Imprimir

Notícias

12/05/2020 | 20h05m - Publicado por: Flávia Ávila | Foto: Reprodução/Instagram

Bryan Adams é criticado por comentário sobre o coronavírus

O cantor foi acusado de racismo e horas depois pediu desculpas

Bryan Adams é criticado por comentário sobre o coronavírus - Reprodução/Instagram

O cantor Bryan Adams causou polêmica na última segunda-feira (11) após publicar um vídeo no Instagram cantando a música Cut Like A Knife. Não foi a canção em si que fez os internautas se manifestarem, mas sim a legenda.

Bon Jovi cancela turnê de 2020 por causa do novo coronavírus

No texto, o canadense fez um discurso cheio de palavrões contra as pessoas por trás dos "mercados úmidos da China", que ele afirmou terem produzido o vírus da Covid-19 que o fez pausar sua turnê, além de causar inúmeras mortes por onde se espalhou.

Ele, que hoje está com 60 anos, havia programado uma série de apresentações no Royal Albert Hall, famosa casa de espetáculos em Londres, e teria começado justamente na segunda-feira à noite.

Rodrigo Santoro: A voz de quem chora o luto com a Covid-19

“Esta noite deveria ser o início de uma série de shows no @royalalberthall, mas, graças a alguns f***** comedores de morcegos, vendedores de animais no mercado úmido, bastardos gulosos fazedores de vírus, o mundo inteiro está agora em pausa, para não mencionar os milhares [de indivíduos] que estão sofrendo ou morrendo em razão desse vírus ”, escreveu Bryan. "Minha mensagem para eles, além de 'muito obrigado, p****'', é: Sejam veganos".

James Cameron já pode voltar a filmar Avatar 2

O artista ainda continuou, ressaltando que gostaria muito de poder estar nos palcos, e refletiu.

"É ótimo aproveitar o isolamento com meus filhos e família, mas sinto falta da minha outra família, minha banda, minha equipe e meus fãs", acrescentou ele. “Cuidem-se e espero que possamos colocar a turnê na estrada novamente em breve. Vou apresentar um trecho de cada álbum que deveríamos apresentar nos próximos dias", contou

A postagem no Instagram teve os comentários bloqueados, porém, a galera da internet foi até o Twitter para comentar o ocorrido, com algunso acusando de racismo e outros concordando com ele. O compartilhamento da publicação do Instagram no Twitter foi apagada depois das diversas críticas como resposta.

Confira clipes filmados em casa durante a quarentena

"Para aqueles dizendo que #BryanAdams não estava errado pelo tweet sobre um grupo específico de pessoas, aqui está o que ele deveria ter dito: 1Considere se tornar vegano e ajude o mundo a eliminar a contaminação de vírus vindos de animais1. Simples. Correto. Nada racista", disse um perfil, referindo-se ao fato de Adams ter citado o movimento vegano do qual ele faz parte.
 
"Jesus Cristo. Bryan Adams apenas queimou todo o seu legado com apenas uma postagem. Eu cresci ouvindo esse cara. Minha mãe e minhas tias eram muito fãs dele. Vergonha, Uma grande e real vergonha", escreveu outro rapaz.
 
 
"Alguém pode me dizer porquê Bryan Adams está errado e foi racista?", coomentou outro homem que saiu em defesa do cantor.
 
Em contrapartida, nesta terça-feira (12), um pedido de desculpas foi feito por parte do famoso. Com uma gravação cantando Into The Fire, ele se explicou.
 

"Perdãoa qualquer pessoa que se ofendeu pela minha publicação de ontem. Sem desculpas, eu só queria fazer um discurso sobre a horrível crueldade animal que acontece naqueles úmidos mercados sendo, possivelmente, o local de origem do vírus e também promover o veganismo. Eu amo todas as pessoas e meus pensamentos estão com qualquer um que esteja lidando com essa oandemia ao redor do mundo."





Notícias Relacionadas

12/05/2020 | 17h42m - Raphael Araujo

Thelma, campeã do BBB20, pede respeito pela quarentena

12/05/2020 | 16h55m - Flávia Ávila

Mayra Cardi esclarece separação de Arthur Aguiar

12/05/2020 | 15h00m - Raphael Araujo

Pablo se apresenta na Macaco Live, projeto da Macaco Gordo



Instagram

Instagram

OFuxico