Imprimir

Notícias

21/06/2020 | 12h00m - Publicado por: OFuxico | Foto: Reprodução/Instagram

Ator mirim de This is Us revela episódios de racismo

Lonnie Chavis tem só 12 anos, mas um monte de histórias para contar sobre discriminação

Ator mirim de This is Us revela episódios de racismo - Reprodução/Instagram

O jovem ator Lonnie Chavis, de 12 anos, que interpreta Randall Pearce na infância na série de televisão This is Us, confessou que lutou para conter as lágrimas durante a gravação de um episódio do programa, enquanto ouvia sua avó racista na trama, porque trouxe de volta lembranças terríveis de sua vida real.

O garoto comentou que tanto o diretor como os roteiristas do programa tentaram acalmá-lo quando ele se emocionou durante a cena, admitindo que não tinha como explicar o que estava acontecendo em sua mente.

"Comecei a chorar ouvindo um ator retratar uma avó racista em relação ao meu personagem", escreveu em um novo ensaio para a revista People. "O diretor e os roteiristas me disseram que eu não precisava chorar na cena. No entanto, era difícil não chorar, pois testemunhei o que acabei de descobrir que era minha realidade. Não estava atuando, estava chorando por mim", relembra Lonnie.

E o menino ainda justificou: "Você pode imaginar ter que explicar para uma sala cheia de brancos porque eu não consegui segurar minhas lágrimas reais enquanto experimentava a dor do racismo?".

Lonnie também revelou um triste episódio da vida real, quando estava em um restaurante em San Diego, Califórnia, com um grupo de outros meninos negros, e a mulher na caixa, acusou-os de tentar roubar suas gorjetas.

"Uma jovem branca trabalhando na caixa registradora nos acusou de tentar roubar as poucas gorjetas em seu copo", acrescenta. "Foi uma provação enorme que quase levou a polícia a ser chamada enquanto estávamos com nossos pais".

Um fã branco do programa veio em socorro da família e explicou que Lonnie era 'um ator profissional de duas séries de televisão atualmente no ar' e acrescentou que 'duvidava que eu precisasse roubar alguns dólares dela'.

"Minha mãe nunca jogou a carta 'ele é um ator'", explica Chavis. "Ela definitivamente sabia e argumentou que estávamos sendo alvejados apenas porque éramos um grupo de jovens crianças negras. Você pode imaginar alguém pensando que você é um ladrão só por causa da cor da sua pele? Eu posso", escreveu o ator mirim.

E histórias como essa o menino, com tão pouca idade, já viveu várias... também relembrou no ensaio para a People quando seu pai foi preso no dia de seu aniversário de 10 anos por causa de uma multa de trânsito em 2018.

"Depois de chegar tarde em casa com minha família na minha festa de aniversário, um policial de Long Beach torceu o braço do meu pai pelas costas e o puxou da nossa porta com a porta aberta... Minha mãe correu para o meu quarto e me disse com medo nos olhos para entrar no quarto do meu irmãozinho e ficar longe das janelas. Ela colocou meu irmãozinho nos meus braços e me disse que não importasse o que eu escutasse, para não me aproximar da porta. Eu segurei meu irmão bebê e chorei ao ouvir minha mãe gritando do lado de fora de nossa casa. Pensei que meus pais certamente morreriam indo contra a polícia. Pela graça de Deus, eles ainda estão comigo, e esse assédio racial motivado contra meu pai foi descartado. Você consegue se imaginar segurando seus três irmãos pequenos enquanto pensa que todos seremos órfãos? Eu posso."

Lonnie Chavis conclui o ensaio escrevendo: "A mudança tem que acontecer para cidadãos negros desarmados não viverem com medo de serem assassinados. Você pode imaginar ser eu em 2020 e se perguntar o que o futuro reserva?".

Lea Michele é chamada de 'pessoa tóxica e difícil'

Racismo: Matthew McConaughey promete pressionar por mudanças





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico