaram outras doenças.

Leia mais sobre o coronavírus clicando aqui.

Ana Furtado relembra luta contra o câncer: 'A cura é possível'
Boninho se declara para Ana Furtado: 'Amo essa linda mulher'
Filhos de Kate e William aplaudem médicos contra coronavírus





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

  • Luana Piovani se emocionou com os últimos acontecimentos no país, nesta semana, envolvendo o menino Miguel e a declaração racista da influenciadora digital Luisa Nunes Brasil #OFuxico (Via Instagram @luapio)
  • #Sabrina Sato cortou o cabelo de Zoe e mostrou a nova franja da pequena, além de ter feito uma brincadeira de comparar o visual dela com o de @justinbieber (via stories @sabrinasato)
  • A ex-BBB Flayslane se pronunciou após internautas ficarem chocados com mudanças em seu rosto e afirmou que não foi somente a rinoplastia a responsável pela diferença atual #OFuxico
(Via Instagram @flay)
  • Aline Riscado cancela lives no Instagram como forma de protesto contra o racismo. #OFuxico (Via @alineriscado )
  • Bárbara Evans comenta sobre retirada de pintas e revela que não se preocupa com possíveis cicatrizes. #OFuxico (Via @barbaraevans22 )
  • Ex-BBB Gizelly Bicalho contou que está de cama por conta de uma infecção intestinal e uma inflamação de dentes do siso. (Via stories @gizellybicalho)
  • #blacktuesday  #blacklivesmatter

OFuxico